Consultor Jurídico

Colunas

Diário de Classe

Anime-se! Reprovação em concurso
não torna ninguém incapaz

Comentários de leitores

4 comentários

Nobre professor

Duns Escoto (Outros)

Como o DR. Octavio, o Senhor poderia fazer um percurso paradigmático-filosófico sobre concursos.

Bom, conhecimento há de sobra (escola Streck) e ouvintes nem se fale.

Não está na hora de alguém "mudar as regras do jogo"?

Acredito que um trabalho detalhado possa descodificar isso e forçar os concursos a mudarem. Como disse, não podemos depender só da memorização.

Sugestão de rótulo: "Como se produz um concurseiro".

Reprovação não torna ninguém incapaz

André D'Alessandro (Advogado Autônomo - Tributária)

Excelente!

Concordar a discordar

alumni (Administrador)

Creio que a última frase resume tudo. Realmente, os cursos preparatórios não fazem milagres, não há como ensinar em 20 ou 30 dias aquilo que não se aprendeu em 5 anos.
Fiz recentemente um curso on line, tendo em atenção que não sou graduado no Brasil, e só posso dizer que conseguem rever a matéria dos 5 anos, em poucas horas diárias, de forma quase que completa. Por isso, independente de se passar ou não num concurso, não podemos retirar o mérito dos professores que lecionam nesses cursos, eles realmente são bons, mas fazer milagres pertence a cada um de nós.
Apesar de que, e uma vez que se fez referência a OAB, no meu ver, precisávamos de examinadores mais bem preparados para cada nível de pessoas. Não se deve fazer perguntas a graduandos ou recém graduados, que nem advogado com 20 anos de carreira saberia responder de cabeça. Não há cursinho que consiga preparar um aluno para tal enormidade.
Por outro lado, o sistema jurídico brasileiro tem fugido muito do lógico, e, com isso, vários examinadores têm exigido conhecimento que foge do legal e passa para o jurisprudencial, pena que muitos juízes não ajam com a devida iuris prudentia.
O que fazer quando a OAB exige do aluno uma resposta conforme CDC, enquanto o resto do mundo prevê a mesma situação no CC, inclusive o Brasil.
É preciso que os examinadores parem de inventar, pois acabam por cair no ridículo.
Cumprimentos

Parabéns

Mara Medeiros (Estagiário - Empresarial)

Parabéns Professor, excelente leitura. Uma lição de humildade e sabedoria.

Comentar

Comentários encerrados em 4/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.