Consultor Jurídico

Direito na Europa

Por Aline Pinheiro

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Trabalho no cárcere

Presos na Inglaterra começam a produzir material para o Exército

Não é novidade que a Inglaterra não foge de uma guerra. O problema é que o custo das operações militares tem pesado no bolso do contribuinte. Para tentar reduzir o impacto, o Ministério da Defesa e o da Justiça fecharam uma parceria que vai colocar os presos para colaborar com o Exército. Eles vão começar a produzir equipamento usado pelos soldados, como sacos de areia, mourão e macaco hidráulico.

O acordo começou a valer nesse domingo (1/2) e vai se estender por 10 anos. Antes da assinatura, foi feito um teste de seis meses em alguns presídios. Segundo o governo, o resultado foi um sucesso: economia de 500 mil libras para os cofres públicos (R$ 2 milhões).

Do ponto de vista dos presos, a expectativa é de que o trabalho ajude a reintegração deles à sociedade e reduza a reincidência no crime, um dos principais problemas da criminalidade na Inglaterra.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 2 de fevereiro de 2015, 11h00

Comentários de leitores

2 comentários

Trabalho obrigatório 2

Flávio Soares - Advogado OAB-PI n. 12.642. (Advogado Autônomo)

Concordo plenamente com o amigo Fernando José Gonçalves. Tem muito serviço para fazer e ficam os presos ociosos, absurdo. Vejo essa opção como um grande potencial de ressocialização, e que, se encontra dentro das condições econômicas do nosso país.

Trabalho obrigatório....

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Para todos aqueles aptos fisicamente à isso. Única solução nos presídios com vistas a reduzir a reincidência criminal.

Comentários encerrados em 10/02/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.