Consultor Jurídico

Segunda Leitura

Ministério Público ocupa espaços de poder, mas aumentam suas responsabilidades

Retornar ao texto

Comentários de leitores

15 comentários

Brilhante!

SilmaraVeiga (Professor Universitário - Ambiental)

Professor Wladimir,
Exemplo de conhecimento, honestidade e ética. E, neste momento crucial para o país, usa de sua autoridade no assunto, para levantar um tema de suma importância e de forma brilhante.

JETON do Ministério Público

Grecmann (Professor)

Parece que o MP está igual ao Congresso Nacional e só funciona a custa do famigerado JETON.

O objetivo, ao que parece, é patrimonialista.

preocupante (Delegado de Polícia Estadual)

Nao seria essa luta por mais espaço no poder estatal o mote para justificar esses auxílios imorais e outras regalias que só esse poder têm conseguido com tanta facilidade e sem que a sociedade se de conta do seu risco à democracia?
Por outro lado, se o MP ganhou tanto poder com a Constituião de 1988, por que as injustiças sociais, a corrupção desenfreada praticada por quase todos os agentes públicos e políticos, a criminalidade descontrolada e crescente, além de outras catastrofes tipicamente brasileira só tem aumentado desde então?

Argumento de conveniência

Ferraciolli (Delegado de Polícia Estadual)

Juro que não entendi a comparação um tantofragmentada entre as condições remuneratorias de promotores e delegados.
Vamos por o contra-cheque aberto sobre a mesa? Eu topo!

Não sabia...

Bellbird (Funcionário público)

Como não estou acostumado a viagens internacionais, não sabia que executiva e primeira classe eram coisas diferentes. Nos filmes, sempre vejo aqueles que ficam com o povão e aqueles que ficam mais a frente ( neste a aeromoça não para de trazer comida e bebida). Já imaginamos que a comida é melhor. Quem não lembra da imagem da taça de vinho ou Whisky com o guardanapo, um telefone ao lado ( putz, é chique).

http://www.edestinos.com.br/dicas-de-viagem/passagens-aereas/enciclopedia-de-voo/classes-de-viagem
>
EXECUTIVA:
Na classe executiva é oferecida uma variedade de refeições, servidas em porcelana de marca, equipamento adicional de áudio e vídeo e assentos que podem ser reclinados para uma posição horizontal.

Os passageiros da classe executiva podem beneficiar de limites de bagagem maiores. Eles também têm acesso a uma sala especial nos aeroportos de saída, de trânsito e de destino. Bares e cafés permanecem à disposição, onde se pode passar um tempo agradável trabalhando ou relaxando. Nos aeroportos de chegada, estão disponíveis chuveiros, permitindo se refrescar após a viagem.

PRIMEIRA CLASSE:
Nesta classe, aos passageiros são oferecidos os assentos mais confortáveis, fabricados com tecnologia moderna e materiais da melhor qualidade, que se convertem em camas confortáveis com lençóis novos. Refeições e bebidas, compostas pelos melhores chefs de todo o mundo, são servidas a pedido, em vez de horários fixos, como no caso da classe econômica.

No aeroporto, os passageiros da primeira classe podem desfrutar do conforto de salas VIP, bares e restaurantes. Pode-se beneficiar de um café da manhã no aeroporto, para não interromper o sono no avião

Pautado na Imoralidade

JUNIOR - CONSULTOR NEGÓCIOS (Professor)

Muito oportuno o comentário de "Bellbird". A moralidade se presume ter quando a grande maioria anui sobre um determinado comportamento, situação ou ato etc. Gostaria saber se a população tem conhecimentos daqueles famigerados auxílios ditos por "Bellbird" e se ela concordaria em os pagar aos paladinos da justiça.

Para Helio Telho

Rogério Advogado (Outros)

Caro Helio Telho,

Vou discordar em um ponto. Ninguém nega a importância e os méritos do Ministério Público, mas, para mim, suas vantagens têm sim se mostrado excessivas.

Nós da área jurídica sabemos que um membro do MP trabalha menos e tem menos responsabilidade que um juiz (de novo, sem querer desmerecer o MP). A evidência mais cabal disso é que, hoje, o concurso do MP está mais difícil que o de juiz - se duas carreiras ganham X, mas uma delas envolve menos trabalho e menos responsabilidades, é lógico que o melhor candidato vai para ela.

E, o mais impressionante, pelo menos em Goiás, é que os membros do MP chegam a ganhar não o mesmo tanto, mas BEM MAIS do que os juízes estaduais. Basta dar uma olhada na Transparência que se vê o tanto de indenizações e verbas retroativas (além da licença-prêmio) que os promotores do MP-GO fazem jus. E a imprensa não fala nada.

