Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

O Mito do Deficit da Previdencia

Danilo Santos Sil (Advogado Assalariado - Administrativa)

Em primeiro lugar, esse tal deficit da Previdência é um MITO: na verdade, se o próprio governo cumprisse o que diz a constituição, veríamos que ela dá superavit há vários anos (seguem alguns links, para leitura e reflexão: http://www.oabrj.org.br/materia-tribuna-do-advogado/17104-deficit-da-previdencia-e-um-mito-afirma-auditora-fiscal-em-seminario-na-oabrj *** http://www.redebrasilatual.com.br/economia/2016/07/para-economistas--previdencia-social-deficitaria-e-mito-a-ser-derrubado-6879.html *** http://brasildebate.com.br/o-mito-do-deficit-da-previdencia/)... Aí muitos dirão: "mas a globo, a band, a grande mídia diz que tem deficit!" Sobre isso cabe pensar: os donos dessas empresas são empresários, e têm seus interesses que, digamos, não são exatamente o que interessa à população...Por fim, uma frase atribuída ao nazista Joseph Goebbels, responsável pela propaganda nazista: "Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade".

Previdência unica é a solução

Luiz Fernando Vieira Caldas (Contabilista)

Enquanto 25milhões de aposentados e pensionistas do INSS tiverem a media salarial de R$900,00, e a de 900mil funcionários público for de R$ 12.000,00, não se pode falar em "Reforma da Previdencia". Se todos os impostos com finalidade "social"(COFINS, CSLL, PIS) fossem inseridos ao montante arrecadado para o INSS, através de Folha de Pagamento, Autonomos etc, não existiria o deficit da previdencia. Outrossim, na minha humilde opinião, teremos que enquadrar, politicos, servidores públicos e iniciativa privadas as mesmas regras do INSS.

Com o chapéu alheio é fácil

Rosângela B Gomes (Professor)

A Previdência do setor privado urbano é e sempre foi superávitaria, mas é obrigada a sustentar as demais deficitárias e sempre com isto termina sendo a única e maior prejudicada. Deveriam ser as Previdências separadas (urbana com urbana, rural com rural, funcionalismo públicocom funcionalismo público, militares com militares) e cada uma que encontrasse sua fórmula adequada para cobrir seus rombos. Enquanto isto não for feito nada mudará pois é muito cômodo "fazer festa com o dinheiro do vizinho e ao final não ter que assumir sua dívida". Ou alguém em sã consciência acha correto e adequado ser obrigado a pagar as dívidas que não originou?

Com o chapéu alheio é fácil

Rosângela B Gomes (Professor)

A Previdência do setor privado urbano é e sempre foi superávitaria, mas é obrigada a sustentar as demais deficitárias e csempreom isto termina sendo a única e maior prejudicada. Deveriam ser as Previdências separadas (urbana com urbana, rural com rural, funcionalismo públicocom funcionalismo público, militares com militares) e cada uma que encontrasse sua fórmula adequada para cobrir seus rombos. Enquanto isto não for feito nada mudará pois é muito cômodo "fazer festa com o dinheiro do vizinho e ao final não ter que assumir sua dívida". Ou alguém em sã consciência acha correto e adequado ser obrigado a pagar as dívidas que não originou?

Comentar

Comentários encerrados em 4/09/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.