Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Membro da ABL

Morre, aos 102 anos, advogado trabalhista Evaristo de Moraes Filho

O advogado trabalhista Evaristo de Moraes Filho, ocupante da cadeira 40 da Academia Brasileira de Letras, morreu nesta sexta-feira (22/7), aos 102 anos, no Rio de Janeiro. O corpo será velado na ABL, e o enterro será no mausoléu da entidade, no Cemitério São João Batista. O presidente da instituição, Domício Proença Filho, determinou luto de três dias.

Evaristo Filho era um advogado muito respeitado no meio trabalhista.
machadodeassis.org

Eleito em 15 de março de 1984 para a Academia, Evaristo Filho foi o quinto ocupante da cadeira 40, sucedendo Alceu Amoroso Lima.

Nascido no Rio de Janeiro, em 5 de julho de 1914, foi casado com Hileda Flores de Moraes e deixa dois filhos: Regina Lúcia de Moraes Morel e Antônio Carlos Flores de Moraes. Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1937) — à época Universidade do Rio de Janeiro —, também estudou Sociologia, Psicologia e Filosofia.

Era doutor em Direito (1953) e em Ciências Sociais (1955). Foi professor de Direito do Trabalho, Industrial e de Administração Pública. Atuou ainda como procurador-regional da Justiça do Trabalho.

Seus dois últimos livros sobre Direito do Trabalho foram A Justa Causa na Rescisão do Contrato de Trabalho (São Paulo, LTr, 1996) e Evaristo de Moraes Filho, Construtor de Direito de Trabalho (São Paulo, LTr, 2006). Na Filosofia, suas últimas obras foram Goethe e a Filosofia – 250 anos de Goethe (Rio, ABL, 1999) e Quinze Ensaios (São Paulo: LTr, 2004).

Evaristo Filho também produziu trabalhos sobre a história das ideias. Seus últimos livros nesse campo foram Liberalismo e Federalismo: Tavares Bastos e Rui Barbosa (Rio, 1991) e Temas de Liberalismo e Federalismo no Brasil (Coleção Afrânio Peixoto, vol. 16 — ABL, 1991. 2ª ed., 1995).

“Registramos a profunda tristeza e o vazio que deixará no mundo jurídico. Muitas gerações receberam seus ensinamentos na Faculdade Nacional de Direito, onde dedicou todo o seu talento ao ensino do Direito do Trabalho”, declarou, em nota, o presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Técio Lins e Silva. Ele definiu Moraes Filho como “jurista inigualável e orgulho de nosso quadro de associados”.

* Texto atualizado às 10h do dia 23/7/2016 para acréscimo de informações.

Revista Consultor Jurídico, 22 de julho de 2016, 21h49

Comentários de leitores

1 comentário

Gênio

O IDEÓLOGO (Outros)

Evaristo foi jurista, humanista, intelectual e defensor das liberdades públicas e privadas.

Comentários encerrados em 30/07/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.