Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direto da Suíça

MPF repatria R$ 86 milhões de ex-gerente da Petrobras

O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro anunciou ter repatriado cerca de US$ 29 milhões (R$ 86,9 milhões) do ex-gerente de engenharia da Petrobras Pedro Barusco, que estavam bloqueados na Suíça. Segundo o MPF-RJ, o dinheiro é fruto de propinas recebidas por ele entre 1999 e 2012, nos contratos da estatal com a empresa holandesa SBM Offshore, fornecedora de navios-plataforma.

Barusco foi diretor de Exploração e Produção de Petrobras de 1995 a 2003, quando assumiu o cargo de gerente-executivo na Diretoria de Serviços, cargo que exerceu até 2011.

O valor repatriado está depositado em uma conta da Caixa Econômica Federal. O dinheiro estava bloqueado em bancos suíços, por determinação do Ministério Público daquele país, que aceitou o pedido do MPF em favor da liberação para o Brasil.

O valor faz parte dos cerca de US$ 97 milhões restituídos por Pedro Barusco, que assinou termo de delação premiada na operação "lava jato". Com informações da assessoria de imprensa do MPF-RJ.

Revista Consultor Jurídico, 30 de abril de 2015, 19h29

Comentários de leitores

1 comentário

R$ 86 milhões

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

E a "cumpanheirada" insiste em falar em presunção de inocência.

Comentários encerrados em 08/05/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.