Consultor Jurídico

Falta de motivos

Prisão de ex-diretor da Petrobras foi irregular, decide 2ª Turma do STF

Retornar ao texto

Comentários de leitores

36 comentários

Dr Fernando - obrigada

isabel (Advogado Assalariado)

Agradeço suas palavras porque embora combativa, sou avessa a confrontos, especialmente quando resvalam para a pessoalidade. Aceito e retribuo as desculpas, com a mesma fundamentação. Acabei recebendo, de outro comentarista, o epíteto de "alice no país do direito" e até vesti a engraçada carapuça , porque, de fato, o Direito é meu mundo mas reconheço que o caminho do meio é, sempre , o mais prudente. Se me permite um pouco (mais ) de sinceridade , confesso que me alegrou sua afirmação que considerará a hipótese de um novo olhar. Tomara que ele lhe revele alguns aspectos favoráveis que hoje possam lhe passar despercebidos.

Dra. Isabel

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Agradeço o convite, mas tragédias do cotidiano e barbárie banalizadas eu já vejo por aqui (SP )e até demais. Declino, portanto, até porque sei exatamente o que estou falando (algo sobre o qual, aliás, a Sra. mesmo admitiu: melhoras, por lá, demoram um pouco mais á chegar...). Pois é talvez mais uns 50 anos, a julgar por certas realidades presentes desde sempre, como trabalho escravo; falta de oportunidades; falta de escolas; hospitais; água; luz; asfalto; saneamento básico, dentre outras pequenas coisas, por exemplo. Era assim há meio século e continua até os dias de hoje. Mas o outro convite seu, implícito, eu aceito: embarcar no seu otimismo incondicional -apesar dos pesares- Vou passar a acreditar no Brasil,nos nossos políticos, na nossa história de luta e superação, da "ordem e doprogresso" (pelo menos a nossa bandeira será minha fiadora, caso eu tenha que pagar por essa quimera). Reitero o meu profundo respeito pela colega e me penitencio por eventual acidez nos meus comentários, porém absolutamente sem qquer outro propósito senão o de debater idéias. Respeito igualmente o seu modo de pensar, apenas não acredito no que ele enaltece. Sds.

Devolvo a sugestão

isabel (Advogado Assalariado)

Dr Fernando, deveríamos estar aqui falando de Direito e, aliás é disso que quero falar. Em minha última postagem citei melhorias institucionais ocorridas por força do Estado de Direito que o Brasil vive. É evidente que no Nordeste e Norte tais avanços demoram mais a chegar, mas apenas para aproveitar sua sugestão , devolvo-a ... creio que você deveria ir para o Nordeste. Cheguei de lá há 15 dias ( e estive um curto período no Norte no ano passado ) e não há a menor comparação do que era , por exemplo, no ano 2000, quando viajei pelo interior. Leio jornais portugueses e espanhóis e tenho assinatura do Le Monde, me esclareça : será que eles mesmo a soldo do governo brasileiro ? ah ! isso é grave !

Enquanto o Brasil está no "TOP-10" do mundo...

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

o povo "top-top". Aliás n/se trata de n/respeitar a opinião dos outros, ainda que essas opiniões venham de xiitas islâmicos muçulmanos ou de ideologismos de algibeira, como o seu. Absolutamente n/é isso e tbém nada tenho contra o otimismo (pelo contrário),apenas acho que a nobre colega não vive no Brasil e dele tem notícias vagas e "auspiciosas" pela mídia encomendada do governo petista. Sinceramente gostaria de compartilhar desse seu imotivado entusiasmo, que contagia pelo lúdico,mas que infelizmente nada tem a ver c/a real situação atual (atual de uma década para cá). Melhor do que se fiar em revistas que falam do Brasil e dos "emergentes" é ouvir os estrangeiros ou os brasileiros que vivem em outros países, em especial analistas políticos alienígenas.Poderíamos debater aqui neste sítio um milhão de posições a favor ou contra a situação caótica (pelo menos na m/visão) do nosso combalido país. Sugiro que conheça um pouco mais a realidade do n/povo visitando o Nordeste e o Norte que só para seu conhecimento ainda permanece igualzinho ao seu Brasil de antanho, onde pessoas (empregadas domésticas)trabalham por casa e pelo prato de comida; saneamento básico é artigo de luxo e p/poucos e o desemprego grassa de forma impensável.

