Consultor Jurídico

Notícias

Carta de intenções

Próximo presidente do Conselho Federal da OAB apresenta plano de gestão

Comentários de leitores

6 comentários

Eleição ilegitima...

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

Enquanto o presidente nacional da OAB continuar sendo eleito indiretamente, exatamente como era feito no regime que eles tanto criticavam (com razão), nenhum presidente terá legitimidade para estar no cargo.

Advocacia sem lideranças.

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Estamos perdendo as boas lideranças. OAB virou uma boutique.

Pura inveja!

EuMariaRosa (Advogado Assalariado - Empresarial)

Hoje é muito fácil fazer discurso e jogar a culpa de tudo na "Dilma"...
O Dr. Lamachia foi devidamente eleito pela classe dentro da chapa vencedora na OABRS.
Trata-se de pessoa digna a nos representar.
Desejo toda sorte do mundo para ele que será líder dessa nossa classe sofrida e que merece cada vez mais a valorização devida.

É igual a Dilma

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A advocacia terá pela frente anos terríveis. Claudio Lamachia nunca teve e nem terá a mais remota condição de liderar a advocacia, pois não possui preparo ou disposição para a função quando entendida nos termos da lei. Ele, tal como ocorre com os políticos de partido (Dilma, Lula, etc.) trabalhou nos bastidores dia e noite para chegar ao poder, e conseguiu. Sua ascensão não é algo natural, como vontade coletiva da classe dos advogados, mas apenas o resultado de conchaves, troca de favores, enfim, de toda espécie de podridão humana, a mesma que está destruindo esta República ao permitir que os cargos e funções públicas sejam ocupados por pessoas despreparadas e sem compromisso com o cumprimento da lei ou da Constituição. Lamachia é um produto criado por marqueteiros e assessores de imprensa, exatamente como Dilma (só faltou fazer um topete igual!). Por onde ele passou, só deixou estragos, como na OAB do Rio Grande do Sul, Estado na qual a violação às prerrogativas da advocacia passou a ser regra e chegou a um nível jamais visto na história republicana. Seu dom é para conquistar cargos, não para fazer um bom serviço pela classe, repetindo o vício dos políticos em geral (vide, mais uma vez, Dilma). De se esperar agora perseguição implacável a todos aqueles considerados opositores, e mais anos seguidos de humilhações para a classe dos advogados.

2016 será marcado pelo fim da escravidão contemporânea

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos escritor e jurista. Assim como Martín Luther King I have a dream. EU TENHO UM SONHO. Em respeito ao direito ao trabalho abolir de vez a última ditadura a escravidão contemporânea da OAB. Chega de pregar o medo o terror e a mentira. Os mercenários da OAB estão felizes pelo dinheiro farto e fácil. Vendem se dificuldades para colher facilidades. Há vinte anos OAB vem se aproveitando dos governos covardes para impor seu famigerado concurpcente fraudulento discriminatório caça níqueis exame da OAB. Quanto maior reprovação maior o faturamento. JÁ imaginou os prejuízos incomensuráveis que esse exame caça níqueis vem causando ao país com esse contingente de escravos contemporâneos da OAB devidamente qualificados pelo Estados MEC jogados ao banimento? Estima se que nos últimos vinte anos OAB usurpando papel do Estado MEC abocanhou extorquindo com altas taxas cerca de quase UM Bilhão de reais sem nenhuma transparência sem nenhum retorno social sem prestar contas ao TCU triturando sonhos e diplomas de jovens e idosos gerando fome desemprego depressão síndrome do pânico síndrome de Estocolmo doenças psicossociais e outras comorbidades diagnósticas uma chaga social que envergonha o país. Por quê esses recursos tosquiados dos bolsos dos escravos contemporâneos da OAB não são revertidos no reforço das qualificações desses escravos ao invés de patrocininar jantares para figuras politicas peconhentas descompromissadas com a realidade nacional? O fim dessa excrescência exame da OAB significa mais emprego mais rendas mais cidadania mais contribuições para Previdência Social e acima de tudo maior respeito aos direitos humanos Assistir os desassistidos e integrar na sociedade os excluídos. JÁ NÃO ESCRAVOS. MAS IRMÃOS PAPA FRANCISCO.

Vergonha para a classe

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Vergonhoso! 1 milhão de profissionais, todos com curso superior, e incapazes de ao menos escolher o líder da própria classe.

Comentar

Comentários encerrados em 5/02/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.