Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Advogados prejudicados

AASP pede que TJ-SP restabeleça protocolo eletrônico de petições para o recesso

A Associação dos Advogados de São Paulo pediu ao Tribunal de Justiça de São Paulo urgente intervenção para que seja restabelecido o serviço de protocolo eletrônico de petições em primeira e segunda instâncias e juizados especiais.

O presidente da entidade, Leonardo Sica, e os diretores Renato José Cury (segundo secretário) e Marcelo Vieira von Adamek (primeiro tesoureiro) foram à sede da corte entregar o ofício a assessores do presidente José Renato Nalini.

A AASP soube na segunda (21/12) que, no recesso forense (20 de dezembro a 6 de janeiro de 2016), o sistema de processo eletrônico ficará indisponível, impossibilitando os advogados de protocolar petições.

No entendimento da entidade, o simples desligamento do serviço de peticionamento eletrônico é medida extrema que não se justifica, pois cria obstáculo judicial ao mero ato de protocolo de petições. E, de acordo com os advogados, isso sujeita as partes a prejuízos, uma vez que o sistema de plantão organizado pelo TJ-SP não aceita todos os tipos de petição que o sistema virtual aceita.

Por tais razões, os diretores da AASP pediram o restabelecimento do serviço de protocolo eletrônico de petições em primeira e segunda instâncias e juizados especiais. Além disso, a entidade requereu que o TJ-SP divulgue na página de protocolo a advertência de que ações e petições urgentes deverão ser levadas à análise do plantão judiciário, sob pena de não serem processadas no período. 

Revista Consultor Jurídico, 24 de dezembro de 2015, 8h44

Comentários de leitores

4 comentários

ao Eli - Estudante de Direito (Funcionário público)

Eduardo.Oliveira (Advogado Autônomo)

Que tal "fazer nada" com dinheiro que não seja do contribuinte?
"Cheio de razão" sem ter razão alguma.
Quer ganhar sem fazer nada? Mega-sena, viu? Só R$ 3,50.
Maníaco por trabalho... Só o que faltava... Reclamar de quem quer trabalhar.

Contradição !

Eli - Estudante de Direito (Funcionário público)

Foram os advogados que pediram o recesso, para que pudessem tirar férias. Agora, alguns maníacos por trabalho ficam enchendo o saco. Pois é, querem enviar milhares de petições e depois reclamam quando o processo não anda.

processo eletrônico de férias?

analucia (Bacharel - Família)

só no Brasil mesmo....

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/01/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.