Consultor Jurídico

Notícias

Imagem comprometida

CNMP demite procurador da República que batia na mulher

Comentários de leitores

11 comentários

Apenas uma retificação

Alexandre - juiz federal (Assessor Técnico)

Esse erro é, sem sombra de dúvidas, lastimável. E é deprimente um operador do direito agir dessa forma. Parabens por divulgar isso. Todavia, recomendo que não generalize e reduza algumas brilhantes mentes que logram êxito em difíceis concursos públicos - como é o caso do MPF - a meros "adestrados por cursinhos intensivos". Como sou do meio, conheci e conheço muitas pessoas grandiosíssimas e com inteligência bem acima da média e que hoje, honrosa e merecidamente, são membros da magistratura e ministério público. Ocorre, porém, que inteligência não significa necessariamente ter bom caráter, tampouco significa um atestado de saúde mental. E isso ocorre com qualquer área do conhecimento. A título de exemplo, grandes médicos, atualmente (outrora "adestrados por cursinhos" para passar no vestibular) também podem ser insanos ou de caráter duvidoso. Enfim, reduzir a grandiosidade de alguns a essa expressão é um tanto quanto leviano. Na verdade, qualquer generalização tende a ser burra. Voltando ao caso e para arrematar, é preciso deixar claro que, aliado a esse cursinho milagroso a que se referiu e subjacente a essas dicas grandiosas passadas pelos professores, se encontram anos de muito estudo e dedicação. O texto estava muito bom até me deparar que tal injustiça generalizante. Abraço.

Represália por investigar o Lula

Concur Seiro (Outros - Civil)

ATENÇÃO PESSOAL!!! Esse rapaz é o que o Lula falou que ia colocar as "mulheres do grelo duro" (feministas, nas palavras do ex-presidente) caírem em cima do cara com essa história. Porque o Douglas estava investigando as mutretas dele. Eu sou muito cético quando vejo as coisas, enquanto a maioria xinga o cara, é bom procurar saber o que aconteceu, se a história é verídica. Porque muitas vezes se fantasia muito sobre uma história que pode estar sendo forjada para derrubar uma pessoa. Veja a reportagem com a conversa transcrita: http://extra.globo.com/.../lula-chama-feministas-do-pt-de...

Lula: Nós vamos pegar esse de Rondônia agora e vamos botar a Fátima Bezerra e a Maria do Rosário em cima dele.

Vannuchi: Isso mesmo.

Lula: Sabe, porque... até a Clara Ant (...) porque fica procurando o que fazer. Faz um movimento da mulher contra esse filho da puta. Porque ele batia na mulher, levava ela pro culto, deixava ela se fuder, dava chibatada nela. Cadê as mulheres de grelo duro do nosso partido?

Vanucchi: É isso aí. Sua fala foi muito boa.

Comece a ouvir a parte dos 2 minutos e 15s
https://youtu.be/262qFQyaRm8?t=135

Conjur, repete aí por favor...

Harlen Magno (Oficial de Justiça)

Como é mesmo o nome da advogada desse fanático espancador de mulheres? Não é a mesma advogada que defendeu aquela estudante de Direito que foi condenada pela Justiça porque disse que Nordestinos tinham que morrer, eram inferiores, e coisas assim? Repete aí o nome dela porque eu acho que eu ouvi esse nome esses dias, ligado a uma outra causa tão nobre quanto estas...

Não só isso...

preocupante (Delegado de Polícia Estadual)

Não só essa conduta do procurador demitido afeta a dignidade do Ministério Público, mas também os auxílios moradia, alimentação, etc., considerados imorais até por alguns membros mais dignos desse órgão.

Café pequeno

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Anos atrás absolveram outro titular do mesmo órgão, igualmente jovem, imaturo e irresponsável que assassinou um rapaz e feriu gravemente seu colega em plena praia por questões de querela e tudo ficou por isso mesmo, com base no "figurino" da legítima defesa (12 tiros). Acho, com base naquele precedente, que, neste caso, bater na esposa chega a ser crime de bagatela se comparado ao primeiro. De toda a sorte a punição aplicada agora, torna melhor a instituição ou pelo menos atenua (ou mascara) a sensação sentida á época de absoluta impunidade. É só continuar nesse passo e purgar a classe, tão sujeita a maus elementos como qualquer outra, sem distinção.

Ainda não havia virado deus (era um arcanjo)

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A resposta ao questionamento do mfontam (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa) está no texto. O servidor público estava ainda em estágio probatório, e não havia adquirido a vitaliciedade.

Dúvida: não seria necessária decisão da justiça?

mfontam (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

Se membros do MP tem a garantia da vitaliciedade, pergunto aos colegas e leitores se não seria necessária decisão judicial para demitir o membro do MP? Se for isso, o CNMP não poderia demitir porque é uma decisão administrativa.

Procurador Macabro

Advogado Santista 31 (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Esse procurador tem atitudes mais macabras do que esta em que é relatada a história: http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/02/procurador-que-vaza-denuncias-contra-lula-e-acusado-de-agredir-esposa.html
Pelo visto ele é maluco de carteirinha. O MPF realmente escolhe mal seus integrantes.

Regozijo petista

Advogado Santista 31 (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Agora o Lula vai se regozijar com essa demissão. Não foi esse procurador que o Lula reclamou de que o sujeito por ter aberto um inquérito contra ele por trafico de influencia, ele reclamou que a militância feminina do partido dele não tornou a vida deste procurador ainda um inferno por bater na mulher dele? Enfim, não precisou a atuação das mulheres de "grelo duro" para demiti-lo.

Tudo pela imagem.

José Cuty (Auditor Fiscal)

Pois é, caro Marcos Pintar.
Como o caso mereceu "censura de seus semelhantes" (os membros do Parquet) e foi "revestida de publicidade ou repercussão pública", a imagem da instituição MP foi prejudicada, daí o enquadramento da conduta da incontinência pública e escandalosa. Bem, é o que se depreende da notícia. Se a incontinência tivesse ficado no plano privado, aplicariam a pena máxima?

Geração Big Brother

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Ou seja, foi demitido por causa da imagem, não por causa do sofrimento que causou.

Comentar

Comentários encerrados em 14/04/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.