Consultor Jurídico

Notas Curtas

Da Redação

Blogs

Gestão da informação

CNJ lança novas regras para concessão do selo Justiça em Números

Criado em 2013 para incentivar avanços na gestão da informação no Judiciário, o selo Justiça em Números terá novas regras de concessão a partir deste ano, conforme a Portaria 56/2016, que substitui as portarias 186/2013 e 125/2015. O texto foi alterado para incluir novas políticas do CNJ, especialmente as que envolvem mecanismos de gestão participativa e democrática do Judiciário e a política nacional de atenção prioritária ao primeiro grau de jurisdição.

Embora o selo siga com as quatro categorias — Diamante, Ouro, Prata e Bronze —, houve mudanças também nos critérios de pontuação e nas faixas de cada tipo de selo, cujo limite máximo passou de 400 para 450 pontos. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Clique aqui para ver as novas regras do selo Justiça em Números.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 9 de junho de 2016, 7h30

Comentários de leitores

1 comentário

selo do corporativismo, pois é apenas para Tribunal

analucia (Bacharel - Família)

O Selo deveria ser por Vara, assim haveria uma verdadeira competitividade e ser usado nas promoções. Da forma, como está feito é brincadeira de criança indígena.... Afinal, é para Tribunal e isto oculta os juizes e servidores preguiçosos, pois a média seria mantida pelos poucos que trabalham com produtividade.

selo do corporativismo, pois é apenas para Tribunal

Comentários encerrados em 17/06/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.