Consultor Jurídico

Colunas

Liberdade de Expressão

Não há justificativa legal para que se criem barreiras ao humor

Comentários de leitores

5 comentários

Magnífico texto!

Samuel Cremasco Pavan de Oliveira (Advogado Autônomo)

Parabéns, Dr. Alexandre, por este magnífico texto. Elegante, inteligente, bem articulado e bem fundamentado, uma valiosa defesa do segundo bem mais importante da humanidade, que é a liberdade.

Os dilemas do riso

Zé Franciscano (Outros)

Seu texto é ótimo porque consegue mergulhar sutilmente num assunto que ainda é visto como tabu em muitas sociedades.

De fato, é extremamente difícil traçar uma barreira segura para filtrar o humor, sem que esse filtro prejudique a evolução da sociedade.

Mas, se o humor é realmente uma “visão crítica do mundo” e o riso, efeito colateral para descoberta inesperada da “verdade” que ele revela, como afirmou o então ministro Carlos Ayres Brito no julgamento da ADI 4.451, então parece fácil identificar, por exemplo, quando o humor vem disfarçado de preconceito, cujo efeito colateral é considerado crime, já que a “piada” às vezes revela o quanto o individuo odeia determinado grupo, religião etc. , e todos (humorista e plateia) se protegem na liberdade de expressão.

Enfim, a história da humanidade realmente mostra que o humor sempre esteve presente na sociedade. Mas ela revela também que o preconceito camuflado no humor pode levar séculos para ser extirpado de uma sociedade. Nem preciso nomear aqui as piadinhas infames que fazem sucesso até hoje em nossa sociedade.

Rir é sempre bom, e o humor é fundamental nesse papel, o problema é que nem todos conseguem rir com as mazelas da sociedade... Acho que o homem-médio não evoluiu o suficiente para solucionar esse dilema social. Mas, ao final desse processo evolutivo, não sei quem irá rir por último, se é que haverá risos... rs

Melhor perder o amigo do que perder a piada.

edsonbonane (Outros)

Tenho uma colega de trabalho que costuma dizer que eu prefiro perder o amigo a perder a piada. Faço piada com minhas próprias desgraças e olha que não são poucas as dificuldades. É claro que existe limite entre o que é humor e o que é piada de mal gosto, mas o limite é diferente para cada um. Não gosto do Danilo Gentil e apesar de ter considerado seu comentário sobre o trem, como de mal gosto, ele foi sarcástico e irônico, item essencial ao humor. Adoro o grupo Porta de Fundos e assisti alguns destes videos, simplesmente não curti e fui assistir outra coisa. Ofender-me com o quê? O bom humor faz criticas e em aspectos que muitas vezes não observamos, quem é inseguro é que se ofende com criticas.
Seu artigo foi excepcional, abordou todos os aspectos e mesmo chegando a uma conclusão, permite ao leitor chegar a sua própria conclusão, parabéns.

Parabéns

Bruno Andrade - Blu (Outros)

Ótima reflexão, longe, bem longe, do frenesi esquerdista que toma conta de todas as discussões politicas.

Muito bom.

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Perfeita abordagem. Eu, pelo menos, gostei bastante.

"Liberdade é o direito de dizer às pessoas o que elas não querem ouvir" - George Ornell-

Hoje, realmente, fica difícil fazer humor sem correr o risco de ferir susceptibilidades excessivamente exacerbadas.

Parabéns.

Comentar

Comentários encerrados em 5/03/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.