Consultor Jurídico

Notícias

Obstrução à investigação

Prisão do senador Delcídio do Amaral e banqueiro André Esteves é mantida no STF

Comentários de leitores

18 comentários

E esquenta a frigideira , cada vez mais.....

hammer eduardo (Consultor)

Dependendo da "direção do vento" , a decisão histórica tomada no dia de hoje talvez possa sinalizar um inicio de virada nesta descontrolada cleptocracia que tomou conta do Brasil de forma epidêmica depois da eleição do apedeuta em 2003. Perigos existem SIM pois a decisão parece que precisa ser endossada pelo senado federal e ai corremos um serio risco pois seria o equivalente a Marcola avaliando a prisão ou não de Fernandinho beira mar ( com as minhas sinceras desculpas aos dois "profissas" que não gostam de ser comparados com qualquer ladrãozinho). A decisão também corre um serio risco caso tenham meramente apanhado o subserviente senador petralha para momentaneamente tirarem o foco de cima do apedeuta que na moita é o alvo principal da operação. Existe uma possibilidade sim de que tenham atirado um suculento naco de carne fresca aos leões ( plebe ignara) para arrefecer a fúria da Imprensa que definitivamente não colabora com a quadrilha em Brasilia. Notem que na pratica hoje , praticamente não existe NENHUM politico naquela penitenciaria a ceu aberto que não esteja enrolado em algum grau com a Justiça, a que ponto chegamos ! dilmão fica preocupada também pois ve que apesar de sua teatral performance tentando fazer de conta que esta "tudo bem" , os fatos diários mostram exatamente o contrario. O desmanche desta esquerda nojenta já começou pela Argentina que adoramos debochar mas que sempre foram mais evoluídos na velocidade das mudanças apesar de acidentes como o desta quadrilha Kirchner. Espero ansioso o momento magico em que o beocio 9 dedos vai desembarcar do camburão da PF la em Curitiba. Moro não é bobo e deverá estar MUITO bem calçado para isso , so espero que não demore demais mas que vai acontecer , basta esperar .

Responder

E o desdobramento

Olho clínico (Outros)

Ué...mas por que ainda não fizeram a audiência de custódia dele? O Presidente do STF deveria ouvi-lo, nos moldes que ele prega a todos os Tribunais...

Responder

Espera aí.

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Lendo vários dos comentários percebi que alguns, ao elogiarem a decisão colegiada do STF, não entenderam bem a questão, "data maxima venia". O problema é bem maior do que ter a coragem de decretar a prisão de um Senador da República. Envolvia "nomes e sobrenomes" de Ministros daquela Côrte, (os mesmos de reiteradas decisões no mínimo polêmicas, em favor de um certo partido e um certo governo). Esses nomes bem conhecidos teriam sido, adrede contatados, para o "tal café litúrgico" (embalado a vácuo, com cheiro característico e ainda com a "cinta" de origem) nomes esses que, sem dúvida, viriam a público em menos de 24 horas, já que o filho de Cerveró detinha a tal gravação comprometedora em seu poder. Daí que o pensamento dos togados, s.m.j., deve ter sido na seguinte direção: "será melhor por no dele antes, do que ver o nosso na reta, com a divulgação da conversa". Dessa forma os briosos ministros cumpriram então a sua inarredável vocação e missão Constitucional. Afinal alguém, em sã consciência, acredita mesmo em algo diferente, do tipo mais patriótico (....) Ora, ora.

Responder

Complementando -

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

"E o Senado declarará a prisão ilegal (pela não caracterização do estado de flagrância), talvez argumentando a ocorrência de uma construção doutrinária casuística e seletiva, tirada da "algibeira" pelos ministros do STF, ou, quiçá, uma evidente "montagem" da gravação apresentada ao MPF, com edição proposital da conversa, como retaliação á sua EXCELÊNCIA o nobre Senador da República DELCÍDIO DO AMARAL."

