Consultor Jurídico

Agilizando o processo

Juiz fotografa despachos e envia por WhatsApp para notificar partes

Retornar ao texto

Comentários de leitores

16 comentários

Não sei quem disse que é falta de previsão legal...

Rodrigo P. Martins (Advogado Autônomo - Criminal)

A Lei 9.099/95 estabelece que: "Art. 13. Os atos processuais serão válidos sempre que preencherem as finalidades para as quais forem realizados, atendidos os critérios indicados no art. 2º desta Lei. [...] § 2º A prática de atos processuais em outras comarcas poderá ser solicitada por qualquer meio idôneo de comunicação."

Processo menos burocrático

Maria Rita Melo (Oficial de Justiça)

Acho muito bom, pois agiliza o processo. O telefone e o e-mail já são usados nos Juizados e essa nova ferramenta é até mais fácil e rápida. Agora, apenas a título de colaboração, aponto um erro de grafia no segundo parágrafo do texto onde constou "mandato de intimação". Correto: mandado de intimação.

Whatsapp não é Brasileiro. O Facebook é o atual dono.

Rogerio Ramalho (Administrador)

Caso haja algum vazamento de informações sigilosas a quem vão processar? Como o Facebook é da Microsoft e a Microsoft é Americana, seguem leis internacionais, americanas ou não tem jurisdição?

Possibilidade de erro

Paulo Kullock (Técnico de Informática)

Imagine se o celular foi roubado. O juiz dá a parte como tendo recebido a comunicação mas isto não ocorreu.

Web

Alfredo Dib Neto (Outros)

Em vez de fotografar e enviar, poderia usar o whatsapp web.
Basta colar o texto.

A medida é simples e parece ser efetiva.

Excelente iniciativa

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Celeridade, economia, menos papel impresso, menos carros nas ruas, menos árvores destruídas, menos trânsito, menos poluição... e nós OJAS ficamos liberados para medidas que REALMENTE tem que ser executadas por nós, como penhoras, arrestos, busca e apreensão, etc.
.
O único perigo se refere à certeza de aquele número de whats app realmente é da pessoa a ser intimada. Mas a reportagem deixa claro que quem fornece o número é a própria pessoa que vai ser intimada (ao abrir a ação ou ao ser citada, por exemplo). Logo, não há erro.
.
Dinossauros, vamos acordar para o século XXI!

Isso é Excelência!

SRPA (Advogado Autônomo)

Parabéns juiz, excelente ideia, independente de previsão legal, temos que transcender, para inovar.

Certíssimo.

Radar (Bacharel)

A medida diminui a necessidade de acionar o oficial de justiça. Quanto à crítica ao uso dos meios eletrônicos, o email previamente cadastrado já tem sido utilizado na comunicação.com as partes, sem choradeira. Por que não o Zap, ferramenta já utilizada até por idosos? Para a frente é que se anda. É claro que advogado torce o nariz para tudo que é novidade e simplifique, por medo de diminuir honorários.

Isso é Excelência!

SRPA (Advogado Autônomo)

Parabéns juiz, excelente ideia, independente de previsão legal, temos que transcender, para inovar.

Próximo passo

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Ligação do Juiz (a cobrar) para efetuar as intimações.

Erro

Carlos Prata (Consultor)

"Mandato de intimação"? Foi isso mesmo que eu li?

Violação ao princípio da segurança jurídica

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O juiz está, na verdade, gerando nulidades e prejudicando o funcionamento do Judiciário.

Erro!

Luiz F. G. Deitos (Advogado Autônomo)

Confiar em dispositivos eletrônicos é um grande erro. Impossível confiar em um meio tão descartável como esse. Precisamos evoluir mais.

E a recíproca? Como fica?

N. Abreu (Advogado Sócio de Escritório)

Não sou capaz de recriminar a conduta do juiz (se o propósito for o de imprimir celeridade aos processos), mas fico cá me perguntando: a pretensa "celeridade" só vale para os casos de interesse do magistrado ou para todos os processos em tramitação? Sendo assim, que medida podem as partes adotar para alcançarem o mesmo objetivo?

Oficial

HelenoOMoraes (Funcionário público)

Acho que meu cargo (Oficial de Justiça) vai se extinguir. Mas é isso mesmo! Não tem pra onde correr! "O passado é uma roupa que não nos serve mais!"

Eles podem tudo!

GMR-GG (Outros - Criminal)

Eles podem tudo.
Agora de casa mesmo - recebendo o auxílio moradia - só despachando pelo "zap-zap". Que maravilha!

Comentar

Comentários encerrados em 15/01/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.