Quanto ao auxílio-moradia, a liminar do Min. Luiz Fux foi dirigida aos juízes e, além disso, esse auxílio NÃO está previsto de forma abrangente na LC 75/1993 (que rege os procuradores da República), e o sr. sabe disso. O CNMP, ao invocar o "princípio da simetria" para conceder vantagens para os membros do MP não previstas em lei e sem amparo de decisão judicial, cometeu uma enorme IRRESPONSABILIDADE e IMORALIDADE, praticada justamente pelos fiscais da lei.

O MP precisa de mais fiscalização e de um banho de ética, para só então poder acusar e fiscalizar os demais agentes públicos.

Um procurador já apareceu ...

Grecmann (Professor)

Pois bem, um procurador do MP já compareceu nestes comentários mas não explicou a falta de atuação do MP para resolver os problemas que afligem a população.

Mais ou menos tentou defender algumas benesses, omitindo outras, defendeu a legalidade, omitindo sobre moralidade ...

Vamos aguardar mais um pouco para ver se aparece algum comentário bem explicativo.

Reparos necessários

Helio Telho (Procurador da República de 1ª. Instância)

1) os procuradores da República não tem direito de viajar na Primeira Classe;
2) apenas um dos cônjuges faz jus ao auxílio-moradia e não ambos;
3) as vantagens percebidas pelos membros do MPU estão previstas em lei, assim como as suas vedações. Do mesmo modo que a aposentadoria especial dos delegados e demais policiais, dos honorários sucumbenciais doa advogados, inclusive dos advogados públicos, a maioria dos quais com direito a exercer a advocacia privada.

Excelente artigo.

José Cuty (Auditor Fiscal)

Não poderia deixar de reconhecer a objetividade da análise do prof. Vladimir de Freitas. Toca no cerne da questão, revelando o paradoxo ético da instituição. Confiar no CNMP já é um pouco demais. É presidido pelo PGR, e dos treze conselheiros, sete são da própria instituição. Outros dois são da magistratura. Enfim, quanto aos benefícios e vantagens, fica tudo em casa.

Falou tudo

José Cuty (Auditor Fiscal)

Muito bom, Bellbird.
Não duvidemos que o MP certamente se insurgirá se outra categoria no serviço público - que não a magistratura, certamente - obter vantagens equivalentes às deles.
Como diz a sabedoria popular, farinha pouca, meu pirão primeiro.

É verdade, infelizmente.

Grecmann (Professor)

É verdade, infelizmente, a crítica subentendida do lúcido Bellbird.

Minha alma ficaria apaziguada se os membros do MP também comparecessem aqui para postar dados objetivos que contestassem a brutal realidade descrita que está massacrando a população.

Excepcional

JuizEstadual (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Reflexão realista de um jurista com J maiúsculo, despida de qualquer corporativismo, inclusive pelo fato de ter o articulista integrado do MP.
A verdade é que o Parquet se deixou tomar por uma magalomania que o encoraja a apontar o dedo para os outros, imputando-lhes gastos excessivos e ineficiência, ao mesmo tempo em que o cega para os próprios defeitos.

Tinha que ser ele

Flávio Marques (Advogado Autônomo)

Como sempre, o dito "bellbird" com seus parciais comentários atécnicos. Somente retórica que destila em face do MP.

Tenho que reconhecer

Bellbird (Funcionário público)

Depois que o MP aumentou o seu poder:
O número de crimes reduziu ( criminal)
Os idosos passaram a ser mais respeitados(idoso)
Diminuiu o desmatamento, a floresta amazônica está preservada, ninguém invade área pública.(ambiente)
Os hospitais estão verdadeiramente cuidando da saúde do cidadão e nem mais filas vemos por aí, ninguém mais morre aguardando atendimento(saúde)
Os jovens recebem um bom atendimento do estado, não vemos crianças nas ruas traficando ou mexendo com droga.(infância e juventude)
O ensino na escola melhorou. (educação)
A corrupção diminuiu sensivelmente. (probidade administrativa)
O melhor de tudo é que tal poder não veio acompanhado de nenhuma contraprestação:
Nada de auxílio moradia
Nada de subsídio acima do teto
Nada de viagens em primeira classe
Nada de auxílio livro
Nada de auxílio terno
Nada de auxilia alimentação de mais de mil reais
Nada de auxílio educaçaão para os filhos
Ou seja, nada de mais.

Realmente, tenho que reconhecer que depois do MP tudo melhorou.

http://seculodiario.com.br/23756/9/farra-dos-penduricalhos-97-dos-membros-do-mpes-tem-rendimentos-acima-do-teto-constitucional

Comentar

Comentários encerrados em 26/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.