Consultor Jurídico

Com tornozeleira

STF concede prisão domiciliar a empresário Adir Assad, condenado na "lava jato"

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Doleiro ou "empresário"?

RCWiseman (Oficial da Marinha)

Quem conhece o mercado está careca de saber que esse Assad, mais o Youssef, Nelma Kodama, Toninho Barcelona,
Angulo, Nelson Ribeiro, Freiburghaus, Chater, Trabulsi, Messr, Srur et caterva foram, são e sempre serão doleiros e não "empresários". Aparecem há séculos, juntamente com algumas famosas Corretoras de Valores do mercado, em todos os escândalos brasileiros. E, no fim, acabam sempre livres, leves e soltos. E a "fiscalização" do BACEN nunca sabe de nada. Nada como ter costas quentes. Doleiros, bicheiros, bingueiros, traficantes: todos EMPRESÁRIOS. E viva a "livre empresa"!

Prisão domiciliar a condenado

DeBuglia (Professor Universitário - Civil)

Como assim? Apesar de condenado, não precisa continuar preso? Ou fato de ser grande empresário implica em pré-requisito para continuar gozando das benesses e privilégios familiares auferidos pelos justos e honestos?!

Garantia da Ordem pública

Professor Edson (Professor)

Esse argumento deveria parar de ser usado, se tem um país onde isso não funciona e não existe é aqui , esse argumento do ministro relator pra soltar esse acusado deveria servir pra soltar todos os presos da lava jato, as vezes até parece que estão jogando cara ou corou pra ver quem eles soltam ou quem fica preso, poderiam soltar todos com esse mesmo argumento derrubando a fundamentação da primeira instância, no resto chego a entender a quantidade de humoristas desse país, não poderia ser diferente, aqui tudo parece uma piada, prende antes de julgar e depois de julgado solta, tomará que essa noticia não corra o mundo, é muita vergonha pra esse país, não merecemos mais isso.

Sem ser leviano

Professor Edson (Professor)

Mas será que teve algum acordo por debaixo dos panos?, bem, apenas uma duvida, jamais uma afirmação, mas no Brasil nunca se sabe, o interessante é que ficou preso antes de ser julgado, agora que foi julgado e condenado pode ser solto, é cada uma.

Comentar

Comentários encerrados em 23/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.