facebook-pixel
Consultor Jurídico

Ministros do STF não receberão bonificação para evitar reajuste

15 de julho de 2016, 20h53

Por Redação ConJur

imprimir

Os ministros do Supremo Tribunal Federal não receberão “gratificações”, em vez do reajuste salarial, que ainda está sendo analisado pelo Congresso. Comentários feitos pelos corredores e celulares de Brasília citaram essa possibilidade, argumentando que isso impediria o efeito cascata nos salários dos servidores federais e estaduais, que impactaria fortemente no déficit orçamentário.