Enquanto o Brasil está no "TOP-10" do mundo...

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

o povo "top-top". Aliás n/se trata de respeitar a opinião dos outros, ainda que essas opiniões venham de xiitas islâmicos muçulmanos, Não, não é isso.

Dra. Isabel

Observador.. (Economista)

Somos de gerações diferentes; uns 20 anos nos separam pelo que notei em seu comentário. Cabe a mim respeitá-la, apesar de considerar equivocadas suas observações.
A dívida externa brasileira existe e o Brasil é o terceiro mais endividado, logo atrás da Espanha. Recebeu, ano passado, alerta do FMI para a realização de ajustes e busca de uma maior independência do capital estrangeiro.
Sua opinião é claramente ideológica, nada tendo a ver com Direito. Mas se a senhora prefere fazer o contrário do que ensinava Platão, fique à vontade.
Ah! Com o dólar já nos três reais, com a volta da inflação e os problemas de SP que afetarão a economia do país, mais o aumento de juros nos EUA (com redução dos investimentos aqui ) farão com que (já começou) ocorra um "espetáculo do desemprego", afetando o dia a dia de todas as famílias.
A ausência de emprego é algo cruel e desalentador na vida de qualquer ser humano. E a senhora fala das empregadas domésticas...
"Melhor um principio que não é aceito por ninguém, do que uma ideologia na vida em que você engana a si próprio"

Continuando

isabel (Advogado Assalariado)

dr Fernando - sua opinião sb uma possível queda da reputação do Brasil no exterior não possui esteio nas noticias internacionais que vem de apresentar o Brasil como um dos destinos mais procurados para investidores. O estudo que mencionei em meu primeiro comentário é forte mostra do destino do Brasil e não para 50 anos como vc disse, mas para no máximo 35 , já q estamos em 2015, e enquanto isso já estamos colhendo melhorias . Q o digam as domésticas que já não trabalham 24 hs por dia , 7 dias por semana ! pesquisas mostram que elas tem se profissionalizado em outras atividades e obtido ascenção social. Hoje o brasileiro é invejado pelo habitante do velho mundo que amarga extraordinário desemprego e dívida externa ( tínhamos isso , lembra ?) e estão em um beco sem saída .
Concluindo , como disse Eric Hobsbawn, vivemos a Era dos direitos ! entre eles, os direitos humanos que não era muito conhecido quando nascemos doutor !

Infelizmente, o tom que vaza em alguns dos comentários revela muito mais do estado de espírito do subscritor e de sua insensibilidade diante de um direito tão humano como o penal , alias, concebido para proteção do réu da sanha da sociedade ( daí teria sido importante a formação em direito, e para os que a tem um bom professor de direito penal ) e que tem por objetivo a ressocialização do infrator e sua reinserção na sociedade.
A triste verdade é que as pessoas não querem justiça e sim, vingança, se não fosse algumas cabeças iluminadas, como os estudiosos , magistrados etc, estaríamos ainda à mingua de um processo legal humano, e certamente as condenações seriam ao sabor da ira popular como foi o de Cristo.. um simples levantar de mãos, condenava até mesmo o Redentor, o que tanto pregou tolerância e perdão.

