Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Política de Ordem

Errata: Mariz de Oliveira não declarou apoio a candidato à OAB-SP

Diferentemente do que foi divulgado na coluna Política de Ordem, publicada neste domingo (4/10), o ex-presidente da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil Antônio Cláudio Mariz de Oliveira não declarou apoio à reeleição do atual presidente da entidade, Marcos da Costa.

O texto da coluna já foi corrigido e o nome de Antônio Cláudio Mariz de Oliveira foi retirado. Os outros ex-presidentes citados confirmam o apoio ao pré-candidato.

Clique aqui para ler o texto corrigido.

Revista Consultor Jurídico, 5 de outubro de 2015, 17h17

Comentários de leitores

2 comentários

Sérgio

Sergio Soares dos Reis (Advogado Autônomo - Família)

Sem querer querendo, pois não tive como NÃO ouvir, o seguinte relato de um advogado a um outro seu colega também advogado:

É sério, estou pensando em me MUDAR do interior, para a CAPITAL, só para VOTAR nestes candidatos.

Fiquei a imaginar, isto que é AMOR incondicional.

Acrescentes-se!

Eduardo.Oliveira (Advogado Autônomo)

Em complementação, a notícia veiculada no Migalhas n. 3.714, de 05/10/2015:
"Migalhas dos leitores - Eleições OAB/SP
'Sábado, senti um alívio diante de uma situação que me incomodava. Havia proposto, há algum tempo, que o grupo, que havíamos formado para apoiar Marcos da Costa na eleição passada, manifestasse seu inconformismo e deixasse claro que não iríamos concorrer por qualquer chapa, para qualquer cargo, na eleição deste ano. Fiquei vencido, mas embora endossasse as postulações daqueles colegas por dever de fidelidade, já havia decidido no meu íntimo que não aceitaria convite algum, se convite houvesse. Ansiei ver a chapa formada sem meu nome, pois me pouparia a recusa. Ela não foi divulgada. Ontem, às 11h02, recebi um telefonema do conselheiro e presidente da ESA, Braz Martins, me convidando. Tive, então, finalmente, a oportunidade de externar que não queria e por que não queria. Estou fora desta eleição, mas ainda acalanto o sonho de ver um grupo efetivamente preocupado com os destinos do profissional da advocacia e disposto a enfrentar com desgaste pessoal, se necessário, o que tem de ser combatido para que realmente a advocacia retome, em São Paulo, a sua importância.' Clito Fornaciari Júnior".
Não é mesmo possível apoiar a continuidade e perpetuação, seja na Seccional seja na Subseção Santo Amaro.

Comentários encerrados em 13/10/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.