Consultor Jurídico

Notícias

Prova x Indício

Decisão de Celso de Mello traz
manual completo sobre delação premiada

Comentários de leitores

7 comentários

Delação premiada

vladimiru (Engenheiro)

Essa decisão MELLOU meus planos. Como apresentar, 55 milhões de provas pessoais (testemunhas) sem nenhum gasto, para provar que êstes atuais políticos amealham fortunas com o dinheiro público?

Excelente

Rogério Aro. (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Um verdadeiro manual sobre a utilização da delação premiada.

Meu Deus

JuizEstadual (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

"A leitura aprofundada merece pompa e formalidade."
Art. 26, caput do CP.

\"unicamente"!

Estrupício Hermenêutico (Outros)

Atenção para o "unicamente". Não se apressem a condenar a Lava Jato, porque o texto não diz isso. Na Lava Jato, a partir das delações, foram rastreando o dinheiro e coletando outras provas, tudo corroborando o conteúdo do que foi delatado. A Lava Jato já é um marco histórico em nossa jurisprudência.

Coerência

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Decisão sempre marcada pela coerência e lucidez de um grande magistrado.

Jurista que ainda restou

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A leitura da decisão do Ministro deve ser muito mais saborosa do que o vinho que degusto agora, como mostra uma olhada rápida. A leitura aprofundada merece pompa e formalidade.

Fiat Justitia!

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Até que enfim! Isso já deveria ter sido feito pelas instâncias inferiores. Esperemos que, no futuro, não seja necessário recorrer ao STF para estabelecer os limites da delação premiada.

Comentar

Comentários encerrados em 22/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.