Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Boas práticas

Conheça os vencedores das sete categorias da 12º edição do Prêmio Innovare

Os vencedores das sete categorias da 12ª edição do Prêmio Innovare foram divulgados nesta terça-feira (1º/12), em cerimônia no Supremo Tribunal Federal. Das 667 práticas inscritas, 21 chegaram à final.

Neste ano, o Prêmio Especial foi dedicado ao tema “Redução das ações judiciais do Estado: menos processos e mais agilidade” e recebeu projetos de diversos setores da sociedade, inclusive de profissionais das outras categorias concorrentes.

Conheça os vencedores nas sete categorias:

  • Tribunal: Criança e adolescente protegidos (desembargadora Lidia Maejima, do Tribunal de Justiça do Paraná);
  • Juiz: Apadrinhar – amar e agir para materializar sonhos (juiz Sério Luiz Ribeiro de Souza, da 4ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso do Rio de Janeiro);
  • Ministério Público: Osório – um projeto de acessibilidade (promotor de Justiça Luis Cesar Gonçalves Balaguez, Osório – RJ);
  • Defensoria Pública: Da tranca para a rua – a execução penal na voz dos presos (defensores públicos de Barra do São Francisco – ES);
  • Advocacia: Justiça acolhedora: respeito às demandas sociais (advogada Anette Cardoso Rocha, Belo Horizonte);
  • Prêmio Especial: Centrais de negociação da Procuradoria-Geral da União (procuradores da PGU, Brasília);
  • Justiça e Cidadania – O observatório social de Maringá e a busca pela transparência e zelo na gestão dos recursos públicos (Maringá – PR).

Para o presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça, ministro Ricardo Lewandowski, o Prêmio Innovare incentiva uma sociedade mais pacífica ao lançar um olhar externo para as práticas desenvolvidas no Judiciário. “Quando a sociedade participa da solução de problemas, há pacificação mais amigável, sem confronto entre as partes.”

Além de Lewandowski, participaram da cerimônia os ministros do STF Luiz Fux, Gilmar Mendes e Dias Toffoli; o ministro aposentado Ayres Britto; o procurador-geral da República, Rodrigo Janot; o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, além de diversos ministros e conselheiros de órgãos do Judiciário.

Plataforma digital
Além da premiação, neste ano o Instituto Innovare lançou a plataforma digital Brasil na Prática. A iniciativa é uma comunidade colaborativa para incentivar o compartilhamento e participação social em práticas que buscam aperfeiçoar a Justiça brasileira. As práticas inscritas já devem ter resultados comprovados na melhoria da prestação do serviço jurisdicional. Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Revista Consultor Jurídico, 1 de dezembro de 2015, 20h36

Comentários de leitores

1 comentário

Errata

Rodrigo de Araujo Alves (Servidor)

O Promotor de Justiça que ganhou o prêmio é de Osório/RS e não RJ.

Comentários encerrados em 09/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.