Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

Por que discutirmos, se ela confessou?

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Meus colegas e leitores.
Não se esqueçam que dilma, na sua "reclamação chorosa" de hoje confessou que "eu fiz o que vários fizeram!!!\"
isso foi uma confissão!
Lembro-me de uma audiência num juizado criminal, em que eu estava presente.
Surpreendendo-nos , inclusive a seu advogado, o réu, a uma pergunta formulada pelo mm. Juiz, respondeu: excelencia, eu não nego e nem confesso. O que eu fiz? Eu fiz o que muitos outros que estão soltos fizeram!\" o que mais tínhamos a dizer?
Ficamos perplexos!
Mas, pior do que dilma confessar o que já sabíamos, fazendo de tolos a todos que tentaram ontem fazer a sua defesa, foi o dd. Advogado geral da união, hoje, declarar que um dos decretos publicados na semana passada, contemplando uma solução sobre um problema de terra do amapá, pendende havia alguns anos na agu, ter sido decidido, coincidentemente, no final da semana passada, merecendo um publicação imediata, não por que foi trocado por votos, mas porque a agu, da qual o advogado de dilma é também o chefe, concluiu a análise do processo!!!
E nós pagamos os honorários ao advogado de dilma, que é o advogado chefe da agu !!!!!
Óbvio que somos todos idiotas.... Vivos são eles!
Triste, também, é ouvir o ministro fux desmontar a referência que o min. Lewandowsky fez a mauro cappelletti, para tentar sustentar falsamente a sua tese em favor do governo. Bastou ao min. Fux referir-se a dois trabalhos do jurista, precisamente contrários à tese que o min. Lewandowsky procurava sustentar : " juízes irresponsáveis" e "juizes legisladores"!.

Dilma?

João B. G. dos Santos (Advogado Autônomo - Criminal)

Dilma personifica a fraude em todos os sentidos. Como subversiva defendeu a ditadura da esquerda e não a Democracia. O seu currículo Lattes era falsificado ao lhe atribuir os títulos de Mestre e Doutora pela Unicamp. Como gestora pública destruiu a economia. Como política dividiu o país. Mal se expressa em português. Chega não?

Game over ! PROXIMO na fila !!!!!

hammer eduardo (Consultor)

Por essas e outras é que sempre tenho um pé atrás com a justiça???? e seus representantes. Um procurador dizer essas baboseiras em um site chega a assustar os menos prevenidos .
Lembro ao distinto procurador e a outros habitantes que devem ter passado os últimos anos no Planeta Marte de que a discussão atual esta centrada APENAS nas tais pedaladas fiscais que ela se agarra desesperadamente porem tendo o cuidado cirúrgico de omitir o FATO de que menos de 10% do dinheiro das pedaladas se destinaram aos programas sociais de compras de votos de nescios no varejo , o GROSSO do dinheiro foi SIM para realimentar a maquina podre e corrupta da qual colhem frutos sem conhecer limites.
Como se isso não fosse suficiente , na fase atual não existe UMA LINHA sequer com relação a erupção vulcânica de chorume oriunda da Republica de Curitiba e que mostra dilmão e o resto da ratada petralha enrolados ate o pescoço com verbas desviadas da Petrobras e das empresas parasitas que orbitam livremente em torno da maquina publica. Quando isto tudo estiver devidamente arrumado , o certo seria colocar ela e o vagabundo de 9 dedos EM CANA e tendo que fazer suas necessidades no famoso "boi". Acho impressionante as pessoas não avaliarem corretamente o perigo pelo qual passamos atualmente com o Pais semi-destruido , a economia no chão e o desemprego sem controle , tudo em nome de um projeto de poder de meia dúzia de vagabundos que deveriam sim serem "passados na armas" pelo mal que causaram a uma coletividade de quase 200 milhões de Pessoas. Esta eterna e repugnante leniência é que causa crises deste calibre plenamente evitáveis se não fossemos um Paiszeco de poltrões e aproveitadores em geral.

Estado islâmico

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Um dos membros do Estado Islâmico disse que o Brasil um país...é o próximo alvo.
Então, o golpe de Estado, figura de retórica, é irrelevante.

Constitucionalismo fracassado!

Marcelo-ADV (Outros)

O nosso projeto democrático é, em grande parte, fracassado!

O Brasil tem a polícia mais violenta do mundo, conforme pesquisa divulgada recentemente. Mas as mortes são todas “justificadas”, contam com o apoio popular.

Então, não cumprir a Lei, e inventar justificativas para tal, não é algo estranho entre nós. Somos o país que mais faz linchamentos no mundo, a justiça das ruas, e isso também conta com o apoio popular.

Não existe o chamado sentimento constitucional. Constitucionalismo é um projeto fracassado. As pessoas odeiam a Constituição, odeiam os Direitos Humanos e fundamentais.

É como dizia Renato Russo: “Ninguém respeita a Constituição, mas todos acreditam no futuro da nação”.

Curiosidade

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

O curioso é quem tentou pela violência política implantar uma “democracia estilo cubana” no País, vir falar em democracia.
O fato é que a maioria expressa em votos nem sempre tem razão ou a verdade única. No Estado de Direito – os juízes estão constitucionalmente autorizados a decidir inclusive contra o voto popular, enquanto o Senado Federal no Brasil está habilitado pela Constituição a processar e julgar o Presidente e o Vice-Presidente da República nos crimes de responsabilidade, bem como os Ministros de Estado e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, nos crimes de responsabilidade.
Assim, a validade e a legitimidade do juízo político são referendadas por expressa disposição constitucional.
O resto, sobretudo, a retórica esquerdizóide de “golpe” é totalmente vazia quando não de defesa da barbárie.

Será virado

George Rumiatto Santos (Procurador Federal)

O disco será virado assim que o golpe for barrado no Congresso. Simples. É o que a Presidenta disse: vejam quem está patrocinando essa cruzada.
-
Impeachment não é recall. A Presidenta experimenta forte impopularidade, mas isso não justifica o impedimento. Só quem não quer ver não enxerga que as tais pedaladas jamais configuraram crime de responsabilidade.
-
O que temos é uma vítima a priori. Depois de selecionada, procura-se o crime. A despeito da discussão sobre a natureza jurídica do crime de responsabilidade, o que vemos aqui se encaixa na ideia de direito penal de autor. Os fatos não importam. Vejam os discursos dos parlamentares favoráveis ao impeachment. Mal falam de crime de responsabilidade, invocam de tudo um pouco, até a falta de segurança pública! Sequer conhecem a divisão de competências entre os entes federativos, ou estão de má-fé mesmo.

Virem o disco!

Diogo Duarte Valverde (Advogado Associado a Escritório)

Essa história de golpe há muito já deixou de ser cansativa e entediante. Agora é irritante mesmo. Dilma e sua turma do PT só sabem falar isso? Parece coisa de robô. Virem o disco!

Comentar

Comentários encerrados em 24/04/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.