Consultor Jurídico

Notícias

Juízo político

Em parecer sobre Lula, Janot acusa Dilma de crime de responsabilidade

Comentários de leitores

8 comentários

Caro Júlio

Machusi (Outros)

Obrigado pela sua explicação.
No entanto, ainda fico na convicção de ser pertinente tal analogia.
Conforme você corretamente colocou, O Ministro Teori considerou inconstitucional a divulgação e não a gravação da conversa.
Assim, complementarmente, gostaria de saber a sua opinião sobre o fato de a Lei prever que gravação de conversas particulares, que não tenham ligação com o crime investigado, deve ser destruída e ainda como pensa sobre o fato de a Lei também prever que a Polícia Federal não pode entregar tais gravações ao juiz de primeira instância, ainda mais no caso particular da conversa envolvendo pessoa com foro privilegiado.
Do mesmo passo, pediria que levasse em conta o agravante de que o Juiz Moro teria agido de forma dolosa e espetacular, quando das referidas divulgações.
Só para registro, digo do meu “espanto” sobre a “coincidência” de atos que considero ilegais, simultâneos e conectados, ou seja, em meu sentir, a PF age ilegalmente ao não destruir as gravações sem utilidade na investigação (ou deixa de encaminhar ao STF aquela envolvendo pessoa com foro privilegiado), depois age ilegalmente, também segundo a minha opinião, ao fornecê-las ao juiz de primeira instância, o qual age de forma extremamente ágil e espetacular ao divulga-las inconstitucionalmente.

Anti-revolução

Macaco & Papagaio (Outros)

Direito, a arte da empulhação, dos cínicos, mercenários, demagógicos, corruptos e dos interesses pessoais vis.
Os Justiceiros que escapem, sem aceitar a benevolência dos cretinos do Poder.
É o contrato social !!!! Sejam PGR também, um dia !!!
Mas têm que estudar mais e reclamar menos.
Sim, e tem que ser indicado por Dilmas e Lulas da vida.

Caro Machusi.

Júlio Candal (Advogado Autônomo - Civil)

Respeitosamente ouso discordar de sua opinião, principalmente quando se refere à gravação para tentar inseri-la no contextualização legal do Fruto da Árvore Envenenada! Seu comentário não atenta para o fato de que insconsitucional (segundo Teori) foi a divulgação e não a gravação da conversa! Afinal, é nos detalhes que se forja o mascaramento da realidade!

Tendendo para a direita

Machusi (Outros)

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL
Barbosa aponta falta de pluralismo na imprensa
3 de maio de 2013, 16h04
O ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, acredita que a imprensa brasileira não contempla a igualdade racial e critica a concentração da mídia em três jornais de abrangência nacional que “TENDEM PARA A DIREITA”. Em evento na Costa Rica, nesta sexta-feira (3/5), para discutir a liberdade de imprensa.
Barbosa foi o orador principal da Conferência Internacional em Comemoração ao Dia Mundial pela Liberdade de Imprensa, promovida pela Organização das Nações Unidas e denunciou a grande mídia brasileira.

JOSEPH PULITZER ( 1847 - 1911 )
"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".

A imprensa brasileira sempre foi canalha. Eu acredito que se a imprensa brasileira fosse um pouco melhor poderia ter uma influência realmente maravilhosa sobre o País. Acho que uma das grandes culpadas das condições do País, mais do que as forças que o dominam politicamente, é nossa imprensa. Repito, apesar de toda a evolução, nossa imprensa é lamentavelmente ruim. E não quero falar da televisão, que já nasceu pusilânime
Millôr Fernandes

Incoerência e partidarismo

Machusi (Outros)

O único comentário exposto contraria em 100% a política de comentários do Site, mas tá lá firme e forte.
Porque será?

Teoria dos Frutos da Árvore Envenenada

Machusi (Outros)

Caberia ao Rodrigo Janot levar em conta uma analogia com a Teoria dos Frutos da Árvore Envenenada, com base na qual as Operações Castelo de Areia e Satiagraha foram anuladas e ainda o Caso do Helicóptero do Perrela lotado com 450 Kg de pasta base de cocaína?
Coloco isto, porque, no presente caso, o PGR não se sente constrangido de se valer de "provas" assoberbadas de ilegalidades, para procurar imputar crime de responsabilidade contra a Presidenta.
Não foi só o Moro que incorreu, inclusive, em dolo ao cometer aquelas barbaridades.
O Chefe da PF, também teria repassado ilegalmente a um juiz de 1ª inst, ao invés de inutilizá-las, as conversas pessoais do Lula, como outras envolvendo pessoas com direito a foro privilegiado.
“Decisão de Moro sobre telefonemas de Lula foi inconstitucional, decide O ministro Teori Zavascki.
De acordo com o ministro, o decreto de fim do sigilo dos grampos foi ilegal e inconstitucional. Primeiro porque foi o resultado de uma decisão de primeiro grau a respeito de fatos envolvendo réus com prerrogativa de foro no Supremo. Depois porque, ao divulgar o conteúdo dos grampos, Moro violou o direito constitucional à garantia de sigilo dos envolvidos nas conversas.
Ainda segundo Teori, a Lei das Interceptações, "além de vedar expressamente a divulgação de qualquer conversa interceptada (artigo 8º), determina a inutilização das gravações que não interessem à investigação criminal (artigo 9º)".
“Não há como conceber, portanto, a divulgação pública das conversações do modo como se operou, especialmente daquelas que sequer têm relação com o objeto da investigação criminal. Contra essa ordenação expressa, que — repita-se, tem fundamento de validade constitucional — é descabida a invocação do interesse público da divulgação"

Quanta pobreza!

Sidnei Santos (Advogado Autônomo)

Quer dizer que a mudança de foro (e não a ausência de um) é "desvio de finalidade"?
Desde quando a competência de um juiz de primeira instância é mais "legítima" do que a do Supremo?
Sugiro que o artigo procure se "aprofundar" um pouco mais.

Fato típico.

Massaneiro (Outros - Criminal)

Fato típico (se me compreendem a ironia) desse governo: sacrifício do interesse público para defesa dos pares. É a regra da legenda: uso patrimonialista da máquina para satisfação única e exclusiva dos interesses dos agremiados. Desde que rabiscaram a estrela vermelha no palácio do planalto, no primeiro mandato do Pixuleco, até hoje, é só o que fazem.

Comentar

Comentários encerrados em 20/04/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.