Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sistema colaborativo

Lewandowski assina criação da Rede de Governança do PJe no CNJ

O ministro Ricardo Lewandowski (foto), presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, oficializou, na última semana, a criação da Rede de Governança do Processo Judicial Eletrônico (PJe). Ele assinou a Portaria 26/2015, que institucionaliza procedimentos de governança colaborativa do sistema e detalha alguns pontos levantados pela Resolução 185/2013.

“Com a aproximação dos atores percebemos a necessidade de formalizar e tornar pública e transparente a estrutura de gestão desse sistema nacional”, explica o conselheiro do CNJ e presidente do Comitê Gestor Nacional do PJe, Rubens Curado. De acordo com ele, a ideia da Rede de Governança surgiu durante os trabalhos do Grupo de Unificação do PJe, que reunia representantes dos diversos ramos de Justiça.

A Rede de Governança é coordenada pela comissão de tecnologia do CNJ e conta com a participação dos comitês gestores do PJe nas instâncias nacional, ramos da Justiça e tribunais.

Os comitês atuam de maneira interligada, repassando as demandas e sugestões de aperfeiçoamento feitas pelos usuários.

Inovações
A novidade criada pela portaria assinada por Lewandowski é que a gerência executiva do PJe e de mais quatro grupos de trabalho serão agora integrados na rede.

A gerência será formada por um juiz auxiliar da presidência e por um técnico do CNJ. Ambos coordenarão os grupos de trabalho, além de auxiliar o Comitê Gestor Nacional e gerenciar a entrega das versões do PJe para todo país.

Entre os grupos de trabalho, Rubens Curado destaca a criação do Grupo Nacional de Gerenciamento de Mudanças. De forma permanente e por meio eletrônico, ele reunirá representantes dos comitês gestores para analisar sugestões de novas funcionalidades e de melhorias no PJe.

Leia aqui a íntegra da portaria 26/2015.

Revista Consultor Jurídico, 18 de março de 2015, 15h04

Comentários de leitores

1 comentário

Para eles, a solução para tudo é criar mais cargos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Apenas e tão somente mais cargos, mais despesas, e a mesma ineficiência de sempre.

Comentários encerrados em 26/03/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.