Decisão Jurídica se discute à luz do Direito

isabel (Advogado Assalariado)

E este, naturalmente, contempla teses, às vezes adversas, o q é muito diferente de simplesmente ignorar o direito e defender q para se fazer justiça, se o faça com o sacrifício da lei, o que demonstra um total desapreço ao Direto e se converte em barbárie e selvageria. Lembremo-nos do julgamento de Cristo, de Tiradentes, das bruxas de Salem e de tantos outros ! Posição este inconcebível aos profissionais do ramo, o q embora se veja muito, como neste espaço se vê.
Dr Fernando Gonçalves, como nasci em 57 e vivia em SP tb fui ao Correio no Anhangabaú entregar uma jóia para a dita campanha. Nunca me arrependi de nada q fiz pelo meu país. Não pergunto o q outrem possa ter feito, é entre mim e minha consciência. Às razões q vc apresenta para sua descrença, oponho as que sustentam minha crença, a começar da saúde pública q naquele tempo era pelo INPS e somente para segurados, e como poucos eram registrados poucos tinham acesso, doenças infantis grassavam e muitos dos nossos contemporâneos até hj arrastam pernas ou tem braços curtos, pela paralisia infantil. A mortalidade materno infantil era apavorante e por aí vai...Para o pobre, escola era pra aprender ler e escrever e logo sair rumo ao trabalho infantil q hj está quase erradicado. Meninas pobres logo iam trabalhar a troco de casa e comida e às ricas se permitia o magistério ou secretariado à espera de um marido que as sustentasse, o q veio a ser amenizado pelo estatuto da mulher casada em 62. Casa própria, FGTS, direitos trabalhistas. Com a democratização e CF de 88 novas e melhores leis vieram a proteger os brasileiros. Nos últimos anos, aumento real de salário mínimo, acesso à educação em ampla escala, direitos das minorias respeitados. É pouco ?

Lava jato persegue os inocentes

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Eu tinha certeza que a Operação Lava Jato foi orquestrada pela presidenta dirma para perseguir inocentes que jamais sacaram, sequer, seus parcos salários. dirma usou o Janot como boi de piranha e fatalmente ele irá pegar prisão perpétua por perseguir um Duque que nada tem a haver com toda essa roubalheira, roubalheira essa cuja culpa, exclusiva, é do Papa, que, com todo o dinheiro roubado pretende realizar uma nova Inquisição.

O crime compensa?

Coelho (Advogado Autônomo)

Pelo andar da carruagem os criminosos sairão do petrolão com os bolsos cheios e rindo do povo brasileiro, o qual todo dia é esmagado por um imposto que vai cobrir os desfalques milionários nesse Brasil afora. Até quando BRASIL?

isabel (Advogado Assalariado)

Adriano Las (Professor)

Devemos respeitar as opiniões divergentes se e enquanto elas de fato traduzem autêntica opinião.

Mas isso não é, à toda evidência, o que se depreende do seu comentário, na medida em que aberra atrevido e descaradamente da realidade que desaba diuturnamente, senão na sua cabeça, mas nas de todos nós, todo santo dia.

O seu discurso cheira a política, não POLÍTICA, arte ou ciência de bem governar.

Ao ler seu comentário, logo lembrei-me de certo personagem humorístico interpretado por Agildo Ribeiro, o Dr. Babaluf, aquele que dizia: - "eu não sou eu", e ficava tudo por isso mesmo.

Desculpe-me mas, à toda evidência, é desse tipo de personagem e desse tipo de "estado democrático de direito" (eh paraíso deturpado comum!) que vossa mercê fala, e fala bem.

Dá medo de ver tanta crueldade, tanta insensibilidade!

Como ousas?!

Devemos respeitar as opiniões divergentes se e enquanto ...

Adriano Las (Professor)

... elas de fato traduzem autêntica opinião. Mas isso não é, à toda evidência, o que se depreende do seu comentário, na medida em que aberra atrevido e descaradamente da realidade que desaba diuturnamente, senão na sua cabeça, mas nas de todos nós, t o d o s a n t o d i a.

O seu discurso cheira a política, não POLÍTICA, arte ou ciência de bem governar.

