Consultor Jurídico

Comentários de leitores

45 comentários

entrevistada não está preparada para ocupar o cargo

analucia (Bacharel - Família)

entrevistada não está preparada para ocupar o cargo...

Saia já. Pois durante todo este tempo, simplesmente nada sabe sobre segurança pública

Uma calamidade que une as opiniões

Luiz Fernando Cabeda (Juiz do Trabalho de 2ª. Instância)

Tal como nas grandes calamidades, a "análise" da Secretária Nacional de Segurança do MJ é uma mistura de lugares-comuns, banalidades, afirmações temerárias, ausência de espírito crítico e falta de conhecimento técnico nessa área (e em qualquer outra), de tal modo que conseguiu a proeza de UNIR a opinião dos leitores, talvez como nenhuma outra entrevista realizada pela revista Conjur. Apesar desse efeito benéfico, no entanto, a Secretária-Calamidade, como todos os grandes desastres, deixa a marca de uma terrível adversidade, profunda, desestruturante, aterradora no seu sentido mais literal, pois joga por terra qualquer política imaginada para buscar soluções ou algum tipo de reparação para o fenômeno (todavia endêmico) do crime/ação penal/penitência. Não há horizonte promissor à vista. Nem mesmo se trata do Direito, mas de uma inanição básica de conhecimento que exclui qualquer possibilidade de higidez numa política futura. A funcionária não sabe NADA do que está falando. Talvez esteja aí a razão primária do porquê o crime grassa: as autoridades públicas dos três Poderes não acreditam no que veem e assim regridem, pelo menos, a antes de Galileu. Se o Min. da Justiça lesse o que diz sua assessora ela já estaria demitida. Mas isso seria admitir que nunca deveria ter sido nomeada.

Ufa! Quanto despreparo!

KFA (Procurador do Estado)

A entrevista dessa senhora poderia ser assim resumida: "não sei de nada, não tenho dados de nada, aliás, nem sei o que estou fazendo aqui". Pronto, pouparia o tempo de todos. É bem a cara da incompetência do governo Dilma e do PT.

Imcompetência e omissão

Mnzs (Policial Militar)

Vejam o resultado de se escolher pelo critério ideológico pessoas para ocuparem cargos importantes.
Regina Miki, ( que já foi denunciada por peculato e formação de quadrilha quando era titular de Defesa Social do governo de José de Filippi Júnior - PT-2001 a 2008 - em Diadema)
Declara: “Não temos estudos aprofundados sobre as causas da violência, e como não há esse estudo, jogamos tudo nessa vala comum da droga”, afirma, em entrevista à ConJur. “Também não existe a relação direta entre consumo de drogas e cometimento de crimes”, garante.
A secretária também analisa que a principal causa da sensação de insegurança na sociedade são os crimes contra o patrimônio. Ela observa que, à medida em que o número de crimes contra vida cai...
51 MIL MORTOS POR ANOS 13º PAÍS MAIS VIOLENTO DO MUNDO, O NÚMERO DE CRIMES CONTRA VIDA CAIU? ONDE ESTA CORRUPTA ESTA TIRANDO ESTES DADOS?
E COMPLETA :
...o de furtos, roubos e latrocínios aumenta. Ela não conhece a explicação, apenas o resultado.( OU SEJA ESTUDO CIÊNTIFICO NENHUM, APENAS O QUE ELA ACHA)
MAS A MELHOR, OU PIOR PARTE VEM AGORA:
“Para o senso comum ( É HILÁRIO ALGUÉM QUE APRESENTA 'DADOS , SEM APRESENTAR UM ESTUDO FALAR EM SENSO COMUM), se eu não estiver envolvida com droga, com roubo, com quadrilha eu não serei alvo potencial de homicídio. Mas de qualquer sorte, se eu tiver um celular, por pequeno que seja, um bem com valor às vezes irrisório, eu serei vítima em potencial de um roubo ou furto.”
E AGORA ELA NOS PRESENTEIA COM A PEROLA :
"...Fato concreto é que a superlotação do nosso sistema prisional é devido a pequenos furtos ou roubos cometidos para a manutenção de um vício."
MEU COMENTÁRIO
Vejam senhores e senhoras que esta anta, alçada ao cargo de SECRETARIA

Com a devida vênia, nem estatística precisa ter!

Neli (Procurador do Município)

Com a devida vênia, nem estatística precisa ter!O sujeito furta, rouba,latrocida para arrumar dinheiro e comprar drogas. Penso que classe média quando comete esses tipo de crime é a mesma coisa. E a sra. querer comparar Países Civilizados com o podre Brasil , francamente. Drogas também, minha senhora, é o motorista bêbado atropelar e matar(há propaganda de cerveja diuturnamente na TV,o governo deixa:medo da mídia?)Cultura do encarceramento? Não ,doutora, hoje(depois da lei Fleury,reforçada anos depois pela Constituição Nacional de 88), o que não existe é a prisão. E não é o encarceramento puro e simples:o bandido tem que ser segregado da sociedade,ou a senhora quer homicidas,latrocidas, criminosos sexuais fiquem soltos? Parece que no Brasil para os criminosos, há a cultura de o crime compensa...até quando?

