Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Delatores x durões

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Quero ver o desenrolar dessa partida. Metade do time fazendo gol contra e a outra metade, persistente, tentando defender as bolas do "amigo, sócio do clube" e do MP. Os técnicos, como bem lembrado por outro comentarista, desesperados para adotar uma tática de retranca e ataque ao mesmo tempo. Essa vai ficar para a história, talvez como o
7 X 1 da última Copa do Mundo. O importante é que TODOS PERCAM - delatores, delatados, políticos e Presidentes da República. Depois, que se lhes remetam à Indonésia, embrulhados para presente, para aguardar o fuzilamento.

Muda a m..., a mosca é a mesma

Gusto (Advogado Autônomo - Financeiro)

Nenhuma surpresa no noticiário, eis que são sempre os mesmos a defenderem os maiores criminosos deste país. Foi assim no mensalão, é agora no petrolão, lava-jato ou seja lá o adjetivo que se quiser atribuir. Nos próximos escândalos, que certamente virão, lá estarão eles, todos macomunados, a darem "tudo de si", forte em suas "especialidades", para jurarem a inocência de bandidos e mais uma vez cuspirem na cara da sociedade.

Juegos

Gabriel Tolentino (Advogado Autônomo)

Bienvenidos a los juegos jurídicos.

Higino

Antonio Higino (Advogado Autônomo - Criminal)

Qual o problema da notícia? Pessoal gosta de criticar sem motivo relevante.

Crônica esportiva

Helio Telho (Procurador da República de 1ª. Instância)

Essa matéria me lembra o noticiário da crônica esportiva sobre a dança das cadeiras nos times de futebol. O técnico fulano assumiu o time tal. O técnico beltrano, tido como retranqueiro, foi demitido, depois de x derrotas. O dirigente não fala mais em título e diz que o objetivo, agora, é não ser rebaixado.

Comentar

Comentários encerrados em 10/03/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.