Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Feriado prolongado

STJ transfere Dia do Servidor para 30 de outubro, véspera de Finados

O Superior Tribunal de Justiça informa que não haverá expediente no dia 30 de outubro, sexta-feira. A Portaria 915, de 5 de outubro de 2015, transferiu para essa data a comemoração do Dia do Servidor Público, comemorado tradicionalmente no dia 28 de outubro.

Com a mudança, a corte cria um feriado de quatro dias, uma vez que na segunda-feira (2/11) é Dia de Finados. Os prazos recursais que deveriam começar ou terminar em 30 de outubro, uma sexta-feira, ficam automaticamente prorrogados para 3 de novembro (terça-feira).

O Dia do Servidor Público foi instituído em 1937 pelo presidente Getúlio Vargas, quando da criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil.

O Conselho Nacional de Justiça também havia transferido a comemoração para o dia 30/10. A medida foi instituída por meio da Portaria 5/2015, da Secretaria Geral do CNJ. Os prazos que seriam iniciados ou concluídos no dia 30 também ficam automaticamente prorrogados para o dia 3 de novembro (terça-feira). Com informações das assessorias de imprensa do STJ e do CNJ.

Revista Consultor Jurídico, 14 de outubro de 2015, 10h08

Comentários de leitores

1 comentário

Nosso passado chora na cova rasa.

Luiz Parussolo (Bancário)

Nosso país foi construído com foice, machado, traçador, marreta, cunhas, enxada, rodo, cavalos, burros, bois, arados, carroças e carros de boi e homens e mulheres valentes, honrados e nobres onde com certeza quase ninguém supõe o sacrifício, a força, o conhecimento natural e racional, a compostura física em resistência quase animal e o trabalho de antes do sol nascer até depois de descer com intervalos de meia hora para almoço e uma hora para o café e algumas famílias um outro pequeno intervalo para um rápido desjejum as 15:00 h tratada de ceia pelo costume.
Sou da roça, mas já peguei um período um pouco mais humano, porém muito duro ainda. Só que conheço o anteriormente a partir de meus pais, tios e avós.
Não deixando de enaltecer e honrar os grandes operários incansáveis que foram responsáveis no trabalho da contrução do inédito parque industrial de São Paulo, extinto pela evolução oligarca eclética de costumes portugueses do Império e da Primeira República e as ideologias comunista e neoliberal.
Se o brasileiro algum dia for obrigado a encarar aquele passado o qual construiu os grandes estados como o de São Paulo, fantástico até antes de ser destruído em sua produção agropecuária e industrial a partir do governo Sarney para ser transformado pelo governo FHC em conglomerados, cana-de-áçucar, burocratas, políticos, servidores públicos, judiciário, imprensa e mercado de capitais, metade morrerá no período da manhã e a outra metade té o entrdecer.
Com toda a sinceridade, para que povo vil e inconsequente que trabalharam e construíram.
A preguiça, a falta de brio como ser trabalho, a convicção que a teoria e a dedução sem saber ao menos materializar qualquer coisa por si ao invés da dependência estrangeira, é infâmia.
Ninguém trabalha e quer feriados.

Comentários encerrados em 22/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.