Omissão

preocupante (Delegado de Polícia Estadual)

Se não existe estudo relacionando o uso de drogas à prática de crimes, isso caracteriza omissão do governo federal em não ver como prioridade essa questão tão óbvia. Agora, negar o óbvio demonstra a completa falta de conhecimento da entrevistada acerca das causas da criminalidade que assola o país.

Aproveitando...

Observador.. (Economista)

Quem quiser saber um pouco mais sobre a Suíça e sua política sobre cidadania e armas (vai que alguém diz que não há estudos ou melhor, fatos).Mesmo sendo de um site "conservador" , o que importa é a mensagem e não o mensageiro, não é mesmo?
Um "Exército" de milhões, capaz de ser mobilizado em poucas horas. Um país pequeno, rico e que há muito não sabe o que é ser "assaltado" ou vilipendiado por estrangeiros ou agentes internos.
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=975

roque (Professor Universitário - Administrativa)

Observador.. (Economista)

Professor.O único critério(ou o que mais pesa), há muito, é o ideológico.
Fomos aparelhados.Tem horas que me espanto ao perceber que alguns imaginam que não existe mais comunismo ou que Gramsci escreveu algo que ninguém leva à sério; e outros não se dão conta do que os próprios olhos observam.
Sempre me lembro do Marx, o Groucho , não o Karl, ao ler as sandices que são escritas no país e que as pessoas acreditam.Algo como "desarmar o povo diminui a violência", "drogas não aumentam a criminalidade", "Quem tem 16 anos não é responsável e não entende, quando mata alguém"...e por aí vai.Sempre me lembro da frase do Groucho:
"Afinal, você vai acreditar em mim ou nos seus próprios olhos?

Visão falsa

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Afirmações sem pé nem cabeça. Ela certamente quis dizer que o usuário de drogas não comete crimes, a não ser o de matar a mãe para roubar o dinheiro dela e comprar crack. O usuário é o mantenedor do traficante e 90% dos ilícitos penais atuais tem sua origem no tráfico e nas suas mazelas.

Uso de drogas

Sargento Brasil (Policial Militar)

Mais uma entrevista desta e essa senhora vai acabar dizendo que as drogas são salutares. Pelo amor de Deus!

Não perco tempo

Antonio Carlos Kersting Roque (Professor Universitário - Administrativa)

Não sou pretensioso, mas, matérias e entrevistas desse tipo só leio o título, é o que basta.
A neófita ao fazer a afirmação mostra seu completo despreparo psra ocupar o cargo que lhe deram por pura questão política, jamais técnica.
Não estou sozinho nesse aspecto.
Outros que me antecederam disseram o mesmo, não inovei.
Mas, para ilustrar a completa ignorância dessa senhora sobre a matéria, trago a questão relacionada ao tráfico e uso das drogas na Colômbia, Calli e Medellin, cidades que tinham índices alarmantes de violência motivada pelas drogas e que foram quase completamente pacificadas.
Se ela tem dúvidas procure o jornalista Gilberto Dimenstein, ou o governo daquele país.
No México a coisa é como todos sabem, não é preciso ilustrar.
Enquanto forem colocados em cargos importantes gente escolhida por critérios outros que não o mérito, o conhecimento técnico e a experiência, teremos de conviver com a violência derivada das dtogas, tráfico e uso, e cretinas iguais a essa.

Drogas

Hermes Machado da Fonseca (Delegado de Polícia Estadual)

Não precisa de estudos para tal afirmativa, pois a realidade midiática cotidiana mostra que a maioria dos crimes estão relacionados a droga em todos os aspectos, uso, tráfico, e etc. A opinião da autora deste artigo, demonstra somente uma vida acadêmica, longe da realidade social do país. Deveria frequentar delegacias, varas criminais para poder entender e modificar seu entendimento. Ha não ser que ela tenha outros interesses em demonstrar o contrário.

Quem é essa pessoa?

João Ricardo 1 (Outros)

Dando uma rápida pesquisada no Google, apurei:

http://www.dgabc.com.br/Noticia/521378/mp-acusa-regina-miki-de-formacao-de-quadrilha-e-peculato
/>https://www.defesa.org/secretaria-nacional-de-seguranca-publica-regina-miki-e-assaltada/

Alienigena

Bel. Antonio Alves (Policial Militar)

Pelo discurso proferido por essa secretaria já dá para analisar o nível do alto escalão de nosso governo. Essa ilustre senhora fica por detrás de uma mesa, em sua sala confortável, com ar condicionado para os dias quentes e quer mostrar para a sociedade uma realidade que está longe de acontecer no Brasil. Como foi bem colocado por outros internautas, se essa senhora pesquisar nas delegacias, tribunais, etc., irá constatar que a grande maioria agentes de crime são usuários de entorpecentes e cometem crimes puramente para angariar dinheiro e manterem seus vícios. Por favor, senhora secretaria, acorde para a vida, caia na real, pois ao que parece a senhora é simplesmente uma alienígena nesse pais onde o crime realmente compensa e que a proteção aos criminosos é prioridade, enquanto crianças se prostituem para poder sobreviver.