Ao ler seu comentário, logo lembrei-me de certo personagem humorístico interpretado por Agildo Ribeiro, o Dr. Babaluf, aquele que dizia: - "eu não sou eu", e ficava tudo por isso mesmo.

Desculpe-me mas, à toda evidência, é desse tipo de personagem e desse tipo de "estado democrático de direito" (eh paraíso deturpado comum!) que vossa mercê fala, e fala bem.

Dá medo de ver tanta crueldade, tanta insensibilidade!

Como ousas?!

Felizmente já havia sido dito

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Quando opinei ainda não havia lido o comentário do nobre "OBSERVADOR-ECONOMISTA" (ou redigimos ao mesmo tempo) o que me pouparia de expressar praticamente o mesmo que ele descreveu com absoluta "precisão cirúrgica" e certamente a "vivência de tempos idos" (que infelizmente ou felizmente -já que terão mais tempo por aqui- ) alguns que não haviam nascido em época um pouco mais remota puderam aprender. Parabéns . Eu assino embaixo das suas sábias palavras que a toda evidência demonstram o que está sendo visto por olhos de quem quer ver. Muitos parecem estar cegos.
Sds.

Poxa, cresci acreditando nisso

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Curioso é ver certos(as) colegas, à evidência após ter deixado as fraldas em tempos bem recentes,"data maxima venia", profetizarem os destinos dourados deste país tido como "emergente".Lembro-me de que há 50 anos atrás já se alardeavam as mesmas "boas novas" reservadas ao Brasil, pelo resto do mundo, em não mais do que 10 anos. Para total implemento disso, e como forma participativa e patriótica dos brasileiros, se cobrou mais sacrifícios, objetivando o avistamento dessa ilha da fantasia de prosperidade mais rapidamente.Criminosamente se instituiu a campanha de "DOAR OURO PARA O BEM DO BRASIL", onde muitos, inclusive o idiota que ora opina, então infante e ingênuo, retirou o seu anelzinho depositando-o numa urna na então sede dos correios no centro de S.Paulo. Cinco décadas se passaram. As poucas então conhecidas favelas (hoje galgadas ao bonito termo "comunidades") se entulharam país afora; a saúde pública, que se prometia efetivar em tempo recorde, acabou preterida como sempre e cada vez mais precária. A criminalidade, habitualmente desenvolvida por batedores de carteira e praticantes de pequenos furtos, alcança hodiernamente o patamar da barbárie urbana (56 mil homicídios/ano). A política, antes representada por alguns "nichos"corruptos, hoje se transformou em "pandemia".A economia, que já foi bem pior, parece estar dando marchá-a-ré, perigosamente para o mesmo pantanal já ocupado.A credibilidade do Brasil, extra-muros, está em queda meteórica e a única luz anunciada pela colega otimista (ou sonhadora ?) deverá nos iluminar daqui há mais 50 anos? O ciclo se repetirá? Novos sacrifícios em prol da "bonança" só visualizada no imaginário de poucos? Ou seremos ungidos por uma força misteriosa e piedosa que nos redimirá de toda a espera inútil (?) Sds

Observador.. (Economista)

Marcos Vinicius Brito (Estudante de Direito - Tributária)

Este comentário foi perfeito e traduz bem o triste momento pelo qual o Brasil passa com destaque para "...o abismo com que o Brasil anda flertando poderá se enamorar."

Não entendo

Observador.. (Economista)

