Consultor Jurídico

Artigos

Separação dos poderes

Tentativa de engessamento dos órgãos de Justiça é inconstitucional

Comentários de leitores

5 comentários

Mentalidade do jurista de terceiro mundo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Tantas linhas, para dizer simplesmente nada.

Corporativismo?

J. P. Leite (Estudante de Direito - Ambiental)

Texto de um advogado público, que se fundamenta na opinião de outro advogado público, para defender os interesses dos advogados públicos... Em síntese: corporativismo ou doutrina? Ou seria aquele travestido desta?
E se já há autonomia, "latente e inerente" à advocacia pública, qual a razão de uma emenda constitucional para garantir essa autonomia?
Finalmente: o texto começou com Kelsen, mas depois o autor foi esquecido nos parágrafos subsequentes. Não se entende o porquê da citação inicial. De todo modo, sorte do Kelsen...

MP não exerce advocacia, pois é vedado constitucionalmente s

daniel (Outros - Administrativa)

MP não exerce advocacia, pois é vedado constitucionalmente sob pena de perda do cargo.

Já a Defensoria exerce a advocacia para os carentes, assim como a Advocacia da Fazenda Pública.

A policia judiciaria esta falida.

Vladimir de Amorim silveira (Advogado Autônomo - Criminal)

Todos sabem que a policia judiciária sempre foi o primo pobre, ou seja, Ministério Público e judiciário rico com salários vantajosos.
Asim é fácil investigar ganhando bem e sendo uma instituição rica.

Genéricamente

Voluntária (Administrador)

As considerações são feitas de forma genérica e bem fundamentadas e o autor está de parabéns. Mas qual a conclusão? Há alguém dizendo que as funções do MP, advogados, não são essenciais? O que pretende exatamente o artigo sustentar?

Comentar

Comentários encerrados em 1/06/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.