Consultor Jurídico

Notícias

Pagamento a docente

Magistrados serão pagos por ministrar aulas a servidores, decide CJF

Comentários de leitores

7 comentários

Em qual horário?

DURVAL ALCANTARA (Advogado Autônomo - Tributária)

Salvo equívoco, entendo que tais horas serão ministradas no horário de trabalho e se são no horário de trabalho por que remunerá=las? Cabe lembrar que juiz é um servidor público...isso já foi dito por diversos ministros do STF.

Em qual horário?

DURVAL ALCANTARA (Advogado Autônomo - Tributária)

Salvo equívoco, entendo que tais horas serão ministradas no horário de trabalho e se são no horário de trabalho por que remunerá=las? Cabe lembrar que juiz é um servidor público...isso já foi dito por diversos ministros do STF.

Aperfeiçoamento

Marcylio Araujo (Funcionário público)

Na verdade, essa Resolução 274/13 do CJF, é um aperfeiçoamento do artigo 61, IX, da 11.314/06, cuja idéia, muito bem poderia ser utilizada pelas Universidades Federais, no aperfeiçoamento de seu pessoal técnico e adminsitrativo.

complicado

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

Engraçado como não tenho dúvidas de que isso vai ser apenas um mecanismo para conceder acréscimo salarial aos magistrados sem necessidade de respeito ao teto constitucional, que também só existe pra inglês ver.

E qdo. Vai acontecer o contrário?

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Servidores que, na prática, analisam e julgam no lugar dos juízes e as vezes, com um pouco mais de ousadia, até mostram a eles, "OS DEUSES" , como fazer e, o que é mais notável: dentro de um prazo razoável, quando irão receber por isso ?

A burla da lei e o custo Brasil

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

Sempre criam manobras de auferir vantagens com o dinheiro público e, pasmem, através de simples instruções normativas e até de resoluções.
As pessoas produtivas neste país trabalham para sustentar esquemas e sistemas públicos de serviços inexistentes, quando muito ineficientes.

Princípio da Eficiência

andreluizg (Advogado Autônomo - Tributária)

Na iniciativa privada é comum ouvir reclamações de profissionais (de diversas áreas) que gastam com livros, periódicos, cursos. Tudo do próprio bolso, para que permaneçam competitivos.
Do contrário, na iniciativa pública, é tudo ao avesso: férias, carga horária, diárias, gratificações, auxílios...
Agora mais uma despesa do Judiciário, aparentemente com legalidade "forçada", sendo que se alega que não há previsão orçamentária para o reajuste dos servidores...

Comentar

Comentários encerrados em 2/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.