Consultor Jurídico

Comentários de leitores

11 comentários

Querem tomar o lugar do MP...

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

A Defensoria Pública nitidamente está cada vez mais querendo se transformar em um MP do B, como já pelo Helio Telho.

E embora tenham as melhores das intenções, vale aquela velha máxima "de boas intenções o inferno está cheio". No Brasil nós sabemos como termina essa história, o fortalecimento do órgão serve apenas para aumentar as vantagens financeiras daqueles que o controlam.

Avanços na comunicação

Cibeleg (Estagiário)

Eu li em determinada altura do texto: "pode se dá"????
Definitivamente não estou conseguindo acompanhar a "evolução da língua"...

Segundo plano

TJUNIOR (Outros)

Em que pese o papel essencial que a Defensoria Pública da União (DPU) possui no Pais, principalmente por termos uma grande parte da população carente, sempre foi deixada em segundo plano. Mesmo após a autonomia concedida pela Constituição em 2013 a instituição sequer consegue aprovar no congresso o Projeto de Lei 7922/2014 que cria o seu cargo de carreira. A DPU trabalha com estagiários e requisitados de outros órgãos, e portanto não consegue desenvolver um trabalho a altura da instituição e que a população carente merece. Não consegue colocar o seu plano de expansão e com isso se fortalecer. Portanto, a importância da DPU está só nas palavras do defensor, pois grande parte do pais ainda não está ciente dessa importância.

Pais da bananeiras

edu tavares (Defensor Público Federal)

Um país em que a pobreza é extrema, com uma estúpida desigualdade social, a Instituição D.P deveria ser fortalecida em prol dos vulneráveis. A dificuldade de crescimento do Órgão, que beneficiaria os mais pobres, esbarrou no tratamento desigual conferido pela redação originária da CF/88, pouco a pouco sendo aprimorada e hoje pela resistência de grupos mais preocupados com o seu próprio umbigo do que com o povo. O MP não quer o crescimento da D.P por dois motivos: 1º porque temem a perda de espaço e poder e sabe que uma Defensoria forte e atuante diminui a aparição do MP na mídia, o que mais gosta de ver; a 2ª é temer diminuição de orçamento para que continuem " ganhando " seus penduricalhos ilegais e imorais. Como bem falado pelo colega em outra postagem: deixem quem quer trabalhar em prol do povo fazer seu múnus em paz e vão comprar terninhos em Miami junto com a magistratura. Olhem por favor na transparência de São Paulo e verá que TODOS os desembargadores desse Estado ganham mensalmente mais de R$ 60.000,00 por mês. Olhem as decisões de pagamento de penduricalhos pelo país afora, tudo ilegal e retroativo. Chega a ser risível esse nosso país tão pobre e ter que sustentar essa mamata em detrimento daqueles que estão na m. O pior é que temos o Judiciário e MP mais caro do planeta onde sua folha de pessoal muitas das vezes consomem mais de 90% do orçamento, onde servidor cartorário com atribuições funcionais simples auferem mais de R$20.000,00 e ainda reclamam. Na iniciativa privada trabalho similar receberiam R$ 2.000,00. Não podemos fazer nada porque quem poderia fazer algo está com rabo preso com medo da Justiça. Vamos todos ao fundo do poço. E NÃO RECLAMEM SE UM DIA OS MILITARES COLOCAREM OS TANQUES NAS RUAS E TOMAREM O PAÍS DE VOLTA.

2 pesos, 2 medidas

Realista Professor (Professor Universitário - Criminal)

Quando o auxílio imoral é pro parlamentar, não pode. Lado outro, quando é pra encher o próprio bolso, pode.

Para usurpar função investigativa da polícia, vale a máxima "quanto mais gente trabalhando, melhor". Só não vale quando está em discussão a defesa da coletividade, que esbarra nas atribuições do MP...
Quanta hipocrisia. Estão assustados pois perceberam que um órgão muito menor estruturalmente (Defensoria) se propõe a fazer parte do seu papel, e muito melhor. E como sempre vão tentar ganhar no grito.

Azar da sociedade brasileira...

sempre tem aqui um

afixa (Administrador)

"suposto membro do mp" criticando a DP ou o poder judiciário. Por que será? Fedor...

Ridículo tem limite?

César127 (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Pelo visto, não.
O texto traz maisuma invencionice com o desiderato de alçar a DP em MP.
Delegado querendo virar juiz calça-curta e defensor dublê de Promotor.
Definitivamente, no Brasil, o rabo tem abanado o cão!

A Helio Telho

DPESP (Outros)

Uma pena quando há um corporativismo tão grande no MP e o medo de perder lugar quando outra instituição demonstra que quer trabalhar. Infelizmente o MP anda tão preocupado em ganhar auxílios e outros penduricalhos que vem se esquecendo de atender a população, além de não fazer visitas em estabelecimentos prisionais, ouvir a sociedade civil, dentre outras inúmeras atividades que o MP simplesmente não quer mais fazer.

Tente encontrar um membro do MP e veja se ele não está fechado em seu gabinete.

O MP virou apenas e tão somente um órgão acusatório, somente isso. De resto, felizmente existe a Defensoria Pública, porque o MP há anos deixou de fazer aquilo que deveria.

kkkkk o sonho da defensoria é ser mp

daniel (Outros - Administrativa)

Defensor nao quer ser advogado de pobre

Distorção

Daniel A. Freire (Outros)

Pelo teor do texto apresentado, percebe-se claramente que tal função é estranha a missão institucional da Defensoria Pública, já que na verdade se trata de uma clara e típica função do Ministério Público. Não é possível admitir tal cenário apresentado pelo autor sem distorcer a reais funções da Defensoria Pública e afastar a competência do MP no contexto tratado.

MP do B

Helio Telho (Procurador da República de 1ª. Instância)

O Brasil é único país do mundo que possui 2 partidos comunistas. O PCB e o PC do B.
Agora, estamos vendo tentativas de se criar mais um Ministério Público. O MP do B.
Não precisamos de mais um MP.
Precisamos sim de uma instituição que represente e defenda o direito de quem não pode pagar um advogado.
Do contrário, teremos que criar outra (mais uma) instituição para isso .

Comentar

Comentários encerrados em 3/08/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.