Consultor Jurídico

Notícias

"Lava jato"

Encontro de advogados com ministro não justifica prisão, diz TRF-4

Comentários de leitores

5 comentários

Estado Fictício de Direito

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Concordo com a decisão, mas o juiz em um Estado que se diz "Democrático de Direito" prende o cidadão comum por fundamento COMPLETAMENTE INIDÔNEO e fica por isso mesmo após se reconhecer que a decisão é ilegal? Até quando essa mazela nacional chamada "magistrado faz o que quer, quando, como e onde quiser" vai persistir?

Decisão muito acertada!!

Marcelino Carvalho (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

A toda evidência não há como apoiar uma ordem de prisão contra alguém com fundamento em matéria veiculada pela imprensa. Por maior que seja o cuidado que o jornalista tenha com a checagem dos fatos, ele não tem como garantir que o que ele noticia é verdade, especialmente no caso onde a matéria não se assenta em fatos, mas em suposição de fatos. Além disso, reunião de advogados com o Ministro da Justiça de modo algum pode ser motivo para mandar alguém para atrás das grades, especialmente de ofício. Parabéns ao TRF4 por restabelecer o cumprimento da lei e cassar essa ordem de prisão evidentemente absurda. O Juiz Sergio Moro está fazendo um trabalho de grande valor para o País e deve ser, por todos os modos, apoiado nessa empreitada. Contudo, esse apoio não pode incluir a transgressão à lei, para não retirar legitimidade à punição aplicada aos que transgrediram a lei.

Memento, homo, quid pulvis est...

Riobaldo (Advogado Autônomo - Civil)

Alguém precisa urgente lembrar ao juiz Sérgio Moro, quem sabe, repetindo o gesto do fâmulo do memorável cônsul, Julio Cesar, - de puxar levemente o manto - digo, a toga -, lembrando-o da sua finita condição humana: " sois homem, não Deus..." Mas, vanitas, vanitatis, depois que a mosca azul pica o sujeito, fica difícil resistir ao ´sucédio`moral...

A regra é a prisão.

Vladimir de Amorim silveira (Advogado Autônomo - Criminal)

As prisões preventivas se tornaram a regra no direito penal, sendo a constituição violada por qualquer juiz. Ou seja, a constituição federal se tornou uma prostituição federal porque é violada por todos.

Influenciar ?

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Claro que não. Os advogados foram visitar o Ministro para um café e como "todo político ou autoridade pública tem obrigação de atender a quem que seja, com ou sem hora marcada" o encontro acabou acontecendo.

Eu mesmo me avistei com Cardoso na semana passada.

Meu primo, CARDOSO, me cobrou a cerveja, após eu ter apostado na vitória do glorioso S.PAULO. De repente pode até ter sido também esse o motivo da reunião, já que o Tricolor do Morumbi vem perdendo há muito tempo; se não me falha a memória até mesmo antes desse fatídico encontro de colegas.

Comentar

Comentários encerrados em 18/04/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.