Consultor Jurídico

Comentários de leitores

14 comentários

O momento do Conselho Federal honrar sua história

Milton Moraes Terra (Advogado Sócio de Escritório - Eleitoral)

Com o início do processo de impeachment da Presidenta Dilma entendo que o Conselho Federal da OAB precisa mostrar que a nossa Ordem dos Advogados do Brasil é mais de uma entidade de classe, que visa apenas proteger os interesses dos advogados. A OAB sempre teve um papel marcante na democracia brasileira e sempre defendeu a Constituição e os valores morais. Chega de corrupção!

Parabéns !

Hélder Alves da Costa (Advogado Autônomo - Comercial)

Extremamente lúcido e oportuno o artigo do Colega.
Quanto ao outro Colega que se posiciona contra o exame da Ordem, já que acha tão difícil, deveria tentar o concurso para a Magistratura, o MP, a AGU, esses são bem mais fáceis.
A verdade é que o Brasil é o recordista mundial de escolas de direito, o que é uma lástima.

O impeachment e o exame de ordem

Totoni (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Apesar de, neste momento, a ação da OAB, em relação ao processo de impeachment da presidente Dilma, possuir relevância menor, tendo em vista a sua aceitação pelo presidente da Câmara dos Deputados, há que se tecer elogios à sóbria e contundente manifestação do articulista.
Quanto ao exame de ordem, ele é um mal necessário, já que tem muita gente boa confundindo o pretérito mais-que-perfeito com o futuro do presente - às vezes, até de verbos diferentes.

A hora é agora!

MarcoPerdigão (Advogado Autônomo - Tributária)

Parabéns ao Articulista. Reflexão oportuna e condizente com a realidade política que vivemos e o papel a OAB neste contexto.

Debates com a sociedade Civil?

Ariosto Moreira da Rocha (Bacharel - Administrativa)

Onde vocês virão a OAB debater com a sociedade Civil? Temos chamado para debatermos o exame que ela aplica e a resposta é a mesmo, somos os donos do mundo. Um exame que reprova 88% não é culpa das Universidades, temos que quebrar a caixa "preta" da OAB.

OAB não representa a advocacia

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Com o recebimento do pedido de impeachment, a OAB mais uma vez provou estar na contramão das necessidades do povo brasileiro. Vai entrar para a história como apoiadora de Dilma e seu grupo de fracassados, envergonhando toda a classe dos advogados (mais uma vez).

Tarde demais

Flávio Souza (Outros)

Meus amigos, o presidente da Câmara Eduardo Cunha já deferiu o pedido, portanto inócua qualquer reação da OAB, aliás, uma Comissão da OAB dias atrás por margem apertada deliberou em sentido contrário ao que a OAB pretende agora. De minha parte, parabéns ao dois conselheiros que votaram em separado, ou seja, entenderam que o impeachment tinha base legal em relação ao fatos analisados.

a negação da verdade

sytote (Advogado Autônomo - Civil)

é impensável que a diretoria da oab seja contra o governo e o pt, pois é um orgão que defende até a morte o que prega o "CHEFE DOS CORRUPTOS""

Usar a OAB?

Da Lei (Advogado Associado a Escritório)

A OAB é mais que tudo isso! A OAB não meteu as caras na compra da reeleição presidencial! Na eterna reeleição do Alckimin em São Paulo, após a morte do Covas! Nas falcatruas do metrô já noticiadas! Menos! Não pediu o impeachment do Lula, nem do FHC, pelos mesmos fatos! Oportunismo, Não!

Quer pegar carona...

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

A OAB só está querendo pegar carona nessa onda do impeachment para se aproveitar do "marketing politico", aparecer nos noticiários falando sobre temas batidos e polêmicos.