É só interrogação - bem ao estilo-

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Não se sabe ao certo se foi uma entrevista (entrevistador perguntando e entrevistado respondendo) ou se foi o contrário (entrevistado questionando "o que poderia ser feito para que se pudesse responder às tais perguntas") Um "caos" absoluto de comunicação, bem ao estilo petista. Não sabem de nada; não têm estatísticas sobre nada; estudos não existem e quase tudo o que está ocorrendo "se sabe pela metade" -na melhor das hipóteses- Isso sem contar as incoerências. "....a droga não leva ao crime , pelo menos n/se tem estudos sobre isso no Brasil, (!!!) mas as cadeias estão repletas de drogados que praticaram pequenos furtos e roubos p/sustentar o vício" (???) - Então, a droga leva ao crime ou não ? A política ideal seria a da "...reparação pelo crime praticado.. (!!!). E quando é a vida o objeto do crime, haverá valor p/ essa indenização? Certamente tbém não há estudos sobre isso no Brasil. Afinal com apenas 56mil homicídios/ano, ainda não se tem motivos sérios para desenvolvimento de qquer. estudo. Pode parar. As entrevistas com petistas (ou a seu julgo) s/ tão iguais que se poderia "xerocopiar" uma e usá-la sempre -para não se perder muito tempo- "... enquanto governo..."
Só fica uma questão em aberto: "O que faz essa senhora, nessa secretaria, com um salário previsível, "enquanto ocupante desse cargo" ? Há, ela não sabe ? OK! entrevista encerrada, pode voltar p/ o gabinete e as mordomias. Nós vamos procurar saber e resolver "enquanto povo". Ufa! é cada uma que parecem duas.

Alguma Relação, Há!

Carlos Bevilacqua (Advogado Autônomo)

Não se pode relacionar exclusivamente a dependência química dos viciados em drogas à criminalidade em geral, mas é considerável, grave e óbvio, que parte da origem do financiamento ao tráfico e ao respectivo armamento se deve à compra de drogas pelos usuários. Liberar drogas, não! Mas regulamentar o fabrico pela indústria farmacêutica nacional e controlar o consumo pelos dependentes é uma das alternativas estudadas para redução das vítimas do conflito armado entre traficantes e policiais e economia nos altos gastos com a repressão. Educar, prevenir, prestar assistência e tratar dos dependentes é preciso. Mas não é o bastante. Temos exemplos históricos, mundialmente conhecidos, dos efeitos negativos da repressão ao consumo clandestino de bebidas alcoólicas e à prática de jogos. O dependente ou viciado sempre vai procurar o que lhe é proibido em fornecedores que vivem à margem da lei.

Mundo Imaginário

Fabiano_ca (Advogado Autônomo - Tributária)

Gostaria de trocar o Brasil, por este mundo imaginário que essa senhora vive!

Incoerência!

Palpiteiro da web (Investigador)

A secretária do SENASP, Regina Miki, primeiramente diz:

“Não existe estudo que relacione uso
de drogas com a prática de crimes."

Em seguida ela arremata:

(...)o que se tem certeza é que o sistema prisional hoje está superlotado por gente que cometeu “pequenos furtos ou roubos para a manutenção de um vício”

Daí percebe-se que pedir coerência de quem não tem é pedir demais!!

Faça um Dra...

Gustavo Mantovan Silva (Funcionário público)

...e concluirá pelo óbvio ululante: existe relação íntima e causal entre drogas e violência, retroalimentando-se. Mais violência por mais drogas. Quanto mais drogas maior a violência. E o ciclo se fecha.

Não é outro o discurso dos apologistas ao consumo, senão o de que a legalização levará à diminuição da violência. Sim, pode até ser, mas levará a sociedade a um estado de alienação mental. Se no gozo da sanidade ainda vemos afirmações como essas da manchete, imagine em estado de torpor generalizado????

Novidade?

GMR-GG (Outros - Criminal)

A verdade é que a política anti-drogas estadunidense da década de 80 e 90 já se mostra falida e ineficiente há anos. Precisamos muito discutir o que queremos com relação às drogas , uma vez que existe uma hipocrisia muito grande quanto as espécies de substancias e usuários (a discussão de que o álcool pode e o resto não dentre outras).
A outra verdade é que a polícia não investiga nada (basta ver que de cada 10 inquéritos 1 são concluídos) mas para concluir que existe relação direta do crime com as drogas tem total segurança. Ora, como que pode dizer da motivação dos crimes se não existe solução (no sentido de resolução) para eles? Isso aqui é Brasil mesmo, e ninguém pode apedrejar a Secretaria como se ela devesse ser uma parte da estrutura da administração pública totalmente eficiente e sem erros (na questão de ausência de estudos), até mesmo porque não há interesse da sociedade em discutir sobre o assunto. Por que haveria interesse do Estado em apontar, por meio das pesquisas, que as drogas não tem qualquer vinculação com crimes, assumindo a falência do sistema político imperialista americano?

Comentar

Comentários encerrados em 25/05/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.