Consultor Jurídico

Artigos

Opinião

Habeas Corpus é coisa séria e não
comporta nenhum tipo de deboche

Comentários de leitores

11 comentários

Que Deboche???

Estevan Bandeira de Sousa (Auditor Fiscal)

Usá-li para soltar corrupto que surrupiam milhões, ou melhor, bilhões do contribuinte - do cidadão que sustenta o governo - desviando e se apropriando dos recursos públicos, que deveriam ser utilizados na segurança, na saúde e na educação, que se encontram em situação deprimente.Pior, mesmo sendo apurados tais desvios, estes larápios dos recursos públicos continuam a desviando-os. Se o deboche é no sentido de soltá-los. Concordo plenamente.
Se este bandidos tivessem que comprovar de onde vem a montanha de recursos para pagar estes advogados que se acham estrelas, talvez as coisas começassem a melhorar.

Que Deboche???

Estevan Bandeira de Sousa (Auditor Fiscal)

Usá-li para soltar corrupto que surrupiam milhões, ou melhor, bilhões do contribuinte - do cidadão que sustenta o governo - desviando e se apropriando dos recursos públicos, que deveriam ser utilizados na segurança, na saúde e na educação, que se encontram em situação deprimente.Pior, mesmo sendo apurados tais desvios, estes larápios dos recursos públicos continuam a desviando-os. Se o deboche é no sentido de soltá-los. Concordo plenamente.
Se este bandidos tivessem que comprovar de onde vem a montanha de recursos para pagar estes advogados que se acham estrelas, talvez as coisas começassem a melhorar.

Excelente texto.

João B. G. dos Santos (Advogado Autônomo - Criminal)

Nada como um dia após o outro. Desta vez o articulista produziu um muito excelente texto, que aborda o tema com erudição e isento de viés político. Parabéns.

Rebeldes primitivos

O IDEÓLOGO (Outros)

Com a Constituição de 1988 foram enaltecidos os direitos em detrimento das obrigações.
Os "rebeldes primitivos", expressão emprestada do historiador marxista Erick Hobsbawm e adaptada ao contexto brasileiro, sufragados por intelectuais que abraçaram o pensamento do italiano "Luigi Ferrajoli, expresso na obra "Direito e Razão", passaram a atuar em "terrae brasilis" em agressão à ordem estabelecida, ofendendo os membros da comunidade.
Aqueles despossuídos de prata, ouro, títulos e educação especial, agredidos pelos rebeldes, passaram a preconizar a aplicação draconiana das normas penais, com sustentação no pensamento do germânico Gunther Jabobs, resumido no livro "Direito Penal do Inimigo". Acrescente-se, ainda, a aplicação das Teorias Econômicas Neoliberais no Brasil, sem qualquer meditação crítica, formando uma massa instável e violenta de perdedores, fato previsto pelo economista norte-americano, Edward Luttwak no livro denominado "Turbocapitalismo".
Diante desse "inferno social" o Estado punitivo se enfraqueceu. A situação atingiu nível tão elevado de instabilidade, que obrigou o STF em sua missão de interpretação da Constituição e de pacificação social, lançar às masmorras, de forma mais expedita, os criminosos. Diante do atrito entre o pensamento do intelectual, preocupado com questões abstratas, e a dura realidade enfrentada pelo povo, principal vítima dos rebeldes, a Democracia soçobra.

Habeas Corpus não é instrumento para salvaguardar corruptos

A Reta Entre Várias Curvas (Outro)

Não foi nem entrar no mérito de como o Ministro Toffoli foi escolhido para integrar o STF para não perder tempo, apenas digo que esta coluna me fez dar risadas por relembrar o quanto políticos e empresários corruptos ainda recebem apoio do meio jurídico brasileiro. A impunidade e a certeza de que o sistema normativo protege criminosos que dilapidam os cofres públicos ainda é a regra em nosso pais. A lava jato veio por um fim no vício secular da corrupção e proteção da casta mais desonesta que existe.

HC é a personificação da impunidade...

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

Hoje, em decorrência da análise do Direito Penal como um conjunto de regras para proteger o criminoso (e não a vitima), o HC virou sim um instituto jurídico que apenas serve para a manutenção dessa impunidade, até porque em sede de HC vale tudo para liberar o criminoso, o "trabalho" tem que ter sido muito bem feito para conseguir a façanha de ficar preso, especialmente quando se tem dinheiro para pagar advogados renomados que ganham rios de dinheiro defendendo criminosos.

Exemplo disso é o Carlinhos Cachoeira, figurinha carimbada que vive livre, leve e solto se locupletando do patrimônio público. Zé Dirceu mesmo preso em decorrência do mensalão continuou roubando, e a própria justiça quase conseguiu encobertar toda essa máfia que se instalou no Governo Federal quando anulou a castelo de areia. Enfim, não são casos isolados, isso é algo recorrente no Brasil.

E para fechar com chave de ouro, qual não foi a minha surpresa quando vejo a noticia de que a promotoria irá denunciar o cidadão que matou o fã maluco no "caso Ana Hickman".

Por isso eu digo, a legislação e os tribunais brasileiros existem para proteger bandido e não a vitima.

Articulista

Professor Edson (Professor)

O articulista é petista e absolutamente parcial, é risível ser denominado de "especialista".

Deboche da parte de quem?

Paulo Moreira (Advogado Autônomo - Civil)

Impetrar HC "a torto e a direito" unicamente em razão dos privilégios concedidos ao referido Remédio Constitucional, e por fim, o fato mais grave: utilizá-lo como "moeda de troca". Isso não é um deboche muito mais grave? Pois é, nessas horas me arrependo de ter feito Direito...

Retificação

Luiz Pereira Neto - OAB.RJ 37.843 (Advogado Autônomo - Empresarial)

... E cassação por seus honrados pares !

É muita desfaçatez !

Luiz Pereira Neto - OAB.RJ 37.843 (Advogado Autônomo - Empresarial)

DEBOCHE , ACINTE , ESCÁRNIO , ETC... , são qualificativos apropriados para a espúria concessão monocrática de habeas-corpus por um Ministro do STF em favor de um "paciente" amigo , comprovadamente corrupto , vigarista , que tem a coragem de roubar , gota a gota , a aposentadoria mensal de um sofrido e esbulhado aposentado , passando - o Ministro - por cima da sua não assumida suspeição e desrespeitando afrontosa e nulamente , a legítima competência jurisdicional , por ele mesmo , antes , determinada e declinada para o mesmo Juízo de São Paulo prolator da Decisão prisional .
UMA VERGONHA , QUE MERECE PRONTA E SEVERA RETIFICAÇÃO E CASSAÇÃO DE SEUS HONRADOS PARES !

Análise precisa

DTebet (Advogado Autônomo - Criminal)

" Os subscritores do combatido artigo não se agastam com o “duplo twist carpado” que é dado, constantemente, para driblar os direitos e garantias fundamentais insculpidos na Constituição." Ótimo texto. Breve e direto. O pauta punitivista avança sem pudor. Sai dos autos dos processos e avança para a mídia, buscando reformar decisões que lhes são contrárias no grito.

Comentar

Comentários encerrados em 15/07/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.