Consultor Jurídico

Nova formação

Mauro Campbell e Paulo de Tarso Sanseverino são eleitos para compor CJF

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça elegeu, nesta quarta-feira (12/8), os ministros Mauro Campbell Marques e Paulo de Tarso Sanseverino para serem os novos membros efetivo e suplente, respectivamente, do Conselho da Justiça Federal (CJF). A eleição é consequência da renúncia do ministro Luis Felipe Salomão ao cargo de membro efetivo.

Campbell Marques é ministro do STJ desde 2008, para o qual foi nomeado depois de mais de 20 anos no Ministério Público (tendo sido procurador-geral de Justiça do Amazonas). Em entrevista ao Anuário da Justiça Brasil 2015, o ministro afirma que "hoje, não adianta o juiz ser bom técnico, tem que ser bom gestor". Para ele, a adoção da súmula vinculante pelo STJ é questão de tempo.

Já Sanseverino foi empossado no STJ em 2010, depois de ter sido desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul por cerca de dez anos e juiz por 13. Especialista em contratos, ele considera que parte da culpa pela morosidade do Judiciário se deve às decisões de segunda instância, que não seguem a jurisprudência do STJ.

O CJF é o órgão que supervisiona a Justiça Federal de primeira e de segunda instância nos aspectos orçamentário e administrativo. Tem em sua composição cinco ministros do STJ: o presidente, Francisco Falcão, a vice, Laurita Vaz, e outros três membros efetivos (o mais antigo entre esses é o corregedor-geral da Justiça Federal, cargo hoje ocupado por Jorge Mussi). Há ainda três suplentes.

Completam a composição do CJF os presidentes dos cinco tribunais regionais federais.  Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de agosto de 2015, 21h41

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.