Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Troca de comando

Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul empossa nova administração

A nova administração do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) tomou posse nesta sexta-feira (11/12), em solenidade no Plenário da corte, em Porto Alegre. A gestão no biênio 2016-2017 será liderada pelos desembargadores Beatriz Renck (presidente), João Pedro Silvestrin (vice-presidente), Maria da Graça Ribeiro Centeno (corregedora regional) e Marçal Henri dos Santos Figueiredo (vice-corregedor). Os desembargadores Alexandre Corrêa da Cruz e Carmen Gonzalez assumiram, respectivamente, a direção e a vice-direção da Escola Judicial do TRT-4. Os magistrados foram eleitos no dia 2 de outubro.

A desembargadora Beatriz chega à Presidência do Tribunal após ter atuado como corregedora no biênio 2014-2015. Nascida em Taquara (RS), a nova presidente tomou posse como juíza do Trabalho substituta em 1989. Promovida a juíza titular em 1991, esteve à frente da 1ª Vara do Trabalho de Uruguaiana (1991), da 1ª Vara do Trabalho de Passo Fundo (1991), da Vara de Trabalho de Osório (1991-1992) e da 16ª Vara do Trabalho de Porto Alegre (1992-2006). Foi promovida ao cargo de desembargadora em 17 de novembro de 2006.

Em discurso na solenidade de posse, a nova presidente afirmou que a administração pretende otimizar recursos para propiciar as melhores condições possíveis aos juízes e servidores na busca pelo modelo ideal de Justiça. “O grande papel do Poder Judiciário é atuar na consolidação da democracia e na defesa dos direitos fundamentais inscritos na Constituição.”

A magistrada também citou a importância de os juízes terem sensibilidade pelas questões humanas, em meio a uma carga de trabalho intensa, às metas a serem cumpridas e à exigência da razoável duração do processo. “O Direito envolve pensamento, reflexão e prudência. Julgamos pessoas, e não partes. Resolvemos problemas humanos, e não processos”, disse a desembargadora.

Veja a biografia dos demais integrantes da nova administração do TRT-4 e da direção da Escola Judicial:

João Pedro Silvestrin (vice-presidente)
Nascido em Guaporé (RS), tomou posse como desembargador do Trabalho em 22 de outubro de 2004, em vaga do quinto constitucional reservada a membro da advocacia. A partir de abril de 2013, atuou por dois anos como juiz convocado na 8ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho. Até a posse, jurisdicionava na Seção de Dissídios Coletivos e presidia a 4ª Turma Julgadora do TRT-4.

Maria da Graça Ribeiro Centeno (corregedora regional)
Natural de Moçambique, tomou posse como juíza do Trabalho substituta no TRT da 12ª Região (SC) em 1987, onde foi promovida ao cargo de juíza titular em 1989. Ingressou no quadro de magistrados da 4ª Região em 1992. Foi titular da 1ª Vara do Trabalho de Taquara (1992-1997), da Vara do Trabalho de Viamão (1997-2000) e da 14ª Vara do Trabalho de Porto Alegre (2000-2010). Tomou posse como desembargadora do TRT-4 em 10 de dezembro de 2010. Integrava a 9ª Turma Julgadora e a Seção Especializada em Execução.

Marçal Henri dos Santos Figueiredo (vice-corregedor)
Natural de Porto Alegre, tornou-se membro da magistratura trabalhista gaúcha em 12 de abril de 1989. Foi promovido ao cargo de juiz titular em 30 de março de 1992. Exerceu a titularidade da Vara do Trabalho de Triunfo (1992-1994) e da 29ª Vara do Trabalho de Porto Alegre (1994-2011). Tomou posse como desembargador do TRT-4 em 1º de setembro de 2011. Atuava na 1ª Turma Julgadora e na 2ª Seção de Dissídios Individuais. Também exerce a função de vice-ouvidor do Tribunal.

Alexandre Corrêa da Cruz (diretor da Escola Judicial)
Natural de Porto Alegre, tomou posse em 1993 como servidor no TRT-4. Em 1995, ingressou no Ministério do Trabalho, no cargo de fiscal do Trabalho. No ano seguinte, foi aprovado para o cargo de procurador do Trabalho, tomando posse na Procuradoria Regional do Trabalho da 4ª Região. Tornou-se desembargador do Trabalho do TRT-4 em 2010, ocupando vaga do quinto constitucional destinada a membros do MPT. Integrava a 1ª Seção de Dissídios Individuais e a 2ª Turma Julgadora. Era o atual vice-diretor da Escola Judicial.

Carmen Izabel Centena Gonzalez (vice-diretora da Escola Judicial)
É natural de Santana do Livramento (RS). Assumiu o cargo de juíza do Trabalho substituta da 4ª Região em 1989. Promovida à titularidade em 1993, passou pelas varas do Trabalho de Ijuí (1993) e de Guaíba (1993), e por três unidades da capital: 2ª VT (1993-2007), 3ª VT (2007)  e 30ª VT (2007-2008). Em 2008, foi promovida ao cargo de desembargadora. Era vice-corregedora do TRT-4 na gestão anterior.

Revista Consultor Jurídico, 12 de dezembro de 2015, 11h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.