Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem provas

Delegado da PF acusado de pedir propina para não investigar é solto

O delegado federal aposentado e ex-chefe da Delegacia de Crimes Previdenciários (Deleprev) Ulisses Francisco Vieira Mendes foi solto provisoriamente nesta quarta-feira (20/7) pela Juíza Ana Clara de Paula Oliveira Passos, da 9ª Vara Federal Criminal em São Paulo.

Ulisses Mendes é acusado, junto a outros dois delegados federais, de cobrar propinas para não investigar suspeitos. Os três foram presos preventivamente na última quinta-feira (14/7).

Segundo o advogado do delegado aposentado, Olímpio José Ferreira Rodrigues, do Nelson Wilians Advogados Associados, o juízo entendeu que seu cliente não oferecia risco à instrução processual e que há outras medidas cautelares com menos rigor cabíveis ao caso.

Olímpio ressaltou ainda que nenhum fato que ligasse Ulisses ao suposto esquema de propina foi encontrado durante as investigações. O delegado federal teve seu sigilo telefônico quebrado durante as apurações da operação inversão.

“Ele foi alvo da operação só porque foi chefe da Deleprev. Ele não representava nenhum risco para a instrução processual, até porque está aposentado”, afirma Olímpio.

*Notícia alterada às 16h45 do dia 21 de julho de 2015 para inclusão de informações.

Revista Consultor Jurídico, 21 de julho de 2016, 5h56

Comentários de leitores

1 comentário

Agonia

Luiz Carlos de Oliveira Cesar Zubcov (Advogado Autônomo)

Nos enlaces da justiça todos estão perdidos.

Comentários encerrados em 29/07/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.