Consultor Jurídico

Segunda Leitura

Entre "cigarras e formigas", profissionais do Direito devem buscar equilíbrio

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Excelente!

Fernandopp (Outro)

Ótima reflexão e de rara felicidade!

Nem moral e nem civismo, não?

Manuel Santiago (Jornalista)

É uma verdade que precisa ser dita e repetida em sala de aula, ao logo de qualquer curso, seja ele universitário ou secundário. Estamos perdendo nossos jovens para o vazio. É um tema triste de se comentar, pois há sempre um alguém na família que retrata o tipo. Também pudera, os esquerdistas de plantão, profundamente magoados com o governo militar, trataram de excluir do currículo escolar o velho puxão de orelha que diariamente recebíamos na escola: a disciplina moral e civismo. Hoje em dia, com uma vida alucinante em que mal vemos ou conversamos com nossos filhos, delegando toda educação à escola, certamente essa disciplina, a eles, vem fazendo falta, muita falta. Mas isso é coisa de conservador, não?

Interessante!

diamantino2 (Advogado Sócio de Escritório)

Ótimo o artigo. Parabéns.

Bom texto, mas com ressalvas

Gabriel Cabral Parente Bezerra (Advogado Autônomo - Tributária)

O texto é bem escrito e está imbuído de uma intenção e um propósito benéfico. Em suma, um bom artigo. Mas infeliz.
Como pode o autor querer dar alguma dica na maneira que alguém leva a sua vida se ele a desconhece?
Como falei, a intenção do texto é boa mas, na maior parte das vezes, nós somos obrigados a nos tornar o que quer que seja muito mais por causa de circuntâncias da vida do que por nossa própria vontade, inclusive a decisão de ser Formiga.
Podemos, no entanto, tentar nos flexibilizar de forma a conseguir ser ambos, Cigarra e Formiga, o melhor que pudermos dentro de nossos próprios contextos, não por mera decisão da nossa vontade, pois não é assim que as coisas funcionam, e sim, através de nossa determinação e nossas ações do dia-a-dia.

Comentar

Comentários encerrados em 10/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.