Consultor Jurídico

Notícias

Perfil dos criminalistas

"Lava jato" movimenta principais escritórios de advocacia de São Paulo

Comentários de leitores

4 comentários

MPF mexendo no que?

Lenine Modesto (Advogado Autônomo - Civil)

Adv Themis, concordo plenamente com sua posição.

Adv Themis (Advogado Autônomo - Previdenciária)

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Então colega, nós é que somos os monstros que cobramos honorários exorbitantes!

A "zelite branca" da beca.

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Lembro-me de um evento jurídico,há uns bons anos atrás, onde uma colega,a quem conheço de décadas,carregava uma bolsa que, no mínimo, chamava a atenção pela singularidade. Defini-la é muito simples:Era um utensílio comum, relativamente grande, retangular, bem feito e de couro,só que externamente estampava "recortes de jornais franceses",displicentemente sobrepostos,dando a impressão de que estariam ali "embrulhando" a bolsa. Não sou nenhum estilista e também nada entendo de moda.Então como temos muita amizade, durante o café "ironicamente" perguntei se ela se esquecera de tirar a embalagem de jornal antes de usar o utensílio.Rindo muito, fez questão de abrir e mostrar-me a etiqueta de uma marca famosíssima francesa, confessando-me ter pago "os tubos" pelo tal acessório. Continuei a instigá-la e pedi que me informasse quanto estava recebendo dos periódicos jornalísticos para desfilar como um "out dor" ambulante fazendo propaganda deles. Nessa altura, admitindo a verdade sobre o que ouvira, mas cedendo ao apelo da moda naquele país, (que dita as regras ao resto do mundo) declarou ainda rindo: É amigo, ser mulher não é fácil.O que importa é o que se ostenta; a "grife" do artista; o "implícito" preço absurdo do produto; o impacto visual que causa e a sinalização "subliminar" a indicar o status financeiro de quem a pode comprar. Uhau! Diante dessas explicações e tanto glamour, antes de pagar o café, fiz-lhe a última pergunta indiscreta: e qual a diferença"útil" entre essa e uma outra similar,de couro, e do mesmo tamanho.SEM AS ESTAMPAS E A GRIFE, ACRESCENTOU ? É, sem elas arrematei. Bem, me confidenciou ao pé do ouvido: NENHUMA E TODAS. Como assim? Simples: Carrego o que preciso, mas ninguém "me vê com os mesmos olhos" e isso faz toda a diferença ! Putz !

Nesses honorários o MPF não se mete

Adv Themis (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Por que o MPF não questiona esses honorários abusivos de R$15 milhões? Até porque se sabe de onde vem esse dinheiro sujo. Se meter com advogado pequeno que ganha pouco, trabalha sozinho é fácil, agora os peixes grandes estão aí deitando e rolando com dinheiro público.

Comentar

Comentários encerrados em 17/03/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.