Consultor Jurídico

Notícias

Excesso de trabalho

Juízes do TJ-RJ trocam acusações por meio de despachos

Comentários de leitores

5 comentários

A balela do "juiz natural"

Fontes Mendes (Bacharel - Tributária)

A representação feita pelo juiz substituto deveria voltar-se, pela mesma razão, contra ele. Como foi exposto, o Todo Poderoso resumiu seu esforço hercúleo a "autografar" despacho e sentenças, enquanto que as assessoras foram as reais juízas dos casos, conforme revelou a juíza titular.
Sendo assim, ele, o acusador, foi quem feriu o princípio do juiz natural.
Mas se isso realmente fosse penalizado, sobrariam poucos juízes nesse país.

Sem autos

Antonio Carlos Kersting Roque (Professor Universitário - Administrativa)

Ao contrário também acontece.
Se for de interesse dos apaniguados dos juízes é posdivel sentenciar sem os autos, estes em carga com a parte ex adversa, como aconteceu aqui no Mato Grosso, onde o juiz sentenciou um mandado de segurança sem ter os autos.
Eles podem tudo.

Velocidade

Ed Gonçalves (Bacharel)

Sem contar o fato de que há magistrados que só ordenam a abertura de conclusão depois de a minuta de despacho/sentença estar pronta. Assim, vemos juízes "the flash", que sentenciam 100 páginas no mesmo dia em que é aberta conclusão para sentença.
Assim, é fácil!

Pelo menos vão trabalhar...

AdvogadaBahia (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Em Salvador tenho processos em conclusão há 4 anos em uma mesma vara. Toda semana a assessora pede mais uma semana. O Juiz? Esse não frequenta o local de trabalho, mas oficialmente ele não atende Advogados...

Cada um na sua

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O juiz está errado. O cartório não pode deixar de encaminhar os autos à conclusão, ainda que não haja juiz para despachar. A bem da verdade, o que existe é muito abuso por parte de vários magistrados controlando a atividade cartorária visando favorecimento próprio. É que a partir do momento em que o processo está concluso a mora é do juiz, e assim na condição de chefe o magistrado muitas vezes determina aos servidores que não encaminhem os processos à conclusão, ou que o faça após dado período. Assim o atraso do magistrado não fica registrado.

Comentar

Comentários encerrados em 23/04/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.