Consultor Jurídico

Caso Changri-Lá

Atos de guerra são protegidos pela imunidade de jurisdição dos Estados

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Há um equívoco na matéria.

bob123 (Advogado Sócio de Escritório)

A matéria contém um equívoco ao afirmar que "Getúlio Vargas declarara guerra ao Eixo, composto de Alemanha, Itália e Japão, depois que aviões nazistas bombardearam o porto do Rio de Janeiro".
Nunca ocorreu este fato. Nunca aviões nazistas bombardearam o porto do Rio de Janeiro, com de fato o Rio nunca foi bombardeado por nenhum avião estrangeiro.
Será que não quis se referir a Pearl Harbour? Será que não foram aviões japoneses? Ou será que não quis se referir ao torpedeamento de navios no nordeste brasileiro?

Parabéns...

Neli (Procurador do Município)

Umsa decisão muito bem fundamentada.

Aviões nazistas bombardearam o porto do Rio de Janeiro?

Marcos Neves (Serventuário)

Olá,
Lendo esta interessante matéria, não poderia deixar de comentar uma passagem um tanto quanto inusitada para mim.
No segundo parágrafo do subtítulo "Tiro ao Alvo", o autor mencionou que o Brasil declarou guerra ao eixo após o bombardeio do porto do Rio de Janeiro por aviões nazistas.
Ora, diante do pouco conhecimento que adquiri através da leitura de algumas obras sobre o tema, bem assim dos relatos históricos sobre os eventos que levaram o Brasil a declarar guerra ao eixo, nada, mas absolutamente nada, menciona sobre esse "bombardeio ao porto do Rio". Também seria fácil rechaçar essa hipótese, pois, à época, a Alemanha não possuía porta aviões, tampouco uma base próxima à costa brasileira, não tendo, também, bombardeiros com autonomia de alcance para nos atacar.
Assim, o que levou o Brasil declarar a Guerra, tirante o interesse americano, foi a pressão advinda das ruas, da população, que pedia a entrada do país no conflito ante os vários afundamentos de embarcações brasileiras em nossa costa por u-boats alemães.
Necessária, portanto, a correção desse trecho na matéria...

Aviões Nazistas bombardearam o Porto do Rio de Janeiro?

Marcos Neves (Serventuário)

Matéria interessante trazida à discussão, mas não poderia deixar de observar uma passagem, que, para mim trouxe muita estranheza. Segundo o texto, o Brasil declarou guerra ao eixo depois do Porto do Rio de Janeiro ter sido bombardeado por aviões Nazistas!
Ora, das várias obras que li sobre o tema, e dos relatos históricos que tratam sobre a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, nada, absolutamente, nada informa sobre tal evento! Muito pelo contrário, o Brasil declarou guerra após pressão dos EUA e, mormente, da pressão popular ante os vários afundamentos de embarcações brasileiras em nossa costa por u-boats alemães.
Necessário que haja a correção dessa informação no texto!

Comentar

Comentários encerrados em 7/09/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.