Consultor Jurídico

Notas Curtas

Da Redação

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Combate à corrupção

Toffoli vai ao Chile para falar sobre financiamento de partidos

Liderança latino-americana nos rankings de combate à corrupção, o Chile quer conhecer o modelo brasileiro de financiamento de partidos políticos e fiscalização das contas eleitorais. O ministro Dias Toffoli, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, foi convidado para apresentar a experiência brasileira e as tendências envolvendo a reforma política. Ele fala na próxima terça-feira (31/3) a um conselho criado pela presidente Michelle Bachelet para tomar medidas institucionais que regulem a influência do poder econômico na política, tanto no âmbito público quando nos negócios privados. 

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 27 de março de 2015, 20h51

Comentários de leitores

4 comentários

Belo exemplo

milico (Policial Militar)

Que moral tem Dias Tofoli discursar a estrangeiros sobre "financiamento de partidos". Além de ter sido nomeado ministro do STF pelos seus cupinchas do PTralhas, ainda vai falar de um sistema dominado pela corrupção. Belo exemplo a ser dados aos nossos ermanos chilenos. Estes, sim, exemplo de povo ordeiro e progressistas.

A herança maldita

wilhmann (Advogado Assalariado - Criminal)

Deve-se dizer qualquer utopia, pois aqui os bandalhos petistas não fizeram qualquer reforma que possa intitular de alvissareira, ao revés, temos noticias que demonstram que a politica, economia, saúde, inventadas pela corja não passam de falcatrua mal resolvidas, que não fossem as nomeações suspeitosas e partidárias os rumos da decisões do pretório não seriam tão exitosas aos malandros plantonistas. Aliás, nós é que deveríamos convidar ministros chilenos para que nos ensinassem como funcionam, muito bem, o sistema de previdência daquela nação, que, aliás, pois fim ao caudilhamento que aqui teima em continuar dando as cartas. Temos um Carlos magno, que ao revés do Franco tem deixado muitos herdeiros diretos.

Melhor ficar no STF julgado do que viajar

Vladimir de Amorim silveira (Advogado Autônomo - Criminal)

Os ministros do STF estão abarrotados de processos para julgarem, uns demoram até 10 anos ou mais para serem julgados.

Pergunta-se: Não seria mais útil para a justiça os ministros permanecerem no STF julgando ao invés de viajarem para fora do Brasil?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/04/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.