Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Política de Ordem

Candidato à OAB-DF vai à polícia contra sátira que o associa a Adolf Hitler

Por 

Um vídeo satírico levou o candidato à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil do Distrito Federal Paulo Roque à delegacia. Ele registrou um boletim de ocorrência contra uma montagem feita sobre um trecho do filme A Queda: As últimas horas de Hitler na qual ele é associado ao líder do nazismo. O vídeo também acusa Roque de mentir sobre seu projeto de campanha, de "roubar" uma fan page do Facebook e de manipular os dados de uma pesquisa de intenção de voto.

O candidato à presidência da OAB-DF disse que, além do boletim de ocorrência, irá impetrar uma representação no Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-DF. Especificamente sobre a pesquisa eleitoral, Roque afirmou que nunca solicitou nada do tipo, pois as pesquisas “impõem a ditadura do marketing”. Veja o vídeo:

Candidatura questionada
A candidatura do advogado Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira como conselheiro federal pela chapa da situação nas eleições da OAB-RN foi questionada, por ele ter atuado como conselheiro do Conselho Nacional de Justiça nos dois últimos anos. O caso está sendo analisado pela Comissão Eleitoral da seccional potiguar, segundo o Jornal Opção. A defesa do candidato argumenta que o cargo tem caráter representativo.

Atirando para todos os lados
O candidato ao conselho federal da OAB-SP pela chapa número 12 (Hermes-Oposição) Sérgio Niemeyer afirma que a denúncia feita pelo conselheiro seccional Eduardo César Leite nesta segunda-feira (26/10) tem motivos eleitoreiros. Leite afirmou que há um suposto desvio de R$ 14,9 milhões na parte do plano de saúde da Caasp que é gerido pela Unimed Fesp. Em decorrência disso houve uma confusão na reunião do conselho seccional, que acabou na delegacia. Niemeyer classifica o episódio como uma “vergonha nacional” e diz que a “denúncia feita pelo conselheiro Eduardo Leite é um acinte a toda a classe e desmerece o próprio conselheiro, que teve três anos para tomar providências enquanto membro do Conselho Seccional”.

Nova tentativa
A chapa 13 (OAB pra Valer), que disputa a Ordem de São Paulo, impetrou duas medidas cautelares para anular o indeferimento da candidatura de Tereza Dóro, que concorria à vice-presidência. A advogada foi impedida de disputar o pleito porque a Comissão Eleitoral da OAB-SP entendeu que ela não exerceu a advocacia sem interrupções nos últimos cinco anos. As duas peças questionam a decisão da Comissão Eleitoral e relatam o pedido de suspeição referente ao grupo responsável por administrar o processo eleitoral.

Pense em mim, vote em mim
O apoio de advogados conceituados nas eleições da OAB é sempre apontado como muito importante. Mas candidatos têm buscado associar seus nomes também a famosos. Se isso funciona ou não, caberá ao pleito na seccional de Goiás responder. O cantor Leonardo confirmou apoio ao candidato à presidência pela chapa OAB Forte, de Flávio Buonaduce, que é advogado do artista e de sua família. As informações são do Jornal Opção. Veja o vídeo:

Lançamento de candidatura
Homero Junger Mafra, que busca a reeleição para presidente da OAB-ES lançou oficialmente sua candidatura nesta segunda-feira (26/10). O evento ocorreu no cerimonial Oásis, em Santa Helena.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 28 de outubro de 2015, 7h05

Comentários de leitores

4 comentários

Situação atual

Roberto Carlos Liberator Duarte (Advogado Autônomo - Criminal)

O vídeo retrata bem como está a representação da OAB em todos os níveis, pior é a eleição para presidente da OAB Nacional que é escolhido pelo Generais que assumem o poder nas Regionais. Já passou da hora da eleição para Presidente da OAB Nacional ser direta. Outro fato relevante é que no Estatuto não existe limite para reeleição, ou seja, pode o ocupante do poder ficar perpétuo, parece estatuto de alguns times de futebol no Brasil, que são dirigidos em sua maioria por Advogados. Semelhança ou ...

Dinheiro é bom...

Romeu Lopes (Advogado Sócio de Escritório)

Dinheiro é bom e todos gostam, embora uns gostam mais que outros. A alternância de poder é bom e recomendado!

O novo código de ética da oab

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

O novo Código de Ética e Disciplina da OAB
Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista.
A OAB aprovou no último 19 o Novo Código de Ética e Disciplina, que substituirá o atual, em vigência desde 13.02.1995. Ocorre que sua intenção maior não era apenas a aprovação da advocacia pro bono no Brasil, novas regras para publicidade, questões relativas a honorários, advocacia pública, (...) mas sim revogar de forma sorrateira, pasme, o art. 29 § 1º do Código de Ética Disciplina da OAB (Das regras deontológicas fundamentais), que diz: "Títulos ou qualificações profissionais são os relativos à profissão de advogado conferidos por universidades ou instituições de ensino superior, reconhecidas. Destarte a revogação tem efeito “ex-nunc” significa que seus efeitos não retroagem, valendo somente a partir da data da decisão tomada. Pode gerar direitos, logo, podemos falar em direito adquirido, que atinge todos os escravos contemporâneos da OAB, os bacharéis em direito (advogados), jogados ao banimento, impedidos do livre exercício da advocacia cujo título universitário habilita por um sindicato que só tem olhos para os bolsos dos seus escravos. Afinal qual o medo do Congresso Nacional abolir de vez a última ditadura a escravidão contemporânea da OAB? Já não escravos. Mas irmãos. Papa Francisco.
Está insculpido em nossa Constituição Federal - CF art. 5º, inciso XIII, “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases - LDB - Lei 9.394/96 art. 48 da LDB: os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular. Como fica o efeito ex-nunc?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 05/11/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.