Consultor Jurídico

Notícias

Mais um benefício

Aprovado o projeto que cria auxílio-educação para juízes do Rio

Comentários de leitores

  • Página:
  • 1
  • 2

26 comentários

Digo e repito

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Repito aqui para os incautos: TODO o dinheiro que vai pagar este auxílio vai ser do Fundo to TJ-RJ, composto pelas custas e taxas processuais pagas como contraprestação pelos serviços prestados.
.
Ou seja, nós, servidores do TJ, fazemos a máquina funcionar, e por vezes são cobradas custas como contraprestação por nosso trabalho (apesar de 70% dos jurisdicionados serem beneficiados pela Justiça Gratuita).
.
Não é errado dizer que esse dinheiro é NOSSO, pois é fruto do nosso trabalho! Ora, se as custas são devidas em razão do serviço prestado, nada mais justo que sejam revertidas para aqueles que prestaram o serviço!
.
Tem muita coisa errada no Judiciário, tem. Mas não vejo o auxílio educação como uma delas. Vai ser financiado totalmente pelos frutos de nosso trabalho e vai incentivar que os filhos de trabalhadores de classe média recebam uma educação de qualidade. Devo lembrar que o número de servidores é muito maior do que o de juízes, então esse será um benefício essencialmente do servidor.

Preclaro observador - economista-

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Permita-me complementar o seu excelente comentário: E alguns ingressam na Magistratura ou M.P. unica e exclusivamente com base no princípio químico da "osmose". Ou seja, o pai, tio ou irmão também e coincidentemente, pertencem às tais instituições. O contato diário com os afins "transmite" conhecimento, inteligência ou.... o "beneplácito" da banca examinadora. Acredite e pode apostar nisso. Sds.

Comentários

Observador.. (Economista)

Fundo de qualquer coisa que tenha a ver com o Estado e suas instituições, sai do bolso do contribuinte.
Como Margaret Thatcher havia dito: " Não existe esta coisa de dinheiro público.Existe, isto sim, dinheiro do contribuinte.Dos pagadores de impostos".
Quanto ao Direito de todos serem bem remunerados, não há dúvida de que é o correto.Serve para Professores, Médicos, Militares e não só para alguns casos específicos. Quando assim acontece, algo muito errado está ocorrendo na dita "República".
Concurso nunca foi e nunca será teste de inteligência.Alguns entram por serem geniais?Sim.Outros entram por causa de extremo esforço, por causa da memória mnemônica, por causa da ajuda dos pais - que sustentam enquanto a pessoa presta mil vezes a prova - e por aí vai.
Se concurso fosse prova de suprema inteligência...O Brasil seria um paraíso. Cheio de gênios.
E "inveja"...se for medida por carros, conta bancária, casas e demais adereços...nem sempre é o que guia quem critica algo neste país.
Pois muitos não precisam pegar o carro do Eike para passear.

Nomes!!!

Heriva (Procurador Autárquico)

Interessantes as acusações (sempre!) do nosso comentarista oficial. Ora, porque vossa senhoria não dá os nomes dos Corruptos e Corruptores?, pelo que o se observa, na sua acusação, há no mínimo três crimes: Corrupção ativa; Corrupção Passiva e Prevaricação (especialmente!). Então seria bem interessante que ao invés de simples fazer acusações genéricas, fossem também dados os nomes.

Falam sem saber

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Muitos falam sem saber.
.
TODO o dinheiro deste auxílio vai sair do Fundo do Tribunal de Justiça, composto pelas custas e taxas processuais.
.
Ou seja, o dinheiro que vai pagar esse auxílio é obtido como contraprestação do nosso trabalho. Nada mais justo.
.
E esse Siro Darlan é uma figura: reclama do auxílio educação mas não falou NADA sobre, este sim, imoral, auxílio moradia, de 4 mil reais para cada juiz (inclusive os que já tem casa própria quitada). Será porque Siro Darlan não tem filhos menores? Aí ele só critica o que não lhe interessa, e ainda colhe aplausos.

Vamos ler a matéria antes de criticar?

Vinicius Lameiro (Estudante de Direito)

O benefício será estendido aos servidores e não apenas aos Magistrados.
O benefício será custeado com o FUNDO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, preciso explicar o que e como é arrecadado esse fundo? Espero que não.
Muitos falam de legitimidade mas sequer sabem o que seria. Bom senso, por favor!
Absurdo é um Professor da rede pública receber R$ 1,800,00 enquanto um deputado [semi-analfabeto] recebe mais de R$ 25,000,00.
O concurso é público, faz quem quer, passa quem é mais capacitado.

Sds;

Troca de favor

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Os membros do Ministério Público estão nadando em dinheiro com diversos benefícios cumulativos porque os bandidos institucionais precisam oferecer essa vantagem para que não sejam incomodados pelo Parquet. Trata-se do jogo do "dando é que se recebe", fazendo com que o MP tenha toda essa inércia que conhecemos, permitindo que bilhões de reais sejam simplesmente roubados dos cofres públicos. Agora, vamos pegar o erro e "estender" à toga?

é justo

afixa (Administrador)

os magistrados não sabem gastar, estão endividados, por isso é que defendem auxílio moradia e outros. se não.... a conta não fecha no final do mês.
os estagiários dos assessores que comentam aqui no conjur ( e sonham ser juízes um dia) , confirmam este fato.
devera haver um auxilio - curso - educação financeira.

