Consultor Jurídico

Artigos

Opinião

Ataque de Eugênio Aragão ao MP visa desqualificar operação 'lava jato'

Comentários de leitores

11 comentários

Concordo com Dr. Eugênio Aragão!

Pedro G. Franzon (Oficial da Aeronáutica)

À lucidez de Aragão soma-se a de Nelson Nery Junior a de Ada Pellegrini Grinover em recentes entrevistas. Não é sem razão que "a confiança dos brasileiros no Ministério Público diminuiu", segundo dados do Índice de Percepção do Cumprimento das Leis - IPCL Brasil, 2015, mensurado pela Escola de Direito de São Paulo da FGV.

usurpação

Realista Professor (Professor Universitário - Criminal)

Justificando seu sobrenome, Robalinho em seu texto roubou a operação Lava Jato da Polícia Federal, como se fosse iniciativa exclusiva do MPF. Sindicalista que é, propositalmente se olvida de informar que sem a PF não haveria Lava Jato, levando adiante um odioso "MPcentrismo".

mimimi

JuizEstadual (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

O episódio deve servir de lição para o articulista aprender a ouvir a verdade e entender que, quando aponta o dedo para alguém, os outros 4 dedos ficam apontados para si mesmo...

Fetiche criminalista e discussão seletiva

DTebet (Advogado Autônomo - Criminal)

Entrevista do Eugênio Aragao foi de uma lucidez ímpar!
A maioria do MPF tenta se colocar como representante da sociedade, quando não é.
E pra terminar: por qual motivo o MPF se recusa a discutir o PLS do Abuso de Autoridade? Será que a discussão do combate à impunidade é seletiva?

Bom texto

C.C.B. (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

O MP não é perfeito, longe disso, possui seus defeitos como qualquer outra instituição. Por vezes, também, acaba por pecar pelo corporativismo. Mas o texto do articulista responde bem a entrevista do antigo Ministro da Justiça, que claramente estava soltando o verbo, influenciado pelos acontecimentos políticos.
Ora, ele permaneceu por pouco tempo no poder. Quem não se lembra que ele ameaçou trocar toda a equipe da PF, caso "cheirasse" vazamento. "Bastava cheirar".
Enfim, a democracia brasileira é muito jovem, mas, sem sombras de dúvida, não será uma entrevista, em sua maior parte, preconceituosa (apesar de uma ou outra verdade), que promoverá o desenvolvimento das instituições.

A verdade dói!

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

O articulista tentou - mais não conseguiu - neutralizar os indeléveis fundamentos, pelos quais o sr. Eugênio Aragão atingiu a ferida aberta do MP. Em preservação da verdade, tentou-se apresentar um MP exemplar e infalível, calcado em utópico e inatingível Estado Democrático de Direito, mas, a realidade demonstra algo anos-luz equidistante do discurso corporativo.

Entrevista do ex-Ministro da Justiça

A.A.Marzano (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Acredito que o entrevistado Aragão deveria decidir se quer atuar como (ex) ministro ou como Procurador da República - atividades incompatíveis, como, aliás, já decidiu o STF. A ficar naquela confortável parte do muro (em cima), tentando se equilibrar, melhor buscar outra área distinta da jurídica. Por exemplo, a literatura, terreno em que ser ou não ser vira poesia.

se MP é transparente cadê as estatísticas de cada procurador

daniel (Outros - Administrativa)

se MP é transparente, cadê as estatísticas de cada procuradoria/promotoria ? Deveriam estar na internet.Por qual motivo o CNMP nada fala sobre isto ?

Sem vocação alguma para o MP

Rafael Henrique Pinto (Servidor)

concordo com o Robalinho quando diz que a crítica do Eugênio foi pouco corajosa.

Ele se vale de seus diploms para impor respeito e impõe aos alienados, que o idolatram com suas teorias que ninguém conhece de direitos humanos de tribunais internacionais, um verdadeiro "fetiche pelos direitos humanos.".

O Aragão distoa completamente do protótipo ideal de um procurador da república, é, contudo, um típico professor universitário: comunista e radical.

Se ele falou que o MP é fascista em uma entrevista por escrito, imagine o que ele não diria em uma sala de aula na UNB?

O antagonista disse que ele disse na UNB que os procuradores da lava jato deveriam ir para o BIG BROTHER BRASIL!

Aragão, realize o seu sonho: imite o Daniel Sarmento: saia do MPF e vá ser advogado do PSOL.

Doutrinação ideológica no MP

Rafael Henrique Pinto (Servidor)

Daniel Sarmento saiu do MPF e foi imediatamente advogar para o PSOL. Há muita gente dentro do MPF que não tem vocação para Procurador da República, mas sim para advogado criminalista.

Este pessoal do MPF que defende as minorias são, inexoravelmente, advogados do PSOL em potencial.

Deborah Duprat, por exemplo, ajuizou ADIN contra o ensino confessional, mas emitiu nota técnica contra o PL do Escola Sem Partido. Quanta Coerência não?

O Concurso de Procurador da República é um dos mais doutrinados pela esquerda do Brasil.

Aragão já foi parte da banca. Duprat também. Razão pela qual livros de autores como Sarmento são considerados "fundementais". Risos.

Robalinho, faça algo pela higidez dessa banca examinadora!

Imagine o Aragão numa prova oral perguntando se o MPF é fascista como ele declarou na entrevista? O cara é obrigado a dizer que concorda com ele ou é reprovado.

Há relatos também que perguntaram a diferença de sexo e gênero - pura ideologia marxista de gênero.

ROGO AOS PROCURADORES DA REPÚBLICA não-socialistas: SALVEM A BANCA EXAMINADORA! Ocupem os espaços !

Comentários

Marcelo-ADV (Outros)

“Lava jato”.

- A “lava jato” não é mais importante que os 92% de homicídios que ficam impunes já na fase investigativa, pois apenas 8% dos homicídios são elucidados no Brasil.

10 Medidas Contra a Corrupção.

- A população também aprova a pena de morte, e nem precisa ser a pena de morte legal.

Independência funcional = Atuação livre

- Onde há função não há liberdade. Onde há função, não há autonomia da vontade. Não há como confundir Independência funcional com liberdade para fazer o que quiser.

Comentar

Comentários encerrados em 30/07/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.