Que mania estranha de dizer que "os não afeitos ao Direito não compreendem", quando se trata de decisões que interessam a determinados grupos e desagradam a sociedade.
E o interessante é que se escreve como se Direito fosse uma ciência exata. Sendo que, dentro da área, as discordâncias, divergências etc são sempre mais comuns do que a unanimidade.
Além do que, o STF é um tribunal político.Todos sabemos.
Mas, enfim, temos commodities que interessam ao mundo e talvez explique a tal notícia dos "top 10" (já somos) mundiais.
Top 10 com 60.000 homicídios/ano, corrupção na casa dos bilhões, sem água, luz (mostrando falta de competência e planejamento) , com inflação elevada (demonstrando pouco caso com um plano econômico que possibilitou aos mais humildes fazer planejamento para seus gastos) , com um senso de impunidade que já domina a sociedade há muito (desrespeito às regras, à boa convivência e à vida alheia)....etc.É motivo de orgulho?Alguém sente mesmo orgulho vendo no que nossa nação se transformou?Eu tenho orgulho da minha pátria.Nada tem a ver com sentir orgulho do momento histórico atual.
Mas, se tem gente que vive no Brasil antimatéria (para brincar um pouco com a Física)....então entendo os "loas" que tece ao nosso momento histórico.Achando tudo bom, que está tudo normal, que o povo não está irritado e que nada irá acontecer se não houver alterações no rumo e ritmo do "andar da carruagem".
Ao Delegado Federal Juarez Pavão:
O belo poema é para lembrar que não podemos esmorecer.Continuemos a luta por um Brasil mais digno para nossos filhos e netos. Muitos já acordaram e percebem que, se nada for feito, o abismo com que o Brasil anda flertando poderá se enamorar.

Puxadinho

Manoel O. da Silva (Vendedor)

O puxadinho do executivo, STF, tem vários casos em que após mandar soltar um criminoso da alta sociedade (rico e poderoso) o mesmo vazou do país, exemplo clássico foi o do ex médico Roger Abdelmassih.

Oh ! as hipérboles !

isabel (Advogado Assalariado)

os comentários desta matéria estão especialmente hiperbólicos ... mas enquanto os arautos do apocalipse se esguelam indiferentes à importância do Estado de direito garantida pelas decisões do STF, o Brasil continua célere rumo ao futuro, mais obediente à lei e à Constituiçao Federal e, portanto, mais civilizado. Embora não se trate de matéria jurídica ( mas como aqui não se comenta direito e sim os inconformismos do senso comum ) lembro que na data de ontem foi divulgado estudo da PwC ( uma das maiores consultorias econômicas do mundo) , que afirma que o centro de gravidade do mundo se desloca para os países emergentes...e que em 2050 o Brasil estará entre os Top 10 do mundo ! Eu li no Le Monde, mas acredito q esteja disponível em outras mídias... é pesquisar e encontrar ... não ! o Brasil não acaba com as decisões do Supremo , ainda que os não afeitos ao Direito não as compreenda.

Suprema Vergonha LIXO DE JUSTIÇA

MACUNAÍMA 001 (Outros)

A Suprema Proteção dos grande ladrões atingiu proporções dantescas, e a justiça FOI PARA O ESGOTO. Acorrupção tomou conta do país. Que sejam fechados o Congresso Nacional, as Assembléias Legislativas, as Câmaras Municipais, e o tal Supremo Tribunal, bancado e nomeado por políticos ladrões. E que se instaure um governo napoleônico, onde a corrupção seja punida com a pena de morte, onde as crianças tenham escola de qualidade por no mínimo 10 horas por dia, onde os professores, engenheiros, e médicos ganhem como os juízes, que se acabe com a infinidade de faculdades de malandragem jurídica, que qualquer pessoa tenha acesso à justiça sem advogados, e que se crie um país de verdade. !!!!

Garantismo e Segurança

Johnny LAMS (Funcionário público)

Tudo bem em querer ser garantista.
O que eu não entendo é como não se permite que o cidadão comum tenha dispositivos de segurança efetivos para defender a si e sua família, se nossa sociedade é tão perigosa e violenta. Porquê, meu Deus do céu?
E o mais engraçado é a fina crítica que o conjur fez juntando a notícia sobre crítica de dois ministros do STF ao processo penal cautelar de "prender todo mundo" justamente quando se debate a prisão de gran-fino da "Lava-Jato". Que linda ironia.

Comentar

Comentários encerrados em 18/02/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.