Consultor Jurídico

Jurisprudência pró-consumidor

Com 140 milhões de clientes, bancos batem recordes de ações na Justiça

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Verdade, Coelho

Leandro Melo (Advogado Autônomo)

Só essa taxa média de mercado compensa qualquer decisão contrária aos bancos, só ela já dá lucros bilionários. Qualquer condenação de banco fica irrisória perto dela.

PLANOS ECONÔMICOS também

RENATO SOUZA (Advogado Sócio de Escritório - Consumidor)

Magistrados de quase todas as Comarcas do País. Desembargadores de todos os Tribunais de Justiça e dos Regionais Federais, bem como os Ministros do STJ, mediante recurso repetitivo, já decidiram que os poupadores têm direito ao recebimento dos expurgos inflacionários provocados pelos planos econômicos "bresser", "verão", "collor I e II", mas o STF resolveu, decisão monocrática, contrariar todos os magistrados do País, encher os escaninhos de processos (440 mil), e simplesmente sobrestar os feitos para proferir decisão uniforme a todos os casos (cabe ressaltar que nunca houve divergência). Passados 05 anos o STF continua "sentado" sobre o caso. E, cabe sempre lembrar, o hipossuficiente na relação é o poupador/cliente. A verdade é que os bancos determinam os rumos do País e dos podêres constituídos.

Engodo!

Coelho (Advogado Autônomo)

Essa taxa média de mercado é o maior engodo que existe. Não há publicidade por parte do banco central qual a taxa média de mercado aplicada em determinado período.

Simpósios e outros regabofes.

Luis vieira (Servidor da Secretaria de Segurança Pública)

O que parece realmente difícil é entender o porque dos juízes de 1° grau se negarem a dar cumprimento as jurisprudências firmadas, quando do outro lado, encontram-se as instituições financeiras. Gostaria aqui de deixar uma sugestão : Proibição total de recebimento por parte da magistratura de patrocínio das instituições financeiras - objetivando a realização de simpósios, convênios e outros regabofes - que na maioria das vezes não passam de tours de finais de semana, em que de uma forma ou de outra a conta é revertida em detrimento do contribuinte. O caso se torna mais sério porque : A legislação brasileira é tão interpretativa, que um juiz relativamente " inspirado ", mantem sempre a mão duas sentenças para cada processo.

Comentar

Comentários encerrados em 29/09/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.