Responder

Complementando -

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

"E o Senado declarará a prisão ilegal (pela não caracterização do estado de flagrância), talvez argumentando a ocorrência de uma construção doutrinária casuística e seletiva, tirada da "algibeira" pelos ministros do STF, ou, quiçá, uma evidente "montagem" da gravação apresentada ao MPF, com edição proposital da conversa, como retaliação á sua EXCELÊNCIA o nobre Senador da República DELCÍDIO DO AMARAL."

Responder

Filosofando...

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

"A esperança venceu o medo"
"O cinismo venceu a esperança"
"O escárnio venceu o cinismo"

"O dinheiro venceu todos eles juntos , misturados e embrulhados para presente."

Responder

Uma decisão para se festejar....mas..

Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil)

Bem, com a devida permissão, acho que essa decisão só veio assim, de pronto, porque o indigitado criminosos (Delcídio), ousou citar nominalmente os Ministros da Corte...aí já é demais! Se não fosse assim, ainda que se tratasse de um crime permanente, em que os atos estão difusos no tempo e, pois, a flagrância estende-se também difusamente no tempo, não teria havido essa prisão, ao menos do Sr. Senador, não que os Srs. Ministros do STF tivessem receio de determinar tal prisão, mas porque, porder-se-ia combater a decisão com o fato de que a alegada 'formação de quadrilha' demandaria uma prova mais alargada e contundente....pode ser que o Sr. Delcídio, tendo participado tão somente desse episódio envolvendo o Diretor da Petrobras, não faça parte dessa mesma quadrilha, etc., Agora, citar os Ministros do STF, nominalmente, é muita cara-de-pau e se essa gravação vem a público -- como de fato veio --- adquiriria um altíssimo grau de credibilidade que poderia entortar de vez a República e o ESTADO DEMOCRÁTICO. De qualquer maneira o STF está de parabéns, todos nós nos sentimos de alma lavada. Bem, se o Senado mandar soltar o Delcídio, aí será um 'policídio'.......É esperar para ver!

Responder

Pensando Bem

Professor Edson (Professor)

Essa decisão do ministro (colocado lá pela Dilma) mostra que o fato de ser indicado por A, B ou C mostra ser sozinho insuficiente para não acreditarmos na isenção dos indicados, é de se pensar , imparcialidade, se tiver isso, esta ótimo, e ninguém foi tão imparcial como Teori nessa decisão, deixar na cadeia um senador da república, e ainda do PT é algo pra poucos e jamais esperava isso de alguém indicado por Dilma, tem que ser frio nessa hora, não é fácil não.

Responder

Interpretação questionável.

Bruno Almeida de Moura (Outros)

Tentando compreender o texto constitucional, me parece que a decisão foi equivocada. O fato do crime ser considerado "permanente", significa que não há ato que pode ser considerado como "flagrante". O conceito de "flagrante" deixa de fazer sentido se o crime não é caracterizado por uma determinada ação no tempo. Se o ato criminoso é diluído no espaço tempo, não há uma conduta no espaço-tempo que poderia se caracteriza-lo, portanto o flagrante é insustentável. É como tentar a achar a quina em um objeto esférico. O fato da esfera não ter quina, não significa que qualquer lugar é uma quina, significa que o conceito de quina não é admissível neste caso, logo não pode se fazer valer como regra válida.

Responder

Sérgio

Sergio Soares dos Reis (Advogado Autônomo - Família)

Não estou me referindo ao presente caso, mas nas minhas andanças pelos PRESÍDIOS de todo o Brasil (como advogado), NUNCA VI UM CULPADO, TODOS ELES INOCENTES. Parece um CONVENTO. Lugar de pessoas INJUSTIÇADAS. Os ERRADOS são, a POLICIA, PROMOTOR, JUIZ.

Logo, irá ocorrer ELEIÇÕES no PRESIDO da PAPUDA.

Difícil SABER quem será o VENCEDOR (PRESIDENTE), por conta do número elevado de CANDIDATOS.

Responder

Garantismo pra que?

Lucas Paim (Advogado Assalariado - Criminal)

O triste de quem faz concurso, é que para passar, precisa usar da técnica que, se resume é claro, da decoreba psicopata da lei. Agora, quando a questão é reflexão, pensamento, empirismo, ai o negócio enrosca, negócio fica difícil. É só ver alguns comentários que dão ensejo para que o garantismo se entregue para que haja uma punição. Garantismo rasteiro, brilhante não? Que falta faz um Ferrajoli, pena que não cobram em concurso. Enfim, leitura teórica está cada vez mais fraca em Pindorama.

Responder

Luz no fim do túnel

Professor Edson (Professor)

Essa decisão embasada com provas e indícios suficientes mostra que nosso judiciário altamente conivente com o crime ainda fomenta esperança de mudanças , um caso gravíssimo coisa jamais vista nesse país, mostra que a engrenagem do crime continua a todo vapor, dinheiro, avião pra fuga, acordo com juiz... Aonde vamos parar hein.

Responder

Todos os envolvidos serão alcançados

Ricardo, aposentado (Outros)

É questão de tempo, mas todos os envolvidos serão alcançados.
A não ser que se "fabrique" alguma ilegalidade para que a Operação Lava-Jato seja anulada como um todo.
Pelo pedido de prisão formulado pela Procuradoria Geral da República e a decisão liminar ratificada pela 2ª Turma do STF que determinou a prisão do Senador Delcídio Amaral, estão enrolados - e serão os próximos a serem alcançados - os Senadores Fernando Collor de Melo, Renan Calheiros e Edson Lobão.
Tudo é uma questão de tempo.

Responder

Máfia

Professor Edson (Professor)

É ou não uma atitude típica de uma máfia, quem vota no PT fica ciente disso.

Responder

Decisão de tirar o chapéu

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Já critiquei muitas vezes, como quase todos aqui, decisões e posturas de ministros do STF, mas esta decisão foi de tirar o chapéu.
.
Sem se deixarem render pelo garantismo mais rasteiro que graceja por terra brasilis, nem intimidar pelas forças terríveis e (nem tão) ocultas que mandam no Executivo e no Legislativo, os ministros do Supremo deram uma aula de civismo e de Estado de Direito e demonstraram que a punição alcança, na forma da lei, até os mais altos escalões da República.
.
A conduta deste senador realmente comprovou ser um escárnio às leis e, em especial, à Suprema Corte. Tentou não apenas atrapalhar mas sim subverter completamente as investigações, alegou ser capaz de influenciar ministros para que proferissem decisões ilegais em favor de aliados (crime de exploração de prestígio) e julgou-se acima do Estado de Direito, contando a absoluta impunidade que sempre favoreceu aqueles de seu tipo.
.
Ainda que como humilde meirinho, tenho orgulho de integrar os quadros do Judiciário em momentos como este. Que a tendência continue e as posturas hiper-garantistas, tão caras ao lobby da alta criminalidade, cedam diante da responsabilização criminal efetiva contra todos os transgressores, na forma da lei.

Responder

O discurso

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

O discurso é um, mas na prática nenhuma instituição tem estado isenta de calhordice por parte de seus integrantes, como tem acontecido nos três poderes ultimamente. Ou seja, o poder econômico vem comprando tudo e todos, pelas beiradas, já não se podendo esconder muita coisa.

Responder

Acerto!

Flávio Marques (Advogado Autônomo)

Uma verdadeira "lavada" do STF. Parabéns à Corte! Agora, entendo que nem os autos nem mesmo deveriam ser remetidos ao Senado, devendo decisão da Corte ser definitiva nesse aspecto.

Responder

E cade o lider?

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

Agora só falta você Lula.

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 3/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.