Consultor Jurídico

Via Odebrecht

Doleiro Youssef será ouvido no STJ sobre repasse de propinas ao PMDB

O doleiro Alberto Youssef será ouvido sobre o suposto repasse de propinas arrecadadas com o grupo Odebrecht para a campanha eleitoral do PMDB ao governo do Rio de Janeiro. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal e acolhido pelo ministro Luis Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça.

Youssef é um dos investigados pela operação "lava jato", da Polícia Federal. No pedido, o MPF requereu que o empresário fosse ouvido pela PF. Contudo, o ministro Salomão deferiu a oitiva da testemunha no STJ pelo juiz instrutor com atuação em seu gabinete, por meio de videoconferência do empresário, marcada para o próximo dia 10 de dezembro, às 16h.

Salomão determinou, ainda, a prorrogação do prazo de 60 dias para o cumprimento das diligências faltantes com relação ao ex-ministro das Cidades Mario Negromonte. O pedido foi feito pela PF ao MPF, que, então, solicitou ao STJ. Negromonte também integra a lista de investigados no esquema de corrupção da Petrobras. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de novembro de 2015, 14h39

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/11/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.