Consultor Jurídico

Artigos

Círculo virtuoso

Aprovação de Fachin estimulará a formação de formadores e republicanos

Comentários de leitores

4 comentários

Juiz tem de julgar

DJU (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Não conheço bem o trabalho do Dr. Fachin para opinar sobre o acerto de sua indicação. Há algo que me preocupa: juiz é admitido no serviço público e pago para julgar. Ele não tem de dar aulas, participar de congressos, escrever livros, dar entrevistas, etc.; tem de julgar e jamais deixar essa tarefa para seus assessores. Terá o Dr. Fachin consciência de que doravante terá como principal preocupação seus julgamentos, e não mais suas outras atividades.

Discordo!

Neli (Procurador do Município)

Ele pode ter todas as qualificações do mundo, mas, a partir do momento em que vestiu a camisa da coloração partidária, perde as qualificações. Teve um ministro recente,Carlos Britto, que foi candidato pelo PT em alguma eleição, só que era um administrativista super conhecido e que nunca colocou sua posição partidária, acima do lado intelectual.Se isso for verdade:exercer a função de procurador do estado do Paraná com a advocacia,sendo proibido pela norma estadual, um fundado motivo para o Senado não aprovar essa indicação.Por maior qualificação jurídica que o tenha.

Concordo com o MAP

Professor Edson (Professor)

Sem desmerecer as virtudes do indicado, essa indicação é politica ja pensando em beneficiar futuros réus da lava jato, nada mais, e olha que foram inumeros jantares pra chegar a um nome.

Associação equivocada

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O Articulista pode até estar com razão quando ele exalta as virtudes de Fachin. Porém, associar os méritos do referido Jurista a sua indicação ao STF é uma das maiores bobagens já dita nos últimos anos. Fachin foi indicado exclusivamente por suas ligações com a quadrilha autointitulada de "Partido dos Trabalhadores", e nada mais do que isso.

Comentar

Comentários encerrados em 16/05/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.