Consultor Jurídico

Notícias

Competência da União

Lei de Alagoas contra suposta doutrinação nas escolas é inconstitucional, diz AGU

Comentários de leitores

7 comentários

A doutrinação não é suposta, mas real

Marcos Antonio A. dos Santos - Advogado (Advogado Autônomo - Civil)

A doutrinação existe nas escolas, isso é fato. Chamar de suposta é tomar partido contra a lei, num artigo que se supões jornalístico. Como alagoano, tenho orgulho de ter sido o meu estado o primeiro a aprovar uma lei que tente combater esse Leviatã que tem na imprensa um de seus mais fortes tentáculos. Viva a Escola Livre, Viva o Escola Sem Partido. Parabéns, Dr. Nagib. Deus o abençoe em sua luta.

Preocupante

preocupante (Delegado de Polícia Estadual)

Desde a década de 80 que as escolas brasileiras, e principalmente as universidades públicas, doutrinam os alunos a criarem ódio aos norte americanos, por representarem o capitalismo mundial, e louvarem, exaltarem a economia planificada (regime comunista).
Isso criou um grande empecilho ao desenvolvimento intelectual espontâneo e inovador, além de freios à liberdade de pensamento, sobretudo ligados à política.
Ou vocês acham que é por outro motivo que há milhões de fanáticos pelos próceres do PT, PC do B e outros partidos de doutrina semelhante?
Em outras palavras: Desde então se impôs uma imbecilização de grande parcela da sociedade brasileira. E esse é um dos motivos pelos quais milhões de brasileiros acham normal os agentes políticos e outros agentes dos demais poderes da República Federativa do Brasil se apropriarem ilegalmente ou imoralmente do erário e causarem tanta desgraceira, principalmente para os menos favorecidos material e intelectualmente.

Escola Sem Coxinha

ju2 (Funcionário público)

Proponho que as cantinas das escolas parem de vender coxinha. E proponho também a Escola Sem Igreja. Nada de estudar religião nas escolas. Ou que instituam o estudo do ateísmo, junto com o do proselitismo religioso.

Que comece o mimimi esquerdista

Thiago Martins23 (Advogado Autônomo)

A aparelhamento estatal é tão forte, que até mesmo um projeto Escola LIVRE sofre para se manter em pé. Aposto que nenhuma das almas caridosas responsáveis pela elaboração da ADI conhece Mises, Hayek, Eugen von Böhm-Bawerk, Hope, Rothbard, nem nunca ouviram falar de tais autores. Para eles, bom mesmo é o feijão com arroz marxista, que não sai de Habermas, Bobbio, Dworkin, e quando muito, Kant.

resumindo a dois endereços de internet

Ramiro. (Advogado Autônomo)

Dois endereços de internet levam às origens de inbecilidade de tal projeto teratológico, já foi feito antes... "Comunista safado tem de se f..". Ok, um foi diretor geral do Instituto Pasteur por lustros, outros foram para Harvard e outras grandes universidades americanas, e no Brasil ficaram os imbecis
http://www.mast.br/ciencia_na_ditadura/
http://www.mast.br/ciencia_na_ditadura/cientistas.html
Lula, Dilma, Silas Malafaia, Marco Feliciano, se for analisar bem decorrem do processo de imbecilização planejada por anos... agora querem piorar.

Fascismo jogando com o esquecimento

Ramiro. (Advogado Autônomo)

O primeiro sintoma de contaminação pelo fascismo é a total intolerância com a divergência, com a diversidade, a não aceitação de pensamentos diferentes.
Este projeto deveria se chamar "escola sem pensamento crítico".
Não sou novo, fiz antigo primário no regime militar, três vezes por semana cantar hino diante de bandeira, obrigação de doutrinação de obediência à hierarquia pela hierarquia. No antigo ginásio, OSPB, organização social e política brasileira, também moral e cívica, doutrinação contra "os males do comunismo", anos 70, fim do governo Medici, governo Geisel, tentativa de autogolpe do Gal. Sylvio Frota, tortura e estupros nos porões da ditadura, e nas salas de aula doutrinando-se que o Brasil vivia na mais perfeita democracia. Na primeira graduação os estertores de EPB, Estudos de Problemas Brasileiros, criação de militares para doutrinação ideológica.
E agora vem uma sucessão de projetos imbecis como esse, que podem expulsar um professor da docência pela eventual afirmação de que houve tortura e crimes de lesa humanidade no Brasil. "Nunca houve tortura no Brasil", poderá ser lançado como mote e proibida a refutação.
Particularmente conheci gente que que participou de capturas e gente que foi presa e torturada, pessoas brutalmente torturadas. Estupros de presas políticas, ouvi relatos pessoais de que presas políticas mais bonitas, sem processo, sem acusação formal, sem nada, faziam rodas de estupros... Mas pelos novos projetos de "escola sem partido" pode ser proibido suscitar que isso aconteceu nesse país.
O que se vê claramente é um projeto de "escola sem pensamento crítico" E para demonstrar o nível de imbecilidade que esse país já viveu...
http://www.mast.br/ciencia_na_ditadura/
http://www.mast.br/ciencia_na_ditadura/cientistas.html

só pode ler na sala livro comunista

daniel (Outros - Administrativa)

ou seja, as bobagens escritas pelo Marx e seus comparsas, pois os professores apenas querem nos ensinar sobre isto. Nada falam sobre Mises, Hayek, Adam Smith ( e quando falam é para criticar)

Comentar

Comentários encerrados em 5/08/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.