Recalculando a rota.

Radar (Bacharel)

É lamentável que alguns 'haters' teleguiados levem toda discussão séria para o lado da dicotomia partidária. Fato é que, dos beneficiários dessa anomalia, 90% são elite tucana e antipetistas, alguns até paneleiros de Ipanema. Ocorre que, bolso não tem partido, e todo aquele que pode, manipula o sistema para obter vantagens exclusivas. Juízes e promotores são humanos e não fogem à regra. Não se trata, ademais, de justificar os erros de ninguém, mas de exigir tratamento legal igualitário a todos que erram, incluindo os civis que dão um "jeitinho" de pagar menos imposto de renda ou que estacionam em fila dupla, seja lá qual for sua simpatia - ou antipatia, partidária.

Honradez?

JUNIOR - CONSULTOR NEGÓCIOS (Professor)

Pior é que esse "povo" que julgará minha e a sua causa, eles que dirão a Justiça. Estamos perdidos em todos os níveis de poder. Sem moral e sem legitimidade, em que base se sustenta esse poder?

Legal, injusto ou imoral?

Mauro Castro & Advogados Associados (Advogado Associado a Escritório)

Há quase quatro mil anos, um profeta camponês denunciava as mazelas de um sistema injusto, que tinha como causa motriz as estruturas sócio-econômico-político-jurídica-cultural e religiosas, que abasteciam uma "máquina de moer pessoas".
Além das denúncias sociais, a profecia de Amós (o camponês), destacava-se com o anúncio de um juízo iminente de Javé na história do seu povo.
Fatos como estes retratados na imprensa, materializam a perversão da justiça, a opressão dos empobrecidos e a exploração das pessoas mais enfraquecidas, mas, não se enganem: o juízo divino os escutará, disse o profeta!

Le Roy Soleil (Outros)

Observador.. (Economista)

Apesar do meu comentário anterior, o senhor está certo. E sua analogia, com o comportamento do PT, está corretíssima.
Lamento pelo Brasil.
Percebemos que o Estado passou a tratar a sociedade como meros pagadores de impostos.
De resto, é cada instituição visando apenas os próprios interesses.E só.

Isonomia da imoralidade

Le Roy Soleil (Outros)

Alguns comentaristas parecem ter encampado o discurso do PT para justificar o injustificável: se outros roubam, eu também posso. Ora, se o MP recebe tal verba espúria, que se adotem medidas para derrubá-la. A Carta Magna não confere isonomia para perpetrar atos espúrios e anti-republicanos !

Auxílio-educação?

afocrazy (Servidor)

Está mais que claro que os poderes buscam, especialmente para os seus membros, uma forma indireta de aumento remuneratório, vide a aprovação para o MP e ao Judiciário do auxílio-moradia e agora esse auxílio-educação. Tais recursos são tão escancarados neste sentido, que nem ao menos excluem aqueles que possuem moradia ou que têm seus filhos em escola pública! aí eu me pergunto: até que ponto não somos mais uma monarquia?

Infelizmente

Sandra_Observadora (Outros)

Como dizia a Tatcher, não existe dinheiro público pois o dinheiro é do contribuinte, quem sustenta tudo isso. Devemos nos lembrar que já existe abatimento correspondente no IRPF... haja recurso pra sustentar a máquina pública, na sua maior parte ineficiente... se tem dinheiro sobrando, melhore as condições dos serviços ofertados à sociedade, a financiadora destes recursos...

afirmação perigosa!

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

“A perda de poder aquisitivo não conhece rubrica, vitimando a todos indistintamente”. Então vale tudo? Os colegas do Rio de Janeiro poderiam usar a afirmação nos Processos e em sustentações orais.

MP e Magistratura

Observador.. (Economista)

Se um tem direito, qual alegação para o outro não ter? Carece de lógica.
Agora....sinceramente...ninguém cora? Ninguém se sente mal? Houve, inclusive, comemoração?
O Brasil se perdeu. Quem conhece história, com certa profundidade, percebe, "no ar", que algo saiu do eixo; as consequências serão inevitáveis.

Que beleza!!!!!!

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

E adivinha quem paga esses benefícios todos? O contribuinte obviamente, é aquela velha história "ser bom com o dinheiro dos outros é fácil".

Regime de castas

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Filho de comum vale x. Agora filho de juiz vale 2x. Lamentável como se dá seguimento ao regime de castas na maior cara de pau.

Bando de canalhas

Luciano Alves Nascimento (Advogado Autônomo - Administrativa)

Apesar de a Constituição Federal estabelecer que os magistrados só podem receber subsídios e mais nada, como a norma escrita nesta republiqueta não vale nada, esses calhordas acrescentam o que querem aos próprios vencimentos. Agora, no Rio de Janeiro, parte das custas processuais serão descaradamente embolsadas por esse bando de pilantras. Por outro lado, esses deputados aprovam qualquer coisa para agradarem essa gente, já que vários deles respondem a processos criminais (curiosamente lentos) ou são réus em potencial. Como esse lixo que compõe o legislativo foi eleito por esse povinho (mais preocupado com futebol e carnaval) acho muito bom, pois tem o que merece.

  • Página:
  • 1
  • 2

Comentar

Comentários encerrados em 3/06/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.