Inesquecível

Observador.. (Economista)

Gerações futuras irão, ao analisar este momento histórico, ficar provavelmente intrigadas com tanta inação diante de tanto descalabro.
Já, há muito, deixou de ser uma disputa ideológica para se tratar de um case de falência generalizada de toda estrutura funcional do Brasil.
Que fatos mais retumbantes precisam aparecer?
Cartões corporativos sem controle e , caminhões de bens comprados com dinheiro público sem controle do contribuinte, descalabro em todas as instâncias e órgãos ligados a segurança pública e a infraestrutura de todo o país.
Doenças retornando - ou aparecendo - com força total.
Desemprego nas alturas.
Desastres ambientais de grande porte acontecendo como se fosse um "fato da vida", sem controle e sem medidas ágeis de contenção diante das graves consequências.
Desindustrialização de setores importantes da economia.
Corrupção estratosférica e generalizada.
Enfim.
Nossa anomia, associada à uma imobilidade catatônica diante dos fatos, é algo que será merecedor de estudos.

Excelente Ponto de Vista

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista. Quero congratular-me com o nobre causídico autor do Artigo em tela, pelas lucidez e verdades explicitadas. É lamentável que a colenda OAB sobrevive hoje graças ao legado do laborioso e altruístico trabalho dos seus ex-presidentes. Hoje OAB atua na contramão da história diante da roubalheira que assola o país. Desconfio que tal silêncio ou omissão seja em câmbio da permanência da sua escravidão contemporânea da OAB, ou seja o seu pernicioso famigerado caça-níqueis exame da OAB. Todo jurista sério sabe que não é a alçada da OAB e de nenhum sindicato avaliar ninguém. Afirmo isso com argumento jurídicos. Qual? Artigo 209 da Constituição diz que compete ao poder público avaliar o ensino. Há vinte anos OAB vem se aproveitando dos governos covardes para impor essa excrescência. Vendem-se dificuldades para colher facilidades. Estima-se que nesse período abocanhou extorquindo com altas taxas, pasme, quase R$ 1,0 Bilhão de reais sem nenhuma transparência, sem nenhum retorno social sem prestar contas ao TCU. Já imaginou os prejuízos incomensuráveis que exame caça-níqueis vem causando ao país com esse contingente de escravos contemporâneos da OAB jogados ao banimento? Assim como Martin Luther King "I HAVE A DREAM" (EU TENHO UM SONHO):Em respeito ao direito ao trabalho abolir de vez a última ditadura a escravidão contemporânea da OAB. JÁ NÃO ESCRAVOS .MAS IRMÃOS. PAPA FRANCISCO. O fim dessa excrescência significa mis empego (num país de desempregados) mais renda, mais cidadania, mais contribuições para Previdência Social e maior respeito aos direitos humanos. Ensina-nos Martin Luther King na nossa sociedade privar homem do emprego e renda equivale psicologicamente a assassiná-lo.

Prerrogativas

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Antes de mais nada a OAB deve cuidar do exato cumprimento e respeito às prorrogativas dos advogados. Impedimento é tema menor, devido não ser a OAB um partido político e o tema TCU está profundamente carregado de carga politica partidária. Mudar para frente sim. desequilibrar o passado é inadmissível. Tema maior e de interesse dos cidadãos brasileiros seria a instalação de uma Assembleia Nacional Constituinte para depurar o sistema politico e eleitoral e corrigir erros históricos que abrigaram a corrupção e outras mazelas mais, nos três poderes e várias outras instituições.

Cegueira

Rivadávia Rosa (Advogado Autônomo)

No Regime Militar a OAB sabia o que fazer.

Porém, no [des] governo do crime organizado, parece está que ‘nem cego em tiroteio’.

Memória Estatutária [L 8906/94]:

“I - defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado democrático de direito, os direitos humanos, a justiça social, e pugnar pela boa aplicação das leis, pela rápida administração da justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas;...”
[http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8906.htm]
/>O fato é que a licitude do procedimento de impeachment encontra fundamento na Constituição Cidadã.

Assim, tem-se a figura do juízo político – impeachment - como mecanismo institucional para destituir/remover agentes políticos por crime de responsabilidade; inspirado na Carta Magna norte americana, está previsto no artigo 85 e seus incisos da Constituição, e, deve ser aplicado, sobretudo diante do descalabro político administrativa da atual [in] governança que manteve o Estado da corrupção, cuja “era da corrupção” teve início no governo do seu antecessor que obviamente também teve um mentor.

Comentar

Comentários encerrados em 10/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.