Consultor Jurídico

Independência profissional

Advogado pode se associar a mais de um escritório, diz novo provimento da OAB

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Fiscalização e Aplicação

Julio Campos. (Advogado Autônomo - Internacional)

Como será feita a fiscalização? no papel pode até ser que os escritórios respeitem o provimento, mas e na prática? Continuaremos com associados aguentando cara feia de "patrão" porque estão saindo às 18h00 do trabalho? Associados sem a mínima liberdade de trabalho, atuando como verdadeiros office boys de escritório carregando autos e fotos dos autos pra lá e pra cá? Haverá penalização para escritórios que SEQUER fazem contrato de associação, MUITO EM MODA HOJE EM DIA, numa situação onde o advogado não é associado, não é empregado, não e sócio, não é NADA, mas tem que estar no escritório das 8h as 18h com 1h de almoço e um salário fixo baixíssimo?? Vamos OAB, isso não é pra ser tratado por provimento, isso deve ser LEI!!!!!!!!!!!!!!! Vamos agir, a ADVOCACIA ESTÁ PADECENDO POR CULPA DELA MESMA!

Ausentes

André Cruz de Aguiar - Vironda e Giacon Advogados (Advogado Associado a Escritório - Civil)

Deveriam ter chamado o MPT e a JT para a reunião.

parabéns ao MPT

analucia (Bacharel - Família)

pois forçaram a OAB a se manifestar sobre o tema....

Maquiagem barata

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Inútil. O MPT e os juízes trabalhistas farão o que querem do mesmo jeito, como sempre foi. O Brasil possui mais leis do que todos os países do mundo junto. Ninguém as cumpre. O Judiciário e o Ministério Público são um mundo à parte no contexto da Nação, com vida própria. Fazem o que querem pouco se importando com a lei. Essas mudanças cosméticas feitas pelos proprietários da Ordem não altera nem modifica as dificuldades da classe, sendo apenas maquiagem barata, que sai fácil com a menor brisa. Enquanto as maquiagens continuam sendo feita, a classe vai se afundando cada vez mais, mesmo já estando no fundo do poço.

Comentar

Comentários encerrados em 25/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.