Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Política de Ordem

Uso político de paralisação é um desserviço, diz Marcos da Costa

Por 

Em sua primeira coletiva oficial como presidente reeleito, Marcos da Costa falou do problema enfrentado pela seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil e pela Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (Caasp) com a Unimed Paulistana, que teve sua carteira alienada em setembro pela Agência Nacional de Saúde devido ao alto número de dívidas que possui.

Segundo ele, a negociação com o plano de saúde foi complicada, principalmente em relação aos preços. Porém, o mandatário afirmou que "é natural" ocorrerem problemas antes das eleições.

O presidente explicou que, com a mudança de plano, a OAB-SP teve de encontrar uma empresa que pudesse oferecer um preço similar, mas que atendesse bem em todas as localidades do estado. Para Marcos da Costa, o outro problema enfrentado foi o aumento dos valores cobrados. "Com a quebra da Unimed Paulistana, as operadoras de saúde triplicaram os valores. Aproveitaram o momento."

Por causa disso, a OAB-SP e a Caasp tiveram que renegociar as condições de um novo contrato com outras operadoras de saúde. A maioria dos advogados e dos colaboradores da entidade foram transferidos para a Unimed Fesp.

Durante a negociação, essa transferência fez com que alguns trabalhadores da entidade ficassem sem atendimento médico, o que resultou em uma paralisação de cinco horas. O movimento reivindicatório ocorreu na última segunda-feira (16/11). O impasse foi resolvido depois que a OAB garantiu aos trabalhadores o atendimento e se comprometeu a reembolsá-los caso tivessem que arcar com os gastos hospitalares.

No dia da paralisação, alguns candidatos da oposição ligaram o ocorrido à omissão da OAB-SP junto à classe e aos seus trabalhadores.  Também enviaram e-mails aos advogados, que, segundo Marcos da Costa, informavam que não haveria eleições por causa da paralisação dos trabalhadores.

Dados eleitorais
O assunto principal da coletiva, o anúncio dos dados eleitorais, ficou por conta de José Nuzzi Neto, presidente da Comissão Eleitoral deste ano. Segundo ele, a comissão efetuou 81 impugnações. "A maior parte tratou de questões éticas de concorrentes que ocupavam cargos públicos", contou.

Nuzzi Neto também explicou que a eleição de Santana Parnaíba não ocorreu porque a subseção foi criada recentemente e que houve um problema na elaboração do cadastro, fazendo com os advogados votassem em Barueri.

O presidente da Comissão também apresentou os dados consolidados dos votos recebidos pelos candidatos a presidente da OAB-SP. Confira:

Candidato Total de votos % do total
Anis Kfouri12.4357,3%
João Biazzo14.3088,5%
Hermes Barbosa12.6387,4%
Sergei Cobra24.55314.5%
Ricardo Sayeg26.62715,5%
Marcos da Costa61.37936,3%
Brancos8.3004,9%
Nulos12.0007,3%

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 19 de novembro de 2015, 21h23

Comentários de leitores

3 comentários

Carta Aberta a advocacia (continuação)

Advocacia Costa Alves (Advogado Autônomo - Trabalhista)

É preciso realmente abrir os olhos e de forma humilde na próxima segunda-feira se perguntar o que realmente acontece atualmente em nossa instituição, porque o Alto número de votos brancos e nulos, porque o número tão Alto de advogados inadimplentes, porque abstenção foi grande, porque a soma dos votos da oposição é maior que os votos do candidato reeleito, já não seria a hora de pensarmos em uma debate franco E direto em um segundo turno nas eleições para presidente desta instituição, já que falamos tanto de democracia e da sua importância para as instituições democráticas no Estado Democrático de Direito... Acho que é momento de reflexão para a nossa Instituição OAB SP... Pense, Reflita Dr. Marcos da Costa...
Vejo que é por isso que a advocacia e tão hipócrita, s magoga e unida, somos unida sim? Fugimos do debate quase sempre, ainda achamos que falar a verdade sobre uma constatação que se faz nua e crua e revanchismo de campanha.... A conciliação e união da categoria passa pelo debate diário das mudanças que se faz necessario em nossa entidade, somos uma entidade onde debatemos e buscamos a conciliação todos os dias com nossos clientes, mais somos hipócritas quando o assunto e debater as transformações políticas necessárias para uma OAB SP cada vez mais próxima do advogado não apenas no discurso....Com todo respeito ao Nobre Presidente Dr. Marcos da Costa, Gostaria efetuar uma análise crítica acerca das eleições do último dia 18/11/2015 e a imperfeição da democracia em nossa instituição....
No fundo nossa classe é uma hipocrisia só, pregamos mudanças na Constituição, nas Leis, na Democracia, nas instituições públicas e no modelo de Estado e de Governo, mais não debatemos as mudanças necessárias em nossa própria instituição...

Carta Aberta a advocacia

Advocacia Costa Alves (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Carta aberta a advocacia,
Com todo respeito ao Nobre Presidente Dr. Marcos da Costa, Gostaria efetuar uma análise crítica acerca das eleições do último dia 18/11/2015 e a imperfeição da democracia em nossa instituição....
A verdade acerca das eleições da OAB/SP em números:
1. Marcos da costa................................ 61.379 votos
2. Candidatos de oposição..................86.739 votos
3. Brancos/nulos......................................20.801 votos
os números acima demonstra que a situação, no caso atual gestão a frente da oab/sp continuará apoiada por apenas 61.379 dos advogados e advogadas que compareceram as urnas.
Sobressaindo-se aos 107.540 advogados e advogadas que estão insatisfeitos com a atual gestão, não temos o que comemorar, é esta a realidade nua e crua.
Sem contar com os inúmeros advogados e advogadas aptos a votar que estão mais insatisfeitos ainda os desmandos na instituição, que preferiram não se manifestar de forma alguma!!!!!!
Pense bem? Tem alguma coisa errada? Não temos o que comemorar? Enquanto nossa instituição profissional que zela pelos princípios democráticos do estado de direito, pelo cumprimento da constituição federal, pelo cumprimento das leis em benefício da sociedade....
É preciso realmente abrir os olhos e de forma humilde na próxima segunda-feira se perguntar o que realmente acontece atualmente em nossa instituição, porque o Alto número de votos brancos e nulos, porque o número tão Alto de advogados inadimplentes, porque abstenção foi grande, porque a soma dos votos da oposição é maior que os votos do candidato reeleito, já não seria a hora de pensarmos em uma debate franco E direto em um segundo turno nas eleições para presidente desta instituição, já que falamos tanto de democracia.

oposiçao burra

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Oposição vaidosa e burra. Merecemos.

Comentários encerrados em 27/11/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.