Consultor Jurídico

Notícias

Nota de desagravo

OAB repudia "teoria da conspiração" criada pelo ministro do STF Gilmar Mendes

Comentários de leitores

9 comentários

Teoria do Estado, Plebiscito e Ato Complexo nas Indicações

Weslei F (Estudante de Direito)

Não li até agora das pessoas que são contra, utilizarem artifícios democráticos para defenderem suas posições, por qual motivo não defendem um plebiscito (art.14, I da CF) e (lei 9.709/98) sobre o assunto, ou por que não defenderam antes, mas ao contrário não se incomodaram do tempo de 1 ano e meio de vistas do processo, não é muito democrático um único Ministro pedir vistas e depois proferir sua decisão de tal modo assim. Na corte há indicações que considero ato complexo e não composto pelo executivo e hoje estão: PT, PSDB, PRN, PMDB (se não estiver enganado), agora como ato complexo há o Senado Federal nessas indicações. Relação de indicações dos executivos na história:

http://www.stf.jus.br/portal/ministro/ministro.asp?periodo=stf&tipo=quadro

Agora, se dizem que a corte é petista, hoje, pois a história prova que não foi sempre, é óbvio. Sendo assim, porque não mudar o modelo de indicação deixando mais plural, pois considero o eleito ter mais direito de indicação, mas no caso recente o partido que perdeu PSDB poderia indicar algum Ministro, por exemplo. Ao contrário da mudança que a câmara fez, e aparentemente só para tirar às indicações da Dilma, e não para mudar o futuro e deixar indicações mais plurais.

Portanto, a Teoria da Conspiração é frágil diante do Estado Federativo, se beneficia um, beneficia todos executivos, legislativos. Mas, por que ninguém do contra defendeu um plebiscito?
Por que não pedem uma mudança no modelo de indicação que vai deixar o processo mais plural, independente do partido que irá governar no futuro?

Teoria da Conspiração e Teoria do Estado

Weslei F (Estudante de Direito)

O comentário anterior apertei a tecla enter “sem querer”.

A Teoria da conspiração fica frágil diante da Teoria do Estado, pois somos uma Federação e não um Estado Unitário (art.1° da CF), portanto, se vai beneficiar o PT? vai beneficiar todoS oS executivos (Governadores e prefeitos) além do legislativo.

No executivo temos vários exemplos de partidos que estão no poder até mais que o PT no federal.
Ex: PSDB no Estado de SP (em torno de 20 anos), no legislativo acredito que não precisa de muito exemplo, pois há vários. Por conseguinte, a Teoria da Conspiração é frágil na argumentação que vai beneficiar “somente” o PT.

Teoria da Conspiração e fraca diante da Teoria do Estado.

Weslei F (Estudante de Direito)

Basta ler a constituição, não somos um Estado Unitário, somos um Estado fererado (art.1° da CF).
Sendo assim, caso essa Teoria fosse verdadeira poderia todos os Governadores, prefeitos e também membros do legilativo

Dr. Marcos Alves Pintar

Hwidger Lourenço (Professor Universitário - Eleitoral)

Faço minhas suas palavras, Dr. Já passou da hora da OAB Federal deixar de ser um elegante convescote de grandes bancas e interesses políticos. Para uma entidade que foi tão grande nos momentos críticos de nossa história, essa falta de transparência e democracia internas apenas a apequena. Precisamos iniciar com urgência um movimento visando as próximas eleições da OAB, pelo voto nulo. Nossa voz deve ser ouvida. Chega de termos falando por nós quem não nos representa.

Desespero

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Devido ao ranço autoritário e desespero de perdedor, a esquizofrenia beira as raias da insanidade. O poder emana do povo e não das empresas. O sujeito carrega todo o ranço dos sempre perdedores nas urnas e na moral.

A oab aprendeu com os gatos: sirva-me e dane-se!

Chiquinho (Estudante de Direito)

A OAB, antes da democratização do Brasil, era uma donzela ingênua cheias de sonhos, de esmero, zelosa, defensora dos pobres, oprimidos e fudidos.
Depois que perdeu o cabaço, a vergonha na cara e ficou rica, se alinhou aos poderosos, jogou na lama a humildade, a dignidade e o interesse pelo o social.

Suspeição

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, que há muito não representa mais os advogados brasileiros, é suspeito para falar do tema, já que diretamente interessado. Quem deve decidir essa questão são os advogados. No mais, não se trata de uma "teoria conspiratória" criada pelo Ministro Gilmar Mendes já que muitos de nós advogados já vínhamos criticando desde há muito esse projeto de poder do autointitulado "Partido dos Trabalhadores", encampado pelo grupinho que domina a OAB. A maioria dos advogados brasileiros são profissionais honestos, que não se vendem a partidos, nem atuam visando fomentar a criminalidade. A OAB, antidemocrática e dominada por um grupo que não representa os advogados, agiu sem consultar a todos, mais uma vez.

OAB é o lugar menos democrático!

Leonardo BSB (Outros)

Como a OAB pode estar supostamente atrás de maior democracia, alegadamente de modo digno e imparcial querendo o fim do financiamento de campanhas por empresas?! A OAB é o lugar menos democrático, onde só quem manda são os advogados ricos, digo, conselheiros! Quem tem voz e palavra não são os advogados típicos, aqueles que militam encostando a barriga em balcões da Justiça e repartições públicas! Há uma casta, os demais ãdvogados só são convidados a pagar anuidades! Nojo!

petistas fanaticos

sytote (Advogado Autônomo - Civil)

COMO ADVOGADO SINTO VERGONHA DE UMA OAB QUE NÃO ME REPRESENTA. São petistas fanáticos, quem defende o chefe dos ladrões e seus asseclas??? Ex-presidentes da oabsp e diretores. Recebem dinheiro sujo vindo de propina tirada do povo. deviam ir para CUBA, onde seriam bem recebidos junto com todos seus clientes.

Comentar

Comentários encerrados em 2/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.