Consultor Jurídico

Entrevistas

Brasil em debate

"'Lava jato' não tem culpa pela crise econômica e fará o Brasil voltar a crescer"

Comentários de leitores

5 comentários

Falta de respeito com os princípios jornalísticos

Igor Moreira (Servidor)

Algumas perguntas são bastante tendenciosas e, às vezes, antes da questão, fazem afirmações que não são verdadeiras, total ou parcialmente ("cartel dos investigadores", quem disse e cadê a prova disso?). A pergunta induz vício na resposta. Além disso, tem respostas que não se encaixam nas perguntas, então penso que algo muito estranho aconteceu nessa entrevista ou no momento de redação/edição.

Iludido Advogado autônomo

Iludido (Advogado Autônomo - Civil)

Em termos concordo noutros não. Para SE crescer é preciso fazer economia até caseira. É infalível. Só não vê quem não quer. Teoria e prática são coisas diferentes. Vejam p.ex. despesas e não custos que dá o CN. Precisa de tanto cabide de emprego a quem não precisa de tal! Senado para quê se o pais é pobre! Concurso público para políticos não seria verdadeiramente uma economia e uma maior honestidade MAIS acurada! Concursado é muito menos corrupto. Você e nem Deus é capaz de saber as despesas que os Poderes da República lhe impõe para pagar! É o ditado: "tudo que entra fácil sai fácil". Aí facilidade para gastar o tal dinheiro público. O salário mínino no brasil deveria ser de 3 mil mais ou menos como quer o Dieese. Porque não chega a isso para o aposentado! Não há interesse econômico nisso pois, não dá retorno. Socialmente é um forma de afastar o máximo eliminando de forma adesionista esse povo vencido que só dá despesa e que o governo que ajudou a formar não lhe quer nem como empregado. A distribuição de renda via o rico dá retorno para o governo. Daí, a preferência pela acumulação da renda inversa. A lava rato, nasceu de uma briga política de uns entregando o outro dentro de sua origem da cidadania de vindita do individuo. Nunca vai acabar a corrupção pois, faz parte do pecado mortal. E, nem o tamanho pois, tudo depende da ocasião e do prazer do caráter que dá. O Brasil não tem suporte econômico para acompanhar a legislação trabalhista, somente para bancar a duras penas do retorno que proporciona na via peregrina. Uma pergunta simplória demais resume tudo: Você não faz com seu dinheiro o que v. faz FACILMENTE com o dinheiro publico. PQ! No mundo material, ninguém que gasta mais do que ganha consegue crescer, a não ser na teoria.

Incoerências

Cirval Correia de Almeida (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Seria interessante o Delfim se posicionar a respeito dos erros do Lula. Ou só porque ele assessorou o Lula, este é perfeito? Não foi só a Dilma que causou o desastre que está aí, embora grande parte seja por culpa dela. E o que ele acha do "mercado" com juros de mais de 400% ao ano? E a China vendendo produtos a preços baixos, mas com mão-de-obra escrava? E para aproveitar as "oportunidades de mercado" grande parte das empresas - até brasileiras - se instalarem na China para aproveitar a mão-de-obra escrava? Se ele acha que o pobre tem chance no "mercado" ou se apenas aqueles que têm altas somas de dinheiro se locupletam no "mercado"? E o que ele acha de receber os seus honorários diretamente de empreiteiros ou por eles autorizados, supondo-se que ele não sabia como os honorários lhe foram pagos? Enfim, a "prosa" do Delfim é muito boa e ele sabe de tudo, mas, na hora "h" ele tangencia, tanto na época da ditadura quanto mais recentemente na derrocada do Brasil. Nesses questionamentos a "prosa" dele escasseia. Ele acredita mesmo que o "mercado" resolve sem qualquer restrição ou controle?

Brilhante

O IDEÓLOGO (Outros)

Brilhante análise de um pensador econômico.

Diretrizes ideológicas orientadoras

Leo Italo (Estudante de Direito)

Sobre o perfil ideológico "complexo" do político Delfim: não sei se a Revista Conjur pesquisou ou de propósito omitiu-se, mas um cidadão que possui coluna reservada na revista petista Carta Capital, que teve o nome citado por Lula em degravação realizada pela PF, in verbis: "Eu falei com Delfim Netto hoje, ele vai publicar um artigo amanhã no Valor dando o cacete." e que defende, oximoro dos oximoros, um estado forte e eficiente pode ser considerado como um perdido neste oceano de "polarização" que domina o Brasil. É de uma limpidez que este senhor é alinhado ao espectro ideológico do PT. Sequer cogitar sua inclinação a uma outra ideologia é sandice.

Com efeito, a imprensa e em especial a imprensa parecerista, jurídica ou não, sem saber pensar o que fazer de suas vidas sem um catálogo ideológico para tudo, e não dispondo de informações cabais sobre as personalidades políticas, acabam por construí-la com nacos de si mesmas, colhidos nos mais recônditos vales dos seus respectivos subconscientes e constituídos substancialmente de temores, suspeitas, fantasias macabras e uma vasta coleção de demônios.

Comentar

Comentários encerrados